“Se seguir conselhos de Bolsonaro, São Paulo vai explodir igual em Milão”, diz Covas

01 de abril de 2020, 11:26

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (Foto: Escolástico/Phtopress)

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), disse em entrevista ao jornal O Globo que se a população da capital seguisse o que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e saíssem da quarentena a cidade teria um aumento de número de casos de coronavírus parecido com o de Milão, na Itália.

“Se as pessoas forem seguir os conselhos do presidente, que não tem nenhuma base científica, a situação em São Paulo vai explodir como em Milão”, alerta o prefeito. Nesta segunda-feira (30), Milão chegou a 8.676 contágios, contra 8.664 da vizinha Bergamo, de acordo com o balanço divulgado pela Defesa Civil italiana.

Bruno Covas reconheceu que faltam testes para Covid-19 em São Paulo onde já morreram oficialmente 121 pessoas. Segundo o prefeito, também há subnotificação de óbitos, por causa da lentidão de resultados de testes.

Para Bruno Covas, a postura de Bolsonaro diante da crise tem atrapalhado. “Fazemos aqui o que apontam os médicos, cientistas e pesquisadores. Você sabe o que significa em meu currículo, como prefeito, fechar o parque do Ibirapuera, um cartão postal da cidade? As falas do presidente confundem. Há confusão dentro do próprio governo dele, o presidente fala uma coisa, ministro fala outra. Ele deveria reforçar a importância das pessoas colaborarem com o isolamento social”, afirmou ao O Globo.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS