Veja datas de novas parcelas do auxílio emergencial de R$ 600

17 de julho de 2020, 15:25

Quem começou a receber o benefício em abril e já recebeu a terceira parcela terá o dinheiro da quarta parcela depositado entre os dias 22 de julho e 26 de agosto (Foto: Reprodução)

O governo federal divulgou nesta sexta-feira, 17, o calendário de pagamento das parcelas extras do auxílio emergencial de R$ 600 e R$ 1.200.

Quem começou a receber o benefício em abril e já recebeu a terceira parcela terá o dinheiro da quarta parcela depositado na Poupança Digital Social da Caixa entre os dias 22 de julho e 26 de agosto, conforme o mês de aniversário. O saque estará liberado entre 25 de julho e 17 de setembro.

A quinta parcela será depositada entre 28 de agosto e 30 de setembro, também de acordo com o mês de nascimento. Já os saques serão liberados entre 19 de setembro e 27 de outubro.

Os beneficiários do programa Bolsa Família recebem a quarta parcela do auxílio emergencial a partir da próxima segunda-feira, 20, conforme o calendário habitual do programa.

Confira abaixo as datas da quarta e quinta parcelas do auxílio emergencial para quem começou a receber o benefício em abril:

4ª parcela do auxílio emergencial

Depósito em conta poupança

22 de julho: nascidos em janeiro

24 de julho: nascidos em fevereiro

29 de julho: nascidos em março

31 de julho: nascidos em abril

5 de agosto: nascidos em maio

7 de agosto: nascidos em junho

12 de agosto: nascidos em julho

14 de agosto: nascidos em agosto

17 de agosto: nascidos em setembro

19 de agosto: nascidos em outubro

21 de agosto: nascidos em novembro

26 de agosto: nascidos em dezembro

Liberação para saque

25 de julho: nascidos em janeiro

1º de agosto: nascidos em fevereiro e março

8 de agosto: nascidos em abril

13 de agosto: nascidos em maio

22 de agosto: nascidos em junho

27 de agosto: nascidos em julho

1º de setembro: nascidos em agosto

5 de setembro: nascidos em setembro

12 de setembro: nascidos em outubro e novembro

17 de setembro: nascidos em dezembro

5ª parcela do auxílio emergencial

Depósito em conta poupança

28 de agosto: nascidos em janeiro

2 de setembro: nascidos em fevereiro

4 de setembro: nascidos em março

9 de setembro: nascidos em abril

11 de setembro: nascidos em maio

16 de setembro: nascidos em junho

18 de setembro: nascidos em julho

23 de setembro: nascidos em agosto

25 de setembro: nascidos em setembro

28 de setembro: nascidos em outubro e novembro

30 de setembro: nascidos em dezembro

Liberação para saque

19 de setembro: nascidos em janeiro 2

2 de setembro: nascidos em fevereiro

29 de setembro: nascidos em março

1º de outubro: nascidos em abril

3 de outubro: nascidos em maio

6 de outubro: nascidos em junho

8 de outubro: nascidos em julho

13 de outubro: nascidos em agosto

15 de outubro: nascidos em setembro

20 de outubro: nascidos em outubro

22 de outubro: nascidos em novembro

27 de outubro: nascidos em dezembro

 

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS