Ciência ajuda a descobrir se alguém está mentindo

16 de novembro de 2018, 12:08

Estudo aponta como descobrir uma mentira (Foto: Foto: iStock.com/Getty Images)

Sempre estamos em busca da verdade e fica difícil saber se as pessoas estão sendo 100% honestas. Um novo estudo tentou entender melhor como identificar se uma pessoa está mentindo, realizando um teste com participantes entre 19 e 37 anos.

Organizada pela Universidade de Tampere, na Finlândia, a pesquisa descobriu que evitar olhar nos olhos ou olhar demais são indicadores de desonestidade. Durante o experimento os participantes tiveram que jogar um “jogo da mentira” contra uma outra pessoa pelo computador.

Cada um tinha a chance de olhar breve seu oponente através de um vidro durante o jogo para que, em seguida, decidissem qual jogada escolher. Dependendo da jogada, o oponente poderia olhar o participante nos olhos ou manter os olhos na tela do computador. Os pesquisadores notaram que o contato visual direto reduzia a chance de mentira.

Isso indica que a decisão em omitir a verdade depende de quem é a pessoa para quem você está mentindo, podendo ter influência apenas na maneira como cada um olha para o ouvinte. O estudo também derruba a ideia de que os mentirosos evitam o contato visual, pois eles estão cientes de que isso é um sinal que os entrega.

Portanto, é comum que a segurança no olhar de um mentiroso seja, na verdade, um indício de sua falta de verdade. Apesar de experimental, o estudo pode ser útil para vários propósitos, como interrogatórios policiais, por exemplo. Outros estudos já foram realizados para tentar encontrar sinais que entregam os mentirosos.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS