Municípios

Jacobina: Prefeito assina contrato de Financiamento com Banco do Brasil e anuncia obras

16 de março de 2020, 16:35

Na tarde desta segunda-feira (16), o prefeito Luciano da Locar assinou contrato de financiamento mediante abertura de crédito junto ao Banco do Brasil, onde o município terá como crédito mais de 3,7 milhões de reais para os investimentos.

“Jacobina vive um novo tempo, hoje temos uma cidade pujante com obras do Junco à Caatinga do Moura, obras estruturantes pelos bairros da cidade e este ano faremos muito mais. Hoje é dia de celebração, é dia de alegria para cada jacobinense, na certeza de pavimentação de mais ruas, inclusive asfáltica e mais investimentos em saúde. Tudo isso só é possível porque vivemos o dia a dia do nosso povo, sabemos das demandas e trabalhamos com responsabilidade. Vamos seguir em frente fazendo muito mais”, salientou o prefeito Luciano.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina: Carlos de Deus anuncia apoio à pré-candidatura de Tiago Dias e sua saída do PSB

16 de março de 2020, 16:24

Foto: Notícia Limpa

O anúncio da pré-candidatura para vereador do empresário Carlos de Deus foi um dos fatos políticos mais comentados nos últimos dias em Jacobina. O ex-vereador, responsável pela construção da nova sede da Câmara de Vereadores, quando esteve como presidente daquela casa, anunciou o seu desejo de retornar com o mandato.

Carlos de Deus foi vereador por três mandatos, estando à frente da presidência da Câmara por duas vezes. Secretário de Transporte do governo do então prefeito Carlito Daltro, candidato a deputado federal, candidato a prefeito e vice-prefeito, Carlos é considerado um dos políticos mais experientes de Jacobina. Reconhecido pela sua empatia e austeridade com recursos públicos, seu desejo de retorno para o Legislativo Municipal vem sendo comemorado por amigos, familiares e correligionários.

Além do anúncio da sua pretensão em concorrer a uma das 17 cadeiras de vereadores, outra novidade é o anúncio do seu apoio à pré-candidatura para prefeito do vereador Tiago Dias e a sua migração para o Partido Comunista do Brasil (PC do B). A sua ida para o partido comunista se deu por conta do anúncio da provável filiação do seu desafeto político e ex-prefeito Rui Macedo no Partido Socialista Brasileiro (PSB), o qual era presidente.

Informações dão conta que a oficialização da filiação de Carlos de Deus ao PC do B acontecerá em breve e será marcada com um evento político.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina: Enquanto a oposição não se decide, Luciano Pinheiro segue sua viagem

16 de março de 2020, 15:25

Com a aproximação do prazo oficial para a campanha eleitoral para a eleição municipal, as pedras políticas já começam a se movimentar no tabuleiro. Prováveis alianças são cogitadas, pré-candidaturas se aproximam de definições e trocas de legendas partidárias são autorizadas. O caldo político começa a engrossar. Os considerados fortes seguem na luta, enquanto os que não possuem sebo nas canelas vão ficando para trás.

Não diferente de outros municípios, em Jacobina a corrida eleitoral começa a ganhar corpo e os nomes que reúnem reais condições de concorrer ao pleito deste ano passam a ser conhecidos pela população. Com exceção aos que já declararam não ter mais a intenção de concorrer pela renovação do mandato, como o vereador Doutor Pedro, os restantes que compõem a Câmara de Vereadores da cidade são candidatíssimos. Já para o Executivo a certeza até o momento é nome do atual prefeito Luciano Pinheiro que irá tentar a reeleição. O grupo de oposição ao seu mandato aparece com três prováveis nomes, o ex-deputado Amauri Teixeira (PT), o vereador Tiago Dias (PC do B) e a diretora do Núcleo Regional de Saúde (NRS), Kátia Alves (Podemos). Todos, até o momento, se colocam com pré-candidatos a prefeito.

Do jeito que está Luciano venceria com tranquilidade a eleição para prefeito, pois a divisão dos votos dos seus opositores lhe beneficiaria, como aconteceu no pleito anterior quando concorreu contra três candidatos. Caso aconteça o consenso, e os demais nomes decidam pela união de forças, a reeleição do atual gestor estaria comprometida. Por incrível que pareça, contrariando a matemática e prevalecendo a lógica política, a disputa contra três candidaturas seria bem mais fácil do que contra apenas uma.

A vantagem para o prefeito estaria no excesso da vaidade dos seus oponentes. Demonstrando a falta de um projeto político, onde a discussão coletiva está sendo sucumbida pelo egoísmo, partidos e pessoas querem mostrar forças numa mera disputa de poder em detrimento ao bem comum.

Como se estivessem se precavendo de uma contaminação viral, os nomes que se apresentam em melhores condições para enfrentar Luciano Pinheiro nas urnas neste ano insistem no distanciamento, se comportando como se fossem inimigos e não integrantes da mesma corrente política.

Até que se faça a terraplanagem, drenagem e pavimentação da estrada de cascalho, os que circulam em rodovias já pavimentadas estarão a quilômetros de distâncias. Uma coisa é real, enquanto a oposição não se decide, o prefeito Luciano segue sua viagem em rodovia sem curvas.

Ano eleitoral é como uma corrida de fundo, o atleta que sair na frente inevitavelmente será o campeão da prova.

Por Gervásio Lima

Jornalista e historiador

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina: Informativo

14 de março de 2020, 22:08

Foto: Reprodução

(Da assessoria) – A Prefeitura de Jacobina, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, vem, informar à população do nosso município, que o primeiro caso notificado como suspeito do Coronavírus COVID-19, testa negativo para o vírus.

Trata-se da paciente, que conforme noticiado apresentava os sintomas e tinha histórico de viagem ao Canadá.

Todos os setores do Município envolvidos continuarão atentos e deixando a população jacobinense informada. O resultado do teste foi informado ao Núcleo
Regional de Saúde pela Secretaria de Saúde do Município, que está 24 horas vigilante.

*ASCOM/PMJ*

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Nova Canaã: Secretaria manobra e cancela audiciência pública

14 de março de 2020, 13:37

Foto: Reprodução

*Por Zuca Assunção – 

EU chamo a atenção do Movimento Itajaí Resistênca, para a manobra do Prefeito Municipal de Nova Canaã, que, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, divulgou o “Comunicado de cancelamento da Audiência Pública” que ocorreria no próximo dia 18 de março para discutir os impactos ambientais do processo de exploração de pedras ornamentais (quartzitos) na Serra da Cebola.

Apesar de pessoas da própria Administração espalharem fake news nos grupos de whatsapp informando que a Prefeitura não mais concederia a licença para exploração, o comunicado oficial da Secretaria apenas afirma que “o cancelamento (da Audiência Pública) se deve ao fato de o empreendimento não ser considerado de impacto ambiental local, não podendo ser LICENCIADO PELO MUNICÍPIO DE NOVA CANAÃ-BA, nos termos da Resolução CEPRAM 4.327/2013, ratificada pelo Decreto 015/2020, publicado em 12/03/2020” (SIC).

Pois bem, na condição de jornalista e canaense também preocupado com a situação, tive o cuidado de ler a Resolução CEPRAM 4.327/2013 e constatei que não existe nada ali que exime o Município do poder de fiscalização e muito menos que não considere o empreendimento como de impacto ambiental, muito pelo contrário.
Na Resolução CEPRAM 4.579, de 06 de março de 2018, que altera o Anexo I da Resolução 4.327/2013, consta que a exploração de quartzito é SIM um empreendimento de IMPACTO AMBIENTAL e de alto potencial poluidor. Basta o Secretário ter o cuidado de verificar o Anexo Único, página 4, da Resolução 4.579/18, sobre a “tipologia e porte dos empreendimentos e atividades sujeitos ao licenciamento ambiental”.

A própria Resolução 4.327/13 não deixa dúvidas quanto a isso, em seu Art. 1º: “Fica definido, para fins desta Resolução, como impacto ambiental de âmbito local qualquer alteração direta das propriedades físicas, químicas e biológicas do meio ambiente, que afetem a saúde, a segurança e o bem-estar da população, as atividades sociais e econômicas, a biota; as condições estéticas e sanitárias do meio ambiente; e a qualidade dos recursos ambientais, dentro dos limites territoriais do Município”.

O Art. 4º da mesma Resolução esclarece que para exercer as ações administrativas decorrentes da competência comum prevista no art. 23, incisos III, VI e VII da Constituição da República, “o MUNICÍPIO deverá instituir o seu Sistema Municipal de Meio Ambiente por meio de órgão ambiental capacitado e Conselho de Meio Ambiente, nos termos da Lei Complementar nº 140/2011, sem prejuízo dos órgãos e entidades setoriais, igualmente responsáveis pela proteção e melhoria da qualidade ambiental e com participação de sua coletividade”.

*Jornalista e Servidor Público Federal

Comunicado da Secretaria do Meio Ambiente da Prefeitura de Nova Canaã cancelando a audiência pública:

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacibina: Prefeitura anuncia sistema de distribuição de água

14 de março de 2020, 09:10

Foto: Ascom/PMJ

Na tarde desta sexta-feira (13), o prefeito Luciano da Locar, juntamente com o vereador Dudu de Nilda, estiveram na comunidade do Escôncio, na região do Distrito de Novo Paraíso, anunciando o novo sistema de abastecimento de água para as localidades de Varginha, Jureminha, Galheiros e Escôncio.

“Primeiramente ouvimos a comunidade, os moradores criaram um esboço de uma nova forma de distribuição da água, acatamos e o município fará o investimento, com a finalidade de acabar com o problema”, informou Luciano da Locar, anunciando que em breve já iniciará a implantação dos canos e bombas para ampliar o serviço de abastecimento de água.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina: Profissionais de Saúde montam estratégia de contigenciamento contra o Corona Vírus*

13 de março de 2020, 22:16

Foto: Ascom/PMJ

(Da assessoria) – Na manhã desta sexta-feira (13), profissionais de saúde estiveram reunidos na Secretaria da Saúde do Municipío de Jacobina com a finalidade de dialogar e montar estratégia de contingenciamento contra a pandemia (COVID-19).

Equipes dos hospitais municipais Regional Vicentina Goulart e Antônio Teixeira Sobrinho, UPA, CTA – Laboratório , discutiram a respeito da montagem do protocolo de contigenciamento do corona vírus e h1n1.

“Não há motivos para pânico, mas a Secretaria de Eaúde está pronta para atender qualquer caso suspeito de forma rápida, assegurando garantir condutas corretas ao paciente” relatou a secretária da Saúde, Mariana Valois.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina: Projeto hortas nas escolas retorna com o início das aulas

13 de março de 2020, 11:03

Foto: Ascom/PMJ

(Da assessoria) – Após o início das aulas das escolas municipais, o engenheiro ambiental e sanitarista, Glériston Macedo, da Secretaria de Educação e Cultura (SEMEC) e o administrador rural,  Roberto Amorim, da Secretaria de Meio Ambiente(SMA), retornaram nesta terça-feira (12), com as visitas técnicas às hortas orgânicas da Creche Vicente Amorim e da Escola Alice Áurea, a ambas localizadas no distrito de Caatinga do Moura.

Conforme combinado desde o início do Projeto, os responsáveis diretos pelo funcionamento das hortas, Georgiton e atualmente a Senhora Lucélia, cumpriram o que foi determinado. “Encontramos a terra preparada e as sementeiras prontas para em breve fazer o transplante das mudas ao canteiro final. Continuamos nesses dois laboratórios de aprendizagem, a analisar possíveis modificações na área e principalmente na forma de irrigar, buscando alcançar o melhor sistema possível e ambientalmente correto para essas duas áreas”, ressaltou Roberto Amorim.

Já Glériston Macedo, destaca o início da segunda etapa do projeto. “Colocamos em andamento a segunda etapa do projeto, que é a compostagem orgânica, que foi passado aos nossos colaboradores os primeiros passos de como colocar em prática pela nossa estagiaria técnica em meio ambiente, Rosângela Santos, do Instituto Federal (IFBA), que após receber as instruções técnicas e metodológicas devidas durante o seu estágio, torno-a apta para a atividade de orientação e acompanhamento do processo”, disse o engenheiro, informando que em breve estará sendo produzido também o adubo orgânico e o adubo foliar, que irá ser utilizado nas hortas. “Outro ponto importante, é que tudo isso é realizado ouvindo e trocando ideias com as pessoas envolvidas, o que torna tudo mais fácil. Este é um projeto de alcance socioambiental imensurável, porque transformam vidas que no futuro irão transformar outras vidas”, completou.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina: Caso suspeito do novo Coronavírus é confirmado pela Secretaria de Saúde da cidade

12 de março de 2020, 15:05

Foto: Notícia Limpa

A notícia de que um trabalhador da mineradora Yamana Gold (JMC) seria o primeiro caso suspeito do novo Coronavírus (Covid – 19) de Jacobina, causou o maior alvoroço na população. Bastou o vazamento da informação para as rede sociais explodirem de boatos e especulações.

Para evitar fake news e principalmente pânico, a JMC emitiu uma nota pública onde confirma que um dos seus colaboradores, que esteve recentemente no Canadá, apresentou algumas sintomas parecidos com os do Covid – 19, mas que por medida preventiva o mesmo foi avaliado pela equipe médica da empresa e coletado material para exames.

A Prefeitura de Jacobina, através da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde, também emitiu uma nota para a imprensa, onde informa que foi notificada sobre a suspeita contaminação pelo novo Coronavírus de um funcionário da empresa mineradora e que está acompanhando o caso, inclusive monitorando de perto e seguindo os protocolos do Ministério da Saúde. O nome do funcionário suspeita de contaminação não foi revelado.

No Brasil, até o início da tarde desta quinta-feira, já havia sido confirmados oficialmente 60 casos do novo Coronavírus, sendo 3 deles na Bahia, na cidade de Feira de Santana.

Veja abaixo as Notas enviadas para imprensa pela Secretaria de Saúde Municipal e pela mineradora Yamana Gold:

“A Jacobina Mineração e Comércio esclarece que um empregado apresentou sintomas de tosse e foi encaminhado a uma unidade médica para ser avaliado e realizar os devidos exames. A medida preventiva foi tomada, uma vez que o empregado havia retornado do Canadá recentemente. O médico do trabalho da empresa, responsável pela avaliação, informou que o empregado está bem e que os exames realizados não apresentaram nenhuma alteração. De toda forma, seguindo o procedimento interno da empresa, a Vigilância Epidemiológica de Jacobina foi comunicada e os protocolos do Ministério da Saúde estão sendo seguidos.

A empresa ressalta que está monitorando de perto o surto mundial do novo Coronavírus (COVID-19) e fornecendo atualizações regulares aos empregados e familiares, bem como orientações sobre as melhores medidas de proteção. Seguindo procedimento interno, a empresa está encaminhando para avaliação médica qualquer empregado que apresente sintomas de gripe. Como medida preventiva adicional, foi implementada uma proibição temporária de viagens para países com altas taxas de transmissão do COVID-19 e banidas completamente todas as viagens não essenciais. Isto inclui viagens não essenciais entre o escritório da empresa, em Toronto, e as operações e escritórios regionais e entre as próprias operações.

A segurança e a saúde dos nossos empregados, da comunidade e todas as partes interessadas é a nossa principal prioridade. A empresa está em contato regular com consultores médicos e de viagens especializados para garantir o emprego das melhores práticas de prevenção ao vírus, além das autoridades locais nas áreas onde opera para garantir total transparência e servir como um recurso se e quando o apoio se fizer necessário.

 Atenciosamente,

Comunicação – Yamana Gold”

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Itajaí: Audiência pública em defesa da vida

12 de março de 2020, 09:16

Foto: Reprodução

A mobilização do Movimento Itajaí Resistência, em defesa do rio Gongogi, já começa a dar resultados, considerando-se que conquistou da administração do Município o agendamento de uma Audiência Pública para se discutir os impactos ambientais provocados pela exploração de pedras ornamentais (quartzitos) na Serra da Cebola, região das nascentes do Rio Gongogi.

O movimento de resistência foi formado a partir da observação de que os resíduos provenientes da extração do Quartzito está comprometendo a única fonte de abastecimento de água da região, especialmente de Itajaí, distrito do município de Nova Canaã, localizado no sudoeste baiano.

Além de acionar o Ministério Público e a Polícia Federal, os líderes do movimento protocolaram uma denúncia junto ao Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos – INEMA-Ba, com sede em Vitória da Conquista. Protocolada por representantes da Associação dos Produtores Rurais e por moradores de Itajaí, a denúncia está registrada com o número 013/220: “O que se espera é que os Órgãos fiscalizadores tomem as providências legais pertinentes para impedir que ocorra um desastre ambiental”, afirma Almir Filho, morador de Itajaí e um dos líderes do movimento.
A Audiência Pública está marcada para a manhã do dia 18 de março, quarta-feira, no Clube Social de Itajaí. Além da comunidade local, moradores de Nova Canaã e de outras cidades da região estão mobilizados para exigirem que as empresas Uilmon Ferreira de Oliveira e Cia – Ltda; Mineração Monteiro Coutinho Comércio Ltda, e Mineração Vale do Rio Pardo Eireli não obtenham a concessão para extração do quartzito, já que vêm realizando pesquisas desde 2019. “É preocupante que a administração municipal não tenha se manifestado em nenhum momento em defesa do meio ambiente, das nascentes da bacia do Gongogi, e nem pela preservação do único rio que abastece a comunidade de Itajaí. Além do impacto ambiental e cerceamento do uso da água, a extração também comprometerá o desenvolvimento econômico da região, com consequências na agricultura, na pecuária e no comércio”, alerta Uilson Pedreira, que também faz parte do movimento.

Em visita ao local no último dia 06 de março, uma equipe de professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia – UESB – Vitória da Conquista – avaliou que se as empresas continuarem com a extração, os danos serão irreversíveis, principalmente para os cerca de 1500 moradores de Itajaí e regiões próximas: “A exploração ocorre a apenas 400 metros do principal ponto de abastecimento de água do distrito e da região da zona rural e é evidente que os resíduos sólidos que desagregam das pedras facilmente, os rejeitos resultantes desse processo, vão impactar todo o ecossistema da região, afetando a bacia hidrográfica e comprometendo o reservatório de água que abastece a localidade de Itajaí e região”, pondera Andreia Sanches, professora de geologia da UESB.

O Secretário de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Município, Vanildo Andrade, informou que cabe à prefeitura analisar todos os documentos e dar o parecer final, favorável ou não ao processo de exploração. E justamente por isso que a liderança do Movimento de Resistência do Gongogi convoca a população a se manter mobilizada até conseguires a vitória: “O que está em jogo e não apenas a nossa saúde, mas a nossa própria vida, já que sem água não existe vida”, observa Meim LPe Gabriela, uma das lideranças do movimento.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Os 7 alimentos que são ladrões de energia

Você provavelmente já ouviu falar e leu bastante sobre alimentos e suplementos que aumentam sua disposição e te deixam mais animado para encarar um treino ou até mesmo as tarefas do dia a dia. Mas também existe o outro lado dessa moeda. Não faltam vilões neste mundo na nutrição: os alimentos que são ladrões de energia e podem atrapalhar bastante sua rotina na corrida ou até mesmo se tornar um obstáculo numa prova.

Esses “ladrões” de energia atuam de diferentes maneiras no organismo. Em alguns casos, oferecem tanto açúcar que, num primeiro momento, essa elevada taxa de glicose resulta em mais disposição, mas, logo em seguida, a insulina liberada para normalizar essa glicose faz justamente o caminho contrário. E aí o cansaço chega com tudo.

Também tem aqueles alimentos que dão tanto trabalho para o sistema digestivo que muitos nutrientes são desviados para ajudar nesse processo, fazendo com que eles faltem na produção de energia em outras funções do organismo. Resultado: o corpo logo sente essa queda de disposição.

