Quadro de Hockney é vendido a US$ 90 mi, recorde para um artista

16 de novembro de 2018, 12:32

Hockney, 81, despontou na cena de arte britânica no início dos anos 1960 e se tornou um dos mais populares artistas vivos (Foto: © Getty Images)

O quadro “Retrato de um Artista (Piscina com Duas Figuras)”, do inglês David Hockney, foi vendido nesta quinta (15) num leilão da Christie’s por US$ 90,3 milhões (cerca de R$ 342 milhões), batendo o recorde de vendas para um artista vivo – antes a marca era do americano Jeff Koons pela escultura “Balloon Dog”, que atingiu US$ 58,4 milhões.

Hockney, 81, despontou na cena de arte britânica no início dos anos 1960 e se tornou um dos mais populares artistas vivos, apesar de seu trabalho nem sempre ter sido levado a sério. Muitos criticavam que suas cores era muito fortes e suas figuras, realistas demais.

Recentemente, foi tema de retrospectivas em grandes museus, uma no Metropolitan Museum of Art, em Nova York, e outra no Tate Britain, recorde de público da instituição inglesa.

“Retrato de um Artista (Piscina com Duas Figuras)” , um dos seus trabalhos mais admirados, é também um dos mais misteriosos. A tela, que mostra um jovem olhando para alguém que mergulha numa piscina, foi feita durante três meses de 1972, logo após o artista terminar um relacionamento com um jovem estudante chamado Peter Schlesinger -é num retrato dele que Hockney se inspirou para criar a figura em pé.

Curador da exposição sobre o inglês no Metropolitan, Ian Alteveer disse ao New York Times que destacou a tela no catálogo da mostra porque ela atesta o ápice dos retratos duplos de Hockney e também uma mudança na forma em que o artista retrata a água: de um jorro distinto para uma solução de “encharcar” a tela. Com informações da Folhapress.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS