Xiaomi cria lâmpada que promete matar até 99% dos vírus e bactérias

26 de janeiro de 2020, 19:04

A Xiaomi traz à tona uma lâmpada que promete, também, eliminar os vírus presentes no ar de um ambiente (Foto: Reprodução)

Enquanto o novo tipo de coronavírus causa danos e se alastra pela China (e pelo mundo), a Xaom8, não ficou de braços cruzados. A empresa já anunciou a doação de máscaras para tentar conter o contágio entre humanos, além de termômetros para ajudar na detecção dos sintomas.

Além disso, a companhia também faz um alerta para em tempo real pelo assistente de voz XiaoAI sobre a situação atual do que parece ser uma epidemia.

Curiosamente, no momento em que esse novo tipo de vírus se alastra e começa a causar pânico, a própria Xiaomi traz à tona uma lâmpada que promete, também, eliminar os vírus presentes no ar de um ambiente. Produzida por uma de suas subsidiárias, a Youpin, a lâmpada também ilumina o ambiente, claro, e alerta sobre a presença dos mais conhecidos vírus no local.

Lâmpada emite raios UVC para matar até 99,99% agentes infecciosos presentes no ambiente (Foto: Divulgação)

Lâmpada emite raios UVC para matar até 99,99% agentes infecciosos presentes no ambiente

O produto está na plataforma de financiamento coletivo da Youpin, mas considerando que a promessa é alta e que o timing parece ter sido quase perfeito, a arrecadação deve superar muito as expectativas. No momento em que esta matéria e produzida, já foi levantado mais de 730% do esperado, somando mais de 2 milhões de yuan chinês (o que dá um pouco mais de US$ 314.000). Já são quase 15.000 apoiadores.

De fato, é um produto muito atrativo pelo valor pedido: pouco mais de US$ 20 cada unidade. E a promessa é alta: a lâmpada elimina 99,99% dos vírus e bactérias presentes em um ambiente entre 20 m² e 30 m². O dispositivo parece uma lâmpada vertical, com tubos de LED no centro. E é compatível com todo o ecossistema da Xiaomi.

E como funciona?

A lâmpada tem dimensões de 245 x 120 x 120 mm e é construída em plástico e metal. A diferença é que, além da iluminação, ela também emite raio UVC, usados para esterilizar ambientes. Isso é suficiente para atrapalhar a cadeira reprodutiva de bactérias como E. Coli e Staphylococcus, algumas das mais comuns em intoxicação alimentar. Mas, infelizmente, não deve ajudar muito no combate do novo coronavírus chinês.

Para agentes infecciosos mais resistentes, existe o alerta para a presença de vírus e bactérias emitido pela lâmpada, que faz um som quando a esterilização não é suficiente para algum agente que permanece no ar. Ou seja, além de te proteger de uma boa gama de doenças, também avisa se há necessidade de um cuidado extra. Porém, jamais descuide da higiene básica.

Produto tem autonomia de até 9.000 horas e pode ser controlado remotamente por app (Foto: Divulgação)Produto tem autonomia de até 9.000 horas e pode ser controlado remotamente por app

A lâmpada funciona a bateria e tem autonomia para impressionantes 9.000 horas de uso. O usuário pode controlar remotamente pelo aplicativo Mi Home, pelo qual possivelmente já controla boa parte da casa hoje em dia.

Não há informações ainda se o produto está previsto para chegar ao mercado ocidental, mas considerando o tremendo sucesso de seu financiamento coletivo, é bem provável que sim. O lançamento está previsto para o dia 5 de março.

Fonte: Youpin, Xiaomi Today

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS