Dermatologista dá 5 dicas para quando a pele começar a descascar

05 de fevereiro de 2018, 15:45

A descamação é o resultado de um processo inflamatório da pele e deve ser cuidada

A descamação é o resultado de um processo inflamatório da pele, provocado por queimadura devido a ação dos raios UVB. Segundo a dermatologista Anelise Ghideti, da AE Skin Center de São Paulo, disse ao site da revista “Glamour”, é preciso cuidar da pele quando ela começa a descascar. Veja essas 5 dicas:

1 – A pele precisa de muita hidratação nesse momento. Além de beber muita água, use cremes hidratantes com substâncias calmantes e que ajudem no processo de renovação da pele. Entre os ativos mais indicados estão aloe vera, calamina, vitamina A e E.

2 – Quando a descamação acontece no rosto, a dica é umedecer um algodão com creme hidratante e passar bem levemente nos lugares mais ressecados.

3 – Esqueça os banhos quentes que ressecam ainda mais. A água tem de ser fria. Tenha cuidado com o sabonete também. Melhor optar por um sabonete neutro.

4 – Pegar sol em cima do descascado para interromper o processo de escamação é mito. Quando estiver descascando, evite a exposição solar.

5 – Não se deve puxar as peles soltas porque isso leva a exposição das camadas inferiores que ainda não estão prontas para as agressões do ambiente. O mesmo vale para esfoliação, que acaba agredindo ainda mais.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS