Aos 61 anos, técnica em enfermagem dá à luz no interior do Paraná

01 de novembro de 2019, 11:01

Ana Maria, de 61 anos, realizou o sonho de ser mãe (Foto: Flávia Perini / Colaboração)

Aos 61 anos, a técnica em enfermagem Ana Maria Pontelo Moreira deu à luz a Ian, na quarta-feira (30). O menino nasceu em Londrina, no Norte do Paraná, com 47,5 centímetros e 3,4 quilos. A mãe e o bebê passam bem.

Com o sonho de ser mãe, ela entrou na fila para adoção em 2013, mas, depois de alguns anos, resolveu fazer fertilização in vitro em São Paulo. Ela precisou entrar na Justiça para realizar o procedimento, que é liberado para mulheres até 50 anos, e teve acompanhamento médico durante todo o processo. A gestação chegou até 39 semanas e na quarta-feira Ana Maria fez a cesariana.

Ana Maria conta que a gravidez foi tranquila. Mesmo assim, teve diabetes gestacional, mas a questão foi resolvida com cuidados na alimentação. Também teve que lidar também com fortes dores na coluna e precisou se afastar alguns dias do trabalho.

Ela conta que estava em seus planos uma gravidez tardia devido aos estudos acadêmicos e à necessidade de se estruturar financeiramente. “Fiquei muito feliz quando soube que estava grávida. Realizei o meu sonho”, disse Ana Maria.

Agora com Ian nos braços, a mãe vai se adaptando à rotina e às novas preocupações com a saúde de seu bebê. Nos primeiros dias, uma amiga irá auxiliar nos cuidados com a criança e depois ela terá a ajuda de parentes.

 

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS