ESPORTES

Com mãe em coma por covid-19, astro da NBA alerta: ‘Doença é real’

25 de março de 2020, 14:06

Foto: Reprodução

Primeira liga profissional dos Estados Unidos a paralisar as suas atividades por conta da pandemia do novo coronavírus, a NBA já tem uma série de jogadores infectados. Pivô do Minnesota Timberwolves, Karl-Anthony Towns não é um deles, mas a doença atingiu a sua família. Como forma de conscientizar as pessoas do risco de se contaminar, ele usou sua conta no Instagram para compartilhar a luta de sua mãe contra o covid-19.

Em uma postagem, o jogador revelou que ela se encontra em coma induzido e pediu que a população leve a doença a sério, sobretudo tomando atitudes que evitem que o contágio se espalhe mais rapidamente. “A doença é real e ela precisa ser levada a sério. Por favor, protejam suas famílias, seus entes queridos, seus amigos, você”, escreveu.

Karl-Anthony Towns relatou que na semana passada seus pais não estavam se sentindo bem e foram levados a um hospital. Seu pai foi liberado, ficando em quarentena em casa, mas sua mãe não melhorou. A febre não baixou e os médicos disseram que fizeram de tudo para melhorar sua saúde. “Sempre achamos que o próximo remédio ajudaria. O próximo vai ajudar. Esse vai ajudar. Esse eu tenho certeza”, comentou.

De acordo com o jogador, ela até melhorou de saúde, mas teve uma piora no quadro clínico e os médicos explicaram que precisariam colocá-la em um respirador. E então foi posta em coma induzido. “Vamos continuar lutando. Vamos vencer. Minha mãe é a mulher mais forte que conheço e vai vencer isso. E vamos nos juntar quando ela conseguir”, finalizou.

Há mais de 50 mil casos do novo coronavírus nos Estados Unidos, país considerado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como provável novo centro da doença, e mais de 700 pessoas morreram. O governo pediu que as pessoas pratiquem o isolamento. A pandemia já registrou mais de 425 mil casos e mais de 18 mil mortes em todo o mundo.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Copa América e Eurocopa são adiadas para 2021 por causa do coronavírus

17 de março de 2020, 12:28

Foto: Reprodução

 A Copa América de 2020, que seria disputada de junho a julho na Argentina e na Colômbia, foi adiada para 2021 em razão da pandemia de coronavírus.

A Eurocopa, o torneio de seleções europeias que estava previsto para o mesmo período da Copa América, também foi transferida para o ano que vem.

As decisões foram tomadas nesta terça-feira (17), em reuniões por videoconferência da Conmebol (confederação sul-americana) e da Uefa (entidade que comanda o futebol europeu) com as federações dos países do seu respectivo continente.

A possibilidade de transferir os eventos para o ano que vem ganhou força nos últimos dias, já que, com os torneios nacionais e continentais de clubes da Europa paralisados, não haveria tempo de terminar a temporada 2019/20 até o dia 12 de junho, data inicialmente marcada para o início tanto da Copa América quanto da Eurocopa.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Vagner Love admite má fase do Corinthians após empate contra o Ituano

16 de março de 2020, 13:58

Foto: Reprodução

Oatacante Vagner Love admitiu a má fase do Corinthians e lamentou o empate por 1 a 1 contra o Ituano, neste domingo, na Arena Corinthians (sem a presença da torcida), em São Paulo, pela 10.ª rodada do Campeonato Paulista.

O time comandado pelo técnico Tiago Nunes está sem vencer há seis rodadas (quatro empates e duas vitórias). A última vitória foi no clássico contra o Santos, no dia 2 de fevereiro. O empate levou o Corinthians aos 11 pontos, na terceira colocação do Grupo D, seis pontos atrás do Red Bull Bragantino, líder da chave e já classificado às quartas de final.

“Quando o resultado não vem a culpa é nossa. Tentamos lutar e correr atrás. É isso o que a gente vem fazendo. Não sei dizer se é má sorte. Não tem que vir aqui e dar explicação. Temos que ter a consciência de que a coisa não está boa para o nosso lado”, admitiu Vagner Love, em entrevista à TV Globo, que entrou no segundo tempo na vaga do argentino Boselli e pouco produziu.

Na 11.ª rodada, o Corinthians recebe o rival Palmeiras, no próximo domingo, às 16 horas, novamente na Arena Corinthians, até segunda ordem em jogo com portões fechados.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Flamengo: Perícia conclui que habilitação de Bruno Henrique em blitz é falsa, diz TV

12 de março de 2020, 14:14

Foto: Gazeta Press

A carteira de habilitação apresentada por Bruno Henrique, do Flamwngo, em blitz no fim de fevereiro é falsa. Esta foi a conclusão de peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli.

A informação foi divulgada nesta quinta-feira (12) pela TV Globo.

O laudo indicou que o documento apresentado pelo jogador e o número do registro foram forjados.

Agora, Bruno Henrique é aguardado para depor na 16ª DP (Barra da Tijuca). O atacante pode ser indiciado por uso de documento falso. A infração prevê pena de até seis anos de prisão.

O jogador apresentou uma Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de São Paulo, que não estava no sistema do Detran do Rio. Ele não quis fazer o teste do bafômetro, para descobrir se havia algum traço de álcool no sangue.

O atacante foi multado por ter se recusado a fazer o teste do bafômetro e por dirigir sem habilitação. Bruno Henrique retirou o veículo da bitz após apresentar um condutor habilitado.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Grupo Internacional de Capoeira Jacobina Arte realiza evento na Turquia

11 de março de 2020, 14:53

Foto: Jacobina Arte

O Grupo de Capoeira Jacobina Arte realizou entre os últimos dias 6 e 8 de março, mais um evento internacional, desta vez foi na maior cidade da Turquia, Istambul. Foram três dias de festa esportiva, com muita dança e gingado, características da capoeira, modalidade de origem africana, mas com fama de ser brasileira.

O momento foi para marcar a formatura de mais um mestre que passa a integrar o time do Jacobina Arte, o turco Taner Tokgos, que passa a se chamar ‘Mestre Santo’. Durante os dias do evento aconteceram também cerimônias de entrega de cordas para cerca de 400 alunos da Turquia. A celebração que foi prestigiada por inúmeras pessoas, contou com muita música de capoeira, percussão, berimbau e, principalmente, rodas de capoeira entre alunos, professores e mestres.

Para o jacobinense e fundador do Grupo Internacional Jacobina Arte, Marcos Paulo Brandão, o Mestre Pitbull, o evento realizado em Istambul é uma demonstração do aumento de admiradores e adeptos da capoeira em todo o mundo. “A capoeira já é praticada em diversos continentes, mas a cada evento que realizamos percebemos que além da procura pela necessidade da prática de exercício físico os praticantes procuram a arte por amor ao que ela representa na história. Cada evento que participamos trata-se de um momento especial para a comunidade capoeirista”, disse o mestre Pit bull.

Criada pelos escravos que vieram da África a capoeira é uma arte da expressão cultural brasileira, na qual mistura dança, arte marcial, esporte, cultura popular e música. É uma luta corporal que difere das demais, pois nela está inserida a música. A graduação na Capoeira é simbolizada pelas cordas, cada grau de uma cor e são atadas na cintura do jogador.

Os organizadores do evento intitulado ‘Jacobina Arte na Turquia foram os mestres: Pit Bull, Chinaxe e Ligeirinho e os contramestre, Montanha. O agora mestre Santo e sua esposa Estrela foram os anfitriões.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Torcedores do Bahia reclamam do serviço na Fonte Nova em rodada dupla; clube se pronuncia

09 de março de 2020, 09:21

Foto: Divulgação/Bahia

Entrada da torcida pelo Portão Norte além da oferta de comes e bebes nos bares do estádio tiveram qualidade bastante questionada pelos presentes

Isso porque, em meio a rodada dupla de partidas do Tricolor onde o time abriu o dia batendo o Confiança pela Copa do Nordeste, houveram muitas reclamações de torcedores tanto sobre o acesso ao estádio pelo Portão Norte como também a qualidade e velocidade do serviço de comidas e bebidas nos bares do estádio.
 

Em meio a essa onda de apontamentos, o Bahia emitiu uma nota oficial fazendo o agradecimento da ampla presença de público para os dois jogos da equipe e se posicionando sobre as reclamações citadas.

Confira abaixo a nota oficial

O Esporte Clube Bahia vem a público agradecer o apoio sempre fiel da Nação Tricolor, que colocou quase 30 mil pessoas para os jogos contra Confiança e Doce Mel neste sábado (7), e também cobrar providências em relação ao tratamento oferecido a esses torcedores no estádio.

Recebemos uma série de reclamações tanto sobre o acesso pelo Portão Norte (Ladeira da Fonte), quanto em relação ao serviço promovido pelos bares após a realização da primeira partida.

É inadmissível que ainda hoje parte dos tricolores precise passar por situações de aperto e empurra-empurra para entrar na Fonte, inclusive muitas crianças e idosos, assim como alimentos em desconformidade, fim de itens do cardápio, bebidas quentes e demora excessiva nas filas.

Embora tenha se tratado de uma rodada dupla, com tempo de permanência bem maior dentro da praça esportiva, já havia expectativa de casa cheia e ótimo público.

O Esporte Clube Bahia e a Arena Fonte Nova sempre trabalham em parceria para aprimorar a operação e a experiência dos jogos e buscarão soluções junto ao Comando da Polícia Militar e à empresa terceirizada que opera os bares, de acordo com as circunstâncias específicas de cada responsável.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

STF libera venda de cerveja em estádios de futebol

06 de março de 2020, 16:49

Foto: Reprodução

O plenário do STF (Superior Tribunal Federal) decidiu, em julgamento virtual encerrado na quinta-feira (5), que são constitucionais as leis estaduais que autorizam a venda de bebida de baixo teor alcoólico em recintos esportivos.

Na prática, isso significa que novos estados poderão autorizar a venda de cerveja em estádios de futebol sem argumentar que isso é inconstitucional, como fez o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). O STF, porém, ainda pode discutir o tema no plenário físico. A íntegra da decisão ainda não foi publicada.

O julgamento aconteceu sobre três ADI’s (Ações Direta de Constitucionalidade) protocoladas em 2015 pela PGR (Procuradoria Geral da República ), órgão federal, contra leis estaduais de Mato Grosso, Espírito Santo e Paraná que autorizam a venda de bebidas em recintos esportivos.

A PGR argumentava que tais legislações eram inconstitucionais porque vão de encontro com o Estatuto do Torcedor, lei federal, que prevê, dentre as condições para acesso e permanência do torcedor no recinto esportivo, “não portar objetos, bebidas ou substâncias proibidas ou suscetíveis de gerar ou possibilitar a prática de atos de violência”.

Para a PGR, se a lei federal veda o acesso e permanência no estádio portando bebida, então não se pode adquirir a bebida dentro do estádio. Apesar disso, outros estados também autorizaram a venda de bebidas alcoólicas, como Minas Gerais, Ceará e Bahia.

Apensadas, essas ADI foram colocadas na pauta de julgamento virtual do STF nesta semana. Logo na abertura do julgamento, a ministra Carmen Lúcia, relatora da primeira ADI, do Espírito Santo, apresentou um pedido de destaque. Ou seja: para que a votação ocorra em sessão física. Esse julgamento e da ADI do Paraná foram suspensos virtualmente e transferidos para o plenário, ainda sem data para acontecer.

Mas na ADI relativa ao estado de Mato Grosso foi julgada. Seu relator, o ministro Alexandre de Moraes, votou pela improcedência do pedido da PGR -ou seja, pela constitucionalidade da lei estadual. Ele foi acompanhado por outros oito ministros que também votaram.

O resultado desse julgamento deve ter impacto em todo o país. Em São Paulo, por exemplo, o governador João Doria (PSDB) vetou no ano passado um projeto de lei aprovado na Alesp (Assembleia Legislativa de SP) autorizando a venda de bebidas em estádios. Na ocasião, ele alegou que o projeto era inconstitucional.

No estado de São Paulo, a venda é proibida desde 1996, por Lei Estadual. Por conta dela, leis municipais que iam na direção contrária, como em Ribeirão Preto, deixaram de valer em janeiro, após decisão do STF.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

3 taças em 10 dias: final da Recopa é chance para Fla ‘bater’ marca de 81

26 de fevereiro de 2020, 09:35

Foto: Reprodução

O Flamengo tem, hoje (26), na segunda partida da final da Recopa Sul-Americana, contra o Independiente del Valle, do Equador, a oportunidade de levantar o terceiro troféu em um espaço de dez dias. Caso tenha sucesso na missão, o atual elenco pode subir mais um degrau na escala de comparação com aquele de 1981, que marcou época no Rubro-Negro.

No primeiro confronto, em Quito, empate em 2 a 2. Em caso de nova igualdade, prorrogação e, se insistir, disputa de pênaltis.

É importante destacar que a DAZN está com um promoção, para que que os torcedores façam o seu cadastro, e assistam o jogo de graça, ou seja, é possível assistir o jogo do Mengão com imagem sem gastar nada.

Guardada as devidas proporções, o Rubro-Negro versão 2020 conseguiria superar um feito do time de Zico e companhia, que conquistou três títulos em 20 dias. Naquela ocasião, porém, tratava-se de Campeonato Carioca, Libertadores e Mundial, títulos com pesos, claro, muito maiores que os que estão do outro lado da balança, como a Supercopa do Brasil, Taça Guanabara (primeiro turno do Carioca) e Recopa Sul-Americana.

Em 1981, a equipe da Gávea entrou em campo no dia 23 de novembro para enfrentar o Cobreloa, do Chile, pelo terceiro jogo da final da Libertadores. No dia 6 de dezembro, encarou o Vasco e se sagrou campeão do Estadual. Já no dia 13, venceu o Liverpool, da Inglaterra, e conquistou o mundo.

Na atual jornada, o Flamengo conquistou a Supercopa do Brasil no último dia 16, após bater o Athletico-PR. No sábado passado, levou a Taça Guanabara depois de uma virada sobre o Boavista. Hoje, a chance de chegar ao topo do pódio na Recopa Sul-Americana.

“Acho que estamos formando um grande time. Estamos no caminho certo para conquistar títulos. É muito relativo falar que vai superar [a equipe de 81]. Eu nasci em 82, não vi jogar. Tem o Zico (risos)… Estamos deixando nossa marca. Em nossa cabeça, queremos conquistar o máximo de títulos que a gente pode. Não dar chances para o adversário. Queremos dominar os jogos e os campeonatos que a gente disputar. Esse é o nosso pensamento”, disse o volante Willian Arão.

Títulos em sequência não chega a ser uma novidade para o atual Flamengo. No ano passado, a equipe do técnico Jorge Jesus conquistou a Libertadores e o Campeonato Brasileiro no mesmo fim de semana.

No dia 23 de novembro, o Rubro-Negro bateu o River Plate, da Argentina, em Lima, no Peru, e chegou ao topo da América. No dia seguinte, sem entrar em campo, garantiu o Brasileiro – o Palmeiras precisava vencer o Grêmio para continuar com chances matemáticas, resultado que não aconteceu.

Retirado de: UOL

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

João Clarindo: 30 anos dedicados ao futebol amador

12 de fevereiro de 2020, 11:12

Foto: Arquivo Pessoal

2014 ficará marcado por toda a vida de João Clarindo dos Santos. Neste ano, após 30 anos em atividade, o ‘mestre da arbitragem jacobinense’ como é chamado por amigos e admiradores encerrou sua brilhante carreira como árbitro amador de futebol. Rígido no cumprimento das regras do jogo, responsável e respeitado, essas eram algumas das qualidades do comprometido e atuante ‘Juiz Clarindo’.

A quantidade de jogos que atuou como árbitro principal ou assistente (bandeirinha) é incontável, mas as lembranças de vários jogos que marcaram sua trajetória não se apagam; entre os momentos marcantes, conforme relata João Clarindo, está a sua participação como assistente no amistoso entre a seleção de Jacobina e o Clube de Regatas Flamengo, do Rio de Janeiro, em 1987, quando a equipe carioca venceu por 1×0 o time local. Outro momento marcante, segundo o desportista, foi sua presença na reinauguração do Estádio José Rocha (1986), quando foi um dos convidados de honra do então prefeito Carlito Daltro, responsável pela obra.

Dedicado, foi aluno destaque no Curso de Árbitro Amador realizado em 1992, pela Federação Baiana de Futebol (FBF), quando conquistou o primeiro lugar entre os participantes.

Com mais de 50 finais de campeonatos em diversas cidades em seu currículo, João Clarindo passou boa parte dos seus finais de semana apitando algua partida de futebol em Jacobina ou na macrorregião. A sua fama de excelente árbitro passou a ser conhecida em toda a Bahia, ao ponto do jacobinense ser convidado pór municípios de outras regiões para atuar em partidas de importantes de campeonatos amadores, como a final do municipal de Jequié, em 1993, quando apitou o jogo onde o Atlético venceu o Flamengo por 3×0.

No último dia 8 de fevereiro, João Clarindo completou 68 anos de vida. Jacobina e os admiradores do futebol amador parabenizam esta figura que contribuiu intensivamente com o esporte do interior da Bahia por mais da metade da sua vida.

Parabéns João Clarindo!

Assinado: Futebol amador baiano.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina Arte irá comemorar 20 anos de fundação com Encontro Internacional de Capoeira

11 de fevereiro de 2020, 17:33

Foto: Divulgação

Para comemorar os 20 anos de fundação, o Grupo de Capoeira Jacobina Arte irá realizar em sua cidade de origem, o seu 1º Encontro Internacional de Capoeira. Participantes de várias partes do mundo, principalmente do Continente Europeu estarão presentes.

Mestre Pitbull 

O anúncio do evento que deve acontecer no mês de agosto deste ano, foi feito pelo fundador do Jacobina Arte, o jacobinense Mestre Pitibull, que atualmente reside na cidade de Thessaloniki (Tessalônica), na Grécia. Para o capoeirista, que tem como nome de batismo Marcos Paulo Almeida Brandão, a realização de um grande evento em sua cidade natal sempre foi um dos seus sonhos, como forma de agradecer o carinho e o apoio da comunidade local com o esporte que pratica e apresenta para o mundo há mais de duas décadas.

“Não poderia pensar outra coisa a não ser homenagear a cidade onde nasci e que deu origem ao Jacobina Arte, grupo de capoeira presente atualmente em diversos países, além do Brasil. Vamos fazer uma festa bonita à altura dos homenageados”, ressalta Pit Bull, destacando a parceria dos mestres Parafuso, Torneiro, Montanha, Predador e do professor Pescador, que estão também imbuídos neste mais novo desafio.

O local e a data do Encontro Internacional de Capoeira Jacobina Arte ainda não foram definidos, apenas o mês que será agosto de 2020.

Capoeira – Presente na cultura brasileira desde o tempo dos escravos, a capoeira é mais do que um esporte, é um miste de luta, arte, dança, ritmos e música, em uma roda cheia de gingado ao som do berimbau. Espalhada pelo Brasil, inicialmente a fim de trazer proteção, a capoeira também pode proporcionar benefício não só para a mente, mas para todo o corpo.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Os 7 alimentos que são ladrões de energia

Você provavelmente já ouviu falar e leu bastante sobre alimentos e suplementos que aumentam sua disposição e te deixam mais animado para encarar um treino ou até mesmo as tarefas do dia a dia. Mas também existe o outro lado dessa moeda. Não faltam vilões neste mundo na nutrição: os alimentos que são ladrões de energia e podem atrapalhar bastante sua rotina na corrida ou até mesmo se tornar um obstáculo numa prova.

Esses “ladrões” de energia atuam de diferentes maneiras no organismo. Em alguns casos, oferecem tanto açúcar que, num primeiro momento, essa elevada taxa de glicose resulta em mais disposição, mas, logo em seguida, a insulina liberada para normalizar essa glicose faz justamente o caminho contrário. E aí o cansaço chega com tudo.

