População de Petrolina e Juazeiro contam com delivery de produtos da agricultura familiar

22 de abril de 2020, 17:38

A divulgação e as vendas estão sendo feitas pelas redes sociais da Central, como o Instagram - @centraldacaatinga - e grupos de WhatsApp, por meio de contatos de vários clientes (Foto: Ascom/SDR)

A Central de Comercialização das Cooperativas da Caatinga – Central da Caatinga, com sede no município de Juazeiro, passou a adotar o sistema delivery para escoar diversos itens produzidos por cooperativas de agricultores familiares e da economia solidária, a exemplo dos doces, geleias, compotas, cacau em pó, mel, azeites, farinhas e biscoitos, entre outros. As entregas são realizadas nas sedes dos municípios de Juazeiro (BA) e Petrolina (PE).

A divulgação e as vendas estão sendo feitas pelas redes sociais da Central, como o Instagram – @centraldacaatinga – e grupos de WhatsApp, por meio de contatos de vários clientes. A ação conta com o apoio e a participação de toda a equipe da Central. Além das entregas nas residências, quem prefere pode agendar e retirar os pedidos, já separados, na loja, localizada na Rua Aprígio Duarte Filho, número 01, Centro, Juazeiro. Para mais informações, o contato pode ser feito pelo telefone (74) 99902 0303 ou mensagem para centralcomerc.caatinga@gmail.com.

“O formato delivery, que já era um dos objetos da Central, foi o que a gente adotou para a comercialização dos produtos neste momento. Introduzimos também, para complementar a cesta, frutas, legumes, hortaliças e verduras, produzidos por agricultores familiares da região”, destacou Adilson Santos, presidente da Central da Caatinga.

A Central desempenha um importante papel na produção familiar por meio do processo de formação política voltada para a convivência com o Semiárido. Ela promove e comercializa mais de 320 produtos da agricultura familiar, orgânicos e agroecológicos, das cooperativas filiadas, visando ao fortalecimento da economia solidária e da sociobiodiversidade brasileira.

Produtos como mel, suco, derivados do leite, derivados da mandioca, derivados de milho, derivados do licuri, castanha, cachaça, granola, tempero, biscoito, carnes de caprino e ovino, doce, geleia, chocolate, café, azeite, óleo, açúcar mascavo são alguns dos itens disponíveis no catálogo da Central, oriundos de 9 cooperativas filiadas e 25 grupos informais e associações. Os empreendimentos filiados são dos municípios de Juazeiro, Casa Nova, Sento Sé, Remanso, Monte Santo, Capim Grosso, Tucano, Manuel Vitorino, Uauá, Canudos, Sobradinho, além de parceria com a Central do Serrado Brasília. 

Alianças produtivas

A Central da Caatinga possui atualmente uma rede aproximadamente 2.500 famílias filiadas a empreendimentos da agricultura familiar e economia solidária. É uma das organizações selecionadas pelo Edital de Aliança Produtiva Territorial do Bahia Produtiva, projeto executado pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), a partir de acordo de empréstimo entre o Governo da Bahia e o Banco Mundial. Estão sendo investidos recursos da ordem de R$2,1 milhões em ações que visam a gestão comercial, a implementação do plano de comunicação e marketing, serviços de assessoria técnica rural e estruturação da aliança produtiva territorial da ovinocaprinocultura, entre outras.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS