TVE Bahia inicia transmissão do sinal de digital em Jacobina

26 de janeiro de 2020, 08:10

A emissora está funcionando em caráter experimental por meio do canal digital 3.1 (Foto: Notícia Limpa)

O processo de expansão do sinal digital da TV Educativa (TVE) no interior do Estado chegou a Jacobina, no centro norte da Bahia. A emissora está funcionando em caráter experimental por meio do canal digital 3.1 desde a última sexta-feira (24). Para ter o sinal da TVE no seu televisor é só fazer a busca automática de canais digitais, basta seguir os passos abaixo: 
 
 
1– Aperte o botão “Menu” no controle remoto da TV ou do conversor; 
 
2– Acesse o item “Busca de Canais”, “Sintonizar Canais” ou “Programação Automática”; 
 
3– Aguarde a conclusão da busca de canais e pronto. Agora é só se ligar na TVE Digital. 
 
A TVE e a Rádio Educadora, que integram o Irdeb, fazem parte da estrutura organizacional da Secretaria da Educação do Estado. A emissora pública exibe em sua programação conteúdos diversificados, que vão desde o jornalismo, shows e esportes, a programas infantis, educativos e culturais. 
 
Além disso, a emissora é responsável pela maior cobertura do Carnaval e é a única a exibir o São João da Bahia e os principais shows que ocorrem no estado. Recentemente, a TVE iniciou a exibição diária do programa Hora do Enem, voltado aos estudantes baianos.

DIVULGUE A NOTÍCIA

Justiça multa Facebook em R$ 6,6 mi por compartilhar dados de usuários

OMinistério da Justiça e da Segurança Pública (MJSP) decidiu multar o Facebook em R$ 6,6 milhões por compartilhamento indevido de dados de usuários cadastrados na rede social. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta segunda-feira, 30.

A multa, aplicada pelo Departamento de proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), órgão do MJSP, acontece após investigação que identificou “prática abusiva” por parte da empresa de tecnologia, que teria deixado vulneráveis dados de 443 mil usuários.

Segundo nota publicada no site da pasta, “o caso começou a ser investigado após notícia veiculada pela mídia, em 4 de abril