Municípios

Jacobina: Com mais de 90% das obras concluídas, Praça do Tombador será entregue em breve

15 de janeiro de 2020, 10:31

Foto: Ascom/PMJ

Em breve a comunidade do Tombador terá seus dias e noites com maior movimentação. Realizando um desejo antigo dos moradores, a Prefeitura de Jacobina estará entregando em breve uma grande praça na localidade. O espaço de convivência contará com área para eventos, coreto, parque infantil e jardim, que proporcionará  mais lazer e entretenimento para os moradores.

“O Tombador teve vários avanços nestes últimos três anos, após a gestão do prefeito Luciano. Hoje temos duas cooperativas regularizadas e temos o serviço do Cras que atende todas as crianças e mulheres aqui na comunidade. Com a praça este lugar vai ficar lindo demais, com oportunidade de diversão  para os nossos filhos” ressalta o presidente da Associação Comunitária do Tombador,  Amilton Nascimento. “A nova praça dará novos ares ao povoado”, concluiu.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina: 24ª CIPM recebe seus mais novos subtenentes

13 de janeiro de 2020, 14:28

Foto: Divulgação/PM - BA

Na última quarta-feira (8), a 24ª Companhia Independente da Polícia Militar de Jacobina (CIPM), passou a contar com dois novos subtenentes, tratam-se dos graduados Joaldo Martins Sena e Alexandro Moreira da Silva, que foram promovidos no dia 26 de dezembro de 2019, conforme publicação no Boletim Geral Ostensivo assinado pelo comandante geral da corporação, Coronel PM Anselmo Alves Brandão.

 

Os novos subtenentes PM Joaldo Martins e Alexandro Moreira participaram de uma preparação específica no 1º Batalhão de Ensino, Instrução e Capacitação, na cidade de Feira de Santana, onde receberam instruções e treinamentos de defesa pessoal, armamento e tiro, policiamento ostensivo geral, Direito Militar Aplicado, Legislação PM, policiamento comunitário, relações interpessoais, socorros de urgência e direitos humanos.

Os novos graduados passarão a integrar o corpo de assistentes diretos do Comando da 24ª CIPM.

“Os Sub Tenentes Moreira e Martins ingressaram nas fileiras da carreira Policial Militar da Bahia no ano de 1999 e 2008, respectivamente, como soldados PM, e aprovados em Concurso para Sargentos em 2011; possuindo em seus currículos profissionais diversos serviços prestados na área de atuação. Portanto nada mais justo que suas merecidas promoções sejam reconhecidas e parabenizadas por toda Corporação e pela Comunidade. Parabenizo os mais novos subtenentes da corporação. Sinto-me honrado em tê-los como meus auxiliares nos quadros da 24ª CIPM”, parabenizou o major PM Flailton Oliveira, comandante da 24ª CIPM de Jacobina.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

TCM orienta prefeitos sobre o uso de recursos do Pré-sal

07 de janeiro de 2020, 08:37

Foto: Reprodução

O Tribunal de Contas dos Municípios publicou Nota Técnica com orientação aos prefeitos sobre a utilização dos recursos que foram transferidos aos municípios pela União cuja origem foram os leilões da cessão onerosa dos volumes excedentes do Pré-Sal. Ao todo a União distribuiu, para todos os municípios e estados do país, recursos da ordem de R$12 bilhões no último dia de 2019. Os valores a que cada município faz jus foi creditado na conta bancária que recebe os recursos dos royalties.

Na Nota Técnica o TCM recomenda que as prefeituras abram uma nova conta bancária e transfiram para ela os valores recebidos referentes aos excedentes do Pré-Sal. Isto porque, desta forma “no momento da execução orçamentária, as dotações estarão marcadas com a Fonte de Recurso específica para as despesas designadas, possibilitando a harmonização entre a execução orçamentária e financeira dos valores em questão”.

O TCM ressalta e chama a atenção dos prefeitos de que, no tocante à utilização dos recursos, “a lei designa a aplicação em despesas previdenciárias e investimentos”. Destaca porém, “que tais investimentos poderão ser realizados nas áreas de Educação e Saúde, contudo não irão compor a base para fins de cômputo dos limites constitucionais”, que no caso dos municípios é de 25% da receita resultante de impostos, compreendida a proveniente de transferências, em investimentos na área de Educação e de 15% na Saúde.

Esclarece ainda que, por serem classificadas como “Receita Corrente Líquida”, nos termos do Art. 2º da Lei de Responsabilidade Fiscal, estes recursos “comporão a base de cálculo da contribuição ao Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público – Pasep”, e deverá ser recolhido, por isso, o percentual de 1% do quanto recebido.

Por fim, observa a Nota Técnica do TCM sobre a cessão onerosa que, “por não se tratar de ‘Receita Originária’, de que trata a base de cálculo descrita no Art. 29A da Constituição Federal, estes recursos não farão parte da base de apuração do duodécimo” – que é obrigatoriamente transferido pelas prefeituras para as câmaras municipais.

Nota Técnica 001/2020 SCE – TCM/BA

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina – Saúde Bucal e Cineminha para as crianças da Ladeira Vermelha

04 de janeiro de 2020, 08:17

Foto: Ascom/UBS

A Unidade Básica de Saúde (UBS) do Ladeira Vermelha, em Jacobina, iniciou o ano de 2020 com atividades com as famílias do bairro. Realizados durante à noite desta sexta-feira (3),, os eventos foram voltados para a saúde bucal dos moradores; enquanto para a criançada foi montado um cineminha nas dependências da UBS.

Para os moradores as atividades contribuíram para aumentar a auto-estima estima do bairro. “Nós somos muito amigos de todos aqui do Posto de Saúde, a gente presencia aqui no dia a dia o quanto eles ajudam as pessoas do bairro. Tenho dois sobrinhos e eles são apaixonados pelos profissionais que trabalham nesta unidade”, revelou a moradora Neuma Souza.

Durante este período, aconteceram orientações de escovação, além da exibição de um filme educativo dentro da proposta de saúde bucal.  O lanche também não faltou.

Segundo a coordenadora da UBS da Ladeira Vermelha, Helen Mesquita, a atividade é uma iniciativa da Prefeitura Municipal que visa valirizar o período de férias da criançada e oportunizar os pais e moradores um momento de entretenimento e socialização.

“Entendemos que nossa missão é dar o melhor de nós naquilo que fazemos, compreendemos que todo e qualquer trabalho de saúde tem também seu cunho social. É uma sexta-feira à noite, poderíamos estar fazendo qualquer outra coisa, mas nossa equipe está aqui, não como um trabalho, mas em uma verdadeira parceria com a comunidade, será assim sempre e teremos um ano de muitas atividades, além do cotidiano em que nos propomos a cuidar de vidas. Nós abraçamos este bairro e nossa área de cobertura como pessoas que realmente amamos e nos dedicamos a estas famílias”, enfatizou Helen Mesquita.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina perde o amigo Maninho da Lanchonete

24 de dezembro de 2019, 13:40

Foto: Gervásio Lima

24 de dezembro de 2019 ficará para sempre na lembrança dos amigos e familiares de Silvio Paulo de Carvalho, o Maninho da Lanchonete. No final da madrugada de hoje o amigo Mano foi chamado por Deus. A alegria contagiante, suas risadas estrondeantes e o seu bom humor permanecerão na mente de todos que tiveram o prazer de conviver com um dos seres humanos mais espetaculares que Jacobina já conheceu.

Maninho de Homero, como também era conhecido por conta do nome do seu irmão já falecido, não perdia uma boa seresta; desafiando sua idade dançava até as madrugadas. Piadista por natureza, ria e fazia rir com facilidade. Dono do bordão “olha o troco”, utilizava-o sempre para lembrar aqueles que bebiam cafezinho na sua lanchonete e esqueciam de pagar.  Quando o sujeito estava indo embora ele gritava: ‘olha o troco’. Uma maneira divertida de cobrar pelo produto consumido.

Velho amigo Mano, obrigado pelos ensinamentos de vida, obrigado por ter sido meu amigo. Descanse em paz.

 

Seu amigo Géo (Gervásio Lima)

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Mensagem de Arnaldinho de Caém

23 de dezembro de 2019, 09:18

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina: Hospital Municipal Vicentina Goulart é reaberto com a presença do ministro da Saúde

20 de dezembro de 2019, 14:51

Foto: Notícia Limpa

O prefeito de Jacobina, Luciano Pinheiro, realiza pela segunda vez (a primeira aconteceu no início do mês de janeiro do primeiro ano da sua gestão, 2017), a reabertura do agora Hospital Municipal Vicentina Goulart. O ato que contou com a presença do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta e diversas lideranças políticas, aconteceu no início da tarde desta sexta-feira (20).

Jacobinenses e representantes de cidades da região prestigiaram o evento

Depois de 7 anos sem o que foi uma das principais referências no serviço de saúde da região, o Hospital Regional, como sempre foi chamado, tem sua reabertura assegurada pelo Executivo Municipal.

O Hospital Regional Vicentina Goulart (HRVG), foi construído na década de 60 com recursos do Governo Federal e até o final de dezembro de 2012, quando paralisou suas atividades, era administrado pela Associação Jacobinense de Assistência (AJA). Com a posse do então prefeito Rui Macedo, em janeiro de 2013, a Prefeitura Municipal de Jacobina não renovou o contrato existente com o HRVG e o nosocômio encerrou o atendimento público, numa clara demonstração de embate político entre dois grupos da cidade.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina: COMUNICADO

19 de dezembro de 2019, 17:55

Comunicamos que o Sorteio Entre Amigos, beneficente à Barraca do Flávio, em que estaria sendo rifada uma moto Honda Titan 150, ano 2016, pela centena da Loteria Federal do dia 28/12/2019, foi cancelado.

Por conta da transferência da barraca para a área do Mercado Velho e o impasse entre a sua permanência ou não em seu local de origem (Av. Orlando Oliveira Pires), o responsável pelas vendas dos bilhetes, Flávio Santana, conseguiu vender 130 bilhetes apenas, o que não cobre nem o valor da moto.

Os amigos (as) que adquiriram o bilhete à vista receberão o dinheiro de volta.

Aos amigos, clientes e todos que torceram que o imbróglio da barraca se resolvesse, agradecemos de coração.

Muito obrigado a todos.

Flávio Santana

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Escola de assentamento na Bahia transforma banana verde em embalagens biodegradáveis

18 de dezembro de 2019, 10:35

Foto: Reprodução

Bananas verdes que viram embalagens e canudos biodegradáveis. Parece mágica, mas é trabalho feito com muita dedicação pelos estudantes do Centro de Educação Profissional da Floresta do Cacau e do Chocolate Milton Santos. A escola estadual fica dentro do Assentamento Terra Vista, no município de Arataca, sul da Bahia, a 273 quilômetros da capital Salvador.

Tudo começou em 2018 quando o professor de biologia Robson Almeida propôs o desafio da pesquisa aos jovens na sala de aula do assentamento baiano.

De lá para cá, o estudo pioneiro em produzir películas biodegradáveis a partir da biomassa da fruta já foi reconhecido por dois anos consecutivos pelo Prêmio Respostas para o Amanhã, concedido pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (CENPEC).

O professor orientador Robson Almeida explica o passo a passo para transformar a banana verde em embalagens agroecológicas. 

“Seguimos as seguintes etapas: utiliza-se a banana verde por conta do alto teor de amido. Essa banana é cozida, em seguida triturada, até formar uma biomassa. A biomassa é espalhada numa superfície lisa e plana e posta para desidratar ao sol. Esse processo de desidratação dura aproximadamente quatro horas. Após a película desidratada, remove ela, coloca novamente em um recipiente com água para reidratar. 

“Projeto já recebeu prêmios e está na fase de estudo para comercialização”

Após a reidratação a película fica com a característica coreácea e maleável, então escolhe-se um molde com o formato que você deseja ter e coloca essa película em cima do molde e põe para secar novamente. No processo de secagem essa água evapora e se transforma numa película rica e resistente, então é só remover o molde que está pronta a embalagem”.

Depois de prontas, as embalagens feitas a partir da banana verde têm a capacidade de se desintegrar totalmente na natureza em torno de vinte a trinta dias. Além de evitar o desperdício da fruta e servir de adubo orgânico novamente para o solo, as embalagens sustentáveis criadas pelos estudantes são uma alternativa para reduzir o uso e o descarte do plástico convencional. Embalagens plásticas levam, em média, cem anos para se desfazer no meio ambiente.

Alunos no processo de produção das embalagens biodegradáveis

O estudante Aldeni Santos, de 20 anos, é um dos participantes do projeto desenvolvido no curso de agroindústria da escola. Para ele, experiências científicas como estas despertam na sua turma o interesse em cuidar do meio ambiente e de encontrar na própria terra onde vive uma alternativa viável e mais justa para as próximas gerações.