Também tem aqueles alimentos que dão tanto trabalho para o sistema digestivo que muitos nutrientes são desviados para ajudar nesse processo, fazendo com que eles faltem na produção de energia em outras funções do organismo. Resultado: o corpo logo sente essa queda de disposição.

Para te ajudar a evitar esse cansaço causado pela má alimentação, acionamos três especialistas para fazer uma lista dos maiores ladrões de energia, suas principais armas e como combatê-las. Confira!

Os ladrões de energia 

Carboidratos simples

Alimentos com farinhas brancas vão roubar energia se consumidos em excesso. “Em um pré-treino, por exemplo, são aliados, mas viram vilões se não houver uma atividade física depois”, pondera Mayara Ferrari, nutricionista funcional esportiva. “Isso acontece porque a quantidade de açúcar no sangue fica muito elevada e o pâncreas libera mais insulina para quebrar todos esses carboidratos. Isso pode causar uma grande redução de açúcar no sangue, resultando em fadiga e falta de energia.”

Sal

Aquele sal extra para dar mais gosto à comida pode te deixar mais cansado. Em quantidade exagerada, o sal aumenta a pressão arterial e deixa o organismo mais desidratado porque mais água é necessária para compensar. “Ele prejudica o funcionamento adequado do organismo, que ficará a todo momento buscando esse equilíbrio. Isso dará uma sensação de cansaço e fadiga. Esporadicamente um pouco de sal não tem problema, mas abusar dele diariamente ou usar em grande quantidade é bastante prejudicial”, adverte Mayara.

Alimentos gordurosos e frituras

A gordura em excesso dificulta a digestão e atrapalha a chegada dos nutrientes à corrente sanguínea. “Como possuem uma digestão mais
lenta, eles fazem com que a circulação se concentre na região abdominal por mais tempo. Isso causa uma sensação de letargia e sonolência durante a digestão, que pode passar de três horas. E isso não é bom para quem vai se exercitar, pois precisará de boa circulação nos membros”, alerta a nutricionista Lara Natacci.

Doces

A lógica nesse caso é parecida à dos carboidratos simples: como eles são ricos em açúcar, dão um pico de energia no primeiro momento porque aumentam a quantidade de glicose no sangue, mas se a pessoa não for praticar uma atividade física logo em seguida, essa disposição logo pode virar cansaço. “O organismo vai aumentar a secreção de insulina para normalizar a glicemia, que é a quantidade de glicose no sangue. Por isso, a sensação de aumento de energia deve durar pouco e dar lugar à fadiga”, reforça Lara Natacci.

Café

O café, um dos estimulantes mais populares, também pode roubar sua energia. Ele realmente gera mais disposição num primeiro momento, mas sua ação no sistema nervoso tem como um dos efeitos a fadiga. “A cafeína, no cérebro, obstrui os efeitos da adenosina, substância que ajuda na transferência de energia e na promoção do sono, dando o efeito estimulante”, explica André Lemos, médico nutrólogo. “Por outro lado, também inibe a degradação da acetilcolina, que aumenta o estímulo muscular. E a consequência disso são o cansaço e a debilidade”, completa.

Corantes e conservantes

Presentes em muitos produtos industrializados, como nuggets, embutidos (salame, presunto, mortadela, peito de peru) e salsichas, eles
modificam o funcionamento adequado do organismo, que tenta repor o que os corantes “tiram” no processo de digestão. “Eles causam uma cascata de processos inflamatórios e oxidantes. Para reverter essa situação, disponibilizamos muitas vitaminas e minerais, fazendo com que o restante do organismo não funcione adequadamente”, destaca Mayara.

Refrigerante

O refrigerante é um dos “ladrões de energia” mais temidos. Alguns maratonistas e ultramaratonistas o utilizam durante provas quando já estão acostumados a seus efeitos, inclusive psicológicos, mas, para o organismo, eles não têm nada de “bonzinhos”. Isso porque o refrigerante, em geral, tem tudo em excesso: açúcar, sódio e corantes. Assim, desencadeia todos os processos já descritos de uma só vez. Além disso, estudos apontam que o refrigerante ainda pode atrapalhar o padrão de sono, prejudicando o descanso e interferindo na disposição.

VÍDEOS