Para te ajudar a evitar esse cansaço causado pela má alimentação, acionamos três especialistas para fazer uma lista dos maiores ladrões de energia, suas principais armas e como combatê-las. Confira!

Os ladrões de energia 

Carboidratos simples

Alimentos com farinhas brancas vão roubar energia se consumidos em excesso. “Em um pré-treino, por exemplo, são aliados, mas viram vilões se não houver uma atividade física depois”, pondera Mayara Ferrari, nutricionista funcional esportiva. “Isso acontece porque a quantidade de açúcar no sangue fica muito elevada e o pâncreas libera mais insulina para quebrar todos esses carboidratos. Isso pode causar uma grande redução de açúcar no sangue, resultando em fadiga e falta de energia.”

Sal

Aquele sal extra para dar mais gosto à comida pode te deixar mais cansado. Em quantidade exagerada, o sal aumenta a pressão arterial e deixa o organismo mais desidratado porque mais água é necessária para compensar. “Ele prejudica o funcionamento adequado do organismo, que ficará a todo momento buscando esse equilíbrio. Isso dará uma sensação de cansaço e fadiga. Esporadicamente um pouco de sal não tem problema, mas abusar dele diariamente ou usar em grande quantidade é bastante prejudicial”, adverte Mayara.

Alimentos gordurosos e frituras

A gordura em excesso dificulta a digestão e atrapalha a chegada dos nutrientes à corrente sanguínea. “Como possuem uma digestão mais
lenta, eles fazem com que a circulação se concentre na região abdominal por mais tempo. Isso causa uma sensação de letargia e sonolência durante a digestão, que pode passar de três horas. E isso não é bom para quem vai se exercitar, pois precisará de boa circulação nos membros”, alerta a nutricionista Lara Natacci.

Doces

A lógica nesse caso é parecida à dos carboidratos simples: como eles são ricos em açúcar, dão um pico de energia no primeiro momento porque aumentam a quantidade de glicose no sangue, mas se a pessoa não for praticar uma atividade física logo em seguida, essa disposição logo pode virar cansaço. “O organismo vai aumentar a secreção de insulina para normalizar a glicemia, que é a quantidade de glicose no sangue. Por isso, a sensação de aumento de energia deve durar pouco e dar lugar à fadiga”, reforça Lara Natacci.

Café

O café, um dos estimulantes mais populares, também pode roubar sua energia. Ele realmente gera mais disposição num primeiro momento, mas sua ação no sistema nervoso tem como um dos efeitos a fadiga. “A cafeína, no cérebro, obstrui os efeitos da adenosina, substância que ajuda na transferência de energia e na promoção do sono, dando o efeito estimulante”, explica André Lemos, médico nutrólogo. “Por outro lado, também inibe a degradação da acetilcolina, que aumenta o estímulo muscular. E a consequência disso são o cansaço e a debilidade”, completa.

Corantes e conservantes

Presentes em muitos produtos industrializados, como nuggets, embutidos (salame, presunto, mortadela, peito de peru) e salsichas, eles
modificam o funcionamento adequado do organismo, que tenta repor o que os corantes “tiram” no processo de digestão. “Eles causam uma cascata de processos inflamatórios e oxidantes. Para reverter essa situação, disponibilizamos muitas vitaminas e minerais, fazendo com que o restante do organismo não funcione adequadamente”, destaca Mayara.

Refrigerante

O refrigerante é um dos “ladrões de energia” mais temidos. Alguns maratonistas e ultramaratonistas o utilizam durante provas quando já estão acostumados a seus efeitos, inclusive psicológicos, mas, para o organismo, eles não têm nada de “bonzinhos”. Isso porque o refrigerante, em geral, tem tudo em excesso: açúcar, sódio e corantes. Assim, desencadeia todos os processos já descritos de uma só vez. Além disso, estudos apontam que o refrigerante ainda pode atrapalhar o padrão de sono, prejudicando o descanso e interferindo na disposição.

VÍDEOS