“Ele além de ser um curso em que ensina a gente a produzir novas coisas, ele ensina ao mesmo tempo a se preocupar com a natureza, o que você vai extrair da natureza, como você vai extrair da melhor forma. Então, quanto mais investimentos nessa área melhor, é muito importante porque essas pessoas elas se preocupam com o mundo, elas não se preocupam só com elas, com a região, com o bairro, com a cidade. É preciso que cada pessoa pense com o mundo e no fim todo mundo acaba ganhando com esses projetos”.

Para quem quer colocar em prática conceitos agroecológicos em projetos de sala de aula, o professor Robson Almeida dá um conselho fundamental: levar em conta a realidade e o ambiente que os alunos vivem faz toda a diferença. “A maioria desses estudantes são filhos de pequeno produtor ou de trabalhador rural. Então fica mais fácil a gente trabalhar com algo que está atrelado com a realidade destes meninos.”

Aplicado durante todo o ano letivo, o projeto segue em fase experimental. Nas próximas etapas, estão previstos novos testes para que, em breve, as embalagens sejam comercializadas.

Edição: Camila Salmazio

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Ponte Salvador – Ilha de Itaparica será construída por consórcio chinês; Governador Rui Costa anuncia investimento de R$ 5,4 bilhões

13 de dezembro de 2019, 11:31

Foto: Reprodução

O leilão para construção da ponte Salvador – Ilha de Itaparica definiu o Consórcio Ponte Salvador Itaparica, integrado por três empresas chinesas, como o vencedor, nesta sexta-feira (13/12/2019), na Bolsa de Valores (B3), em São Paulo. A licitação foi acompanhada pelo governador Rui Costa, pelo vice-governador João Leão e pelos secretários de Infraestrutura, Marcus Cavalcanti e da Casa Civil, Bruno Dauster.

Formado pelas empresas China Railway 20 Bureau Group Corporation – CR20; CCCC South America Regional Company S.Á.R.L – CCCC SOUTH AMERICA e China Communications Construction Company Limited – CCCCLTD, o consórcio terá um ano para elaborar o projeto e outros quatro anos para construir o equipamento. A gestão e administração da ponte terá duração de 30 anos. O investimento será de R$ 5,4 bilhões e o aporte do Estado será de R$ 1,5 bilhão. A previsão é que sejam gerados sete mil empregos durante a obra nesta ponte que será a segunda maior da América Latina.

A ponte, com 12,3 quilômetros de extensão, está inclusa no Sistema Viário do Oeste, que também contempla a implantação dos acessos ao equipamento em Salvador, por túneis e viadutos, e em Vera Cruz, com a ligação à BA-001, junto com uma nova rodovia expressa, e a interligação com a Ponte do Funil, que também será revitalizada. A construção da ponte encurtará o tempo de deslocamento em cerca de 100 quilômetros, beneficiando de imediato 250 municípios e 10 milhões de pessoas das regiões oeste, sudoeste, sul e extremo sul.

Tramitação

O processo na Bolsa de Valores (B3) foi iniciado na última segunda-feira (9), com o recebimento da proposta das empresas interessadas em construir a ponte Salvador – Ilha de Itaparica. A comissão de licitação integrada por representantes das secretarias de Infraestrutura (Seinfra), de Desenvolvimento Urbano (Sedur) e Casa Civil recebeu o material que foi analisado pela B3, empresa especializada no mercado financeiro. Na ocasião, foram avaliadas as garantias das propostas, as propostas econômicas escritas e os documentos de qualificação.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Os 7 alimentos que são ladrões de energia

Você provavelmente já ouviu falar e leu bastante sobre alimentos e suplementos que aumentam sua disposição e te deixam mais animado para encarar um treino ou até mesmo as tarefas do dia a dia. Mas também existe o outro lado dessa moeda. Não faltam vilões neste mundo na nutrição: os alimentos que são ladrões de energia e podem atrapalhar bastante sua rotina na corrida ou até mesmo se tornar um obstáculo numa prova.

Esses “ladrões” de energia atuam de diferentes maneiras no organismo. Em alguns casos, oferecem tanto açúcar que, num primeiro momento, essa elevada taxa de glicose resulta em mais disposição, mas, logo em seguida, a insulina liberada para normalizar essa glicose faz justamente o caminho contrário. E aí o cansaço chega com tudo.

Também tem aqueles alimentos que dão tanto trabalho para o sistema digestivo que muitos nutrientes são desviados para ajudar nesse processo, fazendo com que eles faltem na produção de energia em outras funções do organismo. Resultado: o corpo logo sente essa queda de disposição.

Para te ajudar a evitar esse cansaço causado pela má alimentação, acionamos três especialistas para fazer uma lista dos maiores ladrões de energia, suas principais armas e como combatê-las. Confira!

Os ladrões de energia 

Carboidratos simples

Alimentos com farinhas brancas vão roubar energia se consumidos em excesso. “Em um pré-treino, por exemplo, são aliados, mas viram vilões se não houver uma atividade física depois”, pondera Mayara Ferrari, nutricionista funcional esportiva. “Isso acontece porque a quantidade de açúcar no sangue fica muito elevada e o pâncreas libera mais insulina para quebrar todos esses carboidratos. Isso pode causar uma grande redução de açúcar no sangue, resultando em fadiga e falta de energia.”

Sal

Aquele sal extra para dar mais gosto à comida pode te deixar mais cansado. Em quantidade exagerada, o sal aumenta a pressão arterial e deixa o organismo mais desidratado porque mais água é necessária para compensar. “Ele prejudica o funcionamento adequado do organismo, que ficará a todo momento buscando esse equilíbrio. Isso dará uma sensação de cansaço e fadiga. Esporadicamente um pouco de sal não tem problema, mas abusar dele diariamente ou usar em grande quantidade é bastante prejudicial”, adverte Mayara.

Alimentos gordurosos e frituras

A gordura em excesso dificulta a digestão e atrapalha a chegada dos nutrientes à corrente sanguínea. “Como possuem uma digestão mais
lenta, eles fazem com que a circulação se concentre na região abdominal por mais tempo. Isso causa uma sensação de letargia e sonolência durante a digestão, que pode passar de três horas. E isso não é bom para quem vai se exercitar, pois precisará de boa circulação nos membros”, alerta a nutricionista Lara Natacci.

Doces

A lógica nesse caso é parecida à dos carboidratos simples: como eles são ricos em açúcar, dão um pico de energia no primeiro momento porque aumentam a quantidade de glicose no sangue, mas se a pessoa não for praticar uma atividade física logo em seguida, essa disposição logo pode virar cansaço. “O organismo vai aumentar a secreção de insulina para normalizar a glicemia, que é a quantidade de glicose no sangue. Por isso, a sensação de aumento de energia deve durar pouco e dar lugar à fadiga”, reforça Lara Natacci.

Café

O café, um dos estimulantes mais populares, também pode roubar sua energia. Ele realmente gera mais disposição num primeiro momento, mas sua ação no sistema nervoso tem como um dos efeitos a fadiga. “A cafeína, no cérebro, obstrui os efeitos da adenosina, substância que ajuda na transferência de energia e na promoção do sono, dando o efeito estimulante”, explica André Lemos, médico nutrólogo. “Por outro lado, também inibe a degradação da acetilcolina, que aumenta o estímulo muscular. E a consequência disso são o cansaço e a debilidade”, completa.

Corantes e conservantes

Presentes em muitos produtos industrializados, como nuggets, embutidos (salame, presunto, mortadela, peito de peru) e salsichas, eles
modificam o funcionamento adequado do organismo, que tenta repor o que os corantes “tiram” no processo de digestão. “Eles causam uma cascata de processos inflamatórios e oxidantes. Para reverter essa situação, disponibilizamos muitas vitaminas e minerais, fazendo com que o restante do organismo não funcione adequadamente”, destaca Mayara.

Refrigerante

O refrigerante é um dos “ladrões de energia” mais temidos. Alguns maratonistas e ultramaratonistas o utilizam durante provas quando já estão acostumados a seus efeitos, inclusive psicológicos, mas, para o organismo, eles não têm nada de “bonzinhos”. Isso porque o refrigerante, em geral, tem tudo em excesso: açúcar, sódio e corantes. Assim, desencadeia todos os processos já descritos de uma só vez. Além disso, estudos apontam que o refrigerante ainda pode atrapalhar o padrão de sono, prejudicando o descanso e interferindo na disposição.

VÍDEOS