Xuxa critica ministro da Educação e afirma que para educar é preciso conversa e amor

12 de julho de 2020, 11:54

O novo ministro da Educação aparece em um vídeo afirmando que para educar crianças é preciso que sintam dor (Foto: Reprodução)

Após anúncio do novo ministro da Educação, Milton Ribeiro, um vídeo em que o pastor defende o uso da dor para educar crianças voltou a circular na internet. Assim, a apresentadora Xuxa Meneghel criticou o ministro em publicação no Instagram.

Ela compartilhou o vídeo antigo e escreveu um pequeno texto na legenda da publicação. “Quando eu penso que ta ruim… consegue ficar pior!!! Se educação tem a ver com rigor, com dor, as cadeias estariam cheias de gênios, alguém por favor me diga que eu entendi errado, que nós mães, mulheres, filhas, seres humanos, demoramos pra descobrir que para educar não se deve usar a dor e sim a EDUCAÇÃO, o EXEMPLO, a conversa, o AMOR!!!”, afirmou Xuxa.

O vídeo em si foi publicado há quatro anos, pela Igreja Presbiteriana Jardim de Oração. Nele, o então ministro – que também é pastor evangélico – faz um discurso sobre a “vara da disciplina”. “A correção é necessária para a cura. Não vai ser obtido por meios justos e métodos suaves. Deve haver rigor, severidade. E vou dar um passo a mais, talvez algumas mães até fiquem com raiva de mim: deve sentir dor”, afirma Ribeiro.

Na publicação, Xuxa lembra que “já foi a época que em nome da educação e de Deus se corrigia alguém com violência”. Deus é amor, se amar é respeitar, onde tem educação, amor e respeito nessas palavras?”.

Xuxa é já se posicionou outras vezes contra o uso de palmadas na educação das crianças. Em 2014, a apresentadora foi ao Senado defender a aprovação da “Lei da Palmada”, que tinha a intenção de proibir este tipo de violência contra as crianças.

https://www.instagram.com/_u/xuxamenegheloficial/?utm_source=ig_embed&ig_mid=A085D849-2262-42C9-9FC5-6C56F0DFCE70

 

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS