Vazão do São Francisco dobra nesta quarta-feira, 1º e deve provocar alagamentos

01 de abril de 2020, 05:41

O aumento da vazão, que cumpre resolução da Agência Nacional de Águas (ANA), deverá provocar alagamentos nas áreas ribeirinhas (Foto: Chesf)

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) alertou na noite desta terça-feira, 31, que, devido ao reservatório de Sobradinho já ter ultrapassado 60% do seu volume útil, a vazão do Rio São Francisco dobrará, a partir desta quarta-feira, 1º de abril, passando dos atuais 550 para 1.100 metros cúbicos por segundo.

Na prática, o aumento da vazão, que cumpre resolução da Agência Nacional de Águas (ANA), deverá provocar alagamentos nas áreas ribeirinhas em cidades como Piranhas e Pão de Açúcar.  A orientação é de que residências e estabelecimentos comerciais da área sem desocupados.

O coordenador da Defesa Civil estadual, Moisés Pereira, reforçou a necessidade de prevenção, com a saída da população ribeirinha.

“Vai elevar as águas da parte do baixo São Francisco, do Xingó até a foz. Consequentemente, aqueles bares ribeirinhos e casas, que foram construídos às margens do rio poderão ficar alagados. Com certeza, amanhã teremos vários pontos, principalmente mais próximo às barragens, onde estão os bares e restaurantes de Piranhas, Pão de Açúcar e Canindé do São Francisco. Com certeza terão suas áreas alagadas”, alertou.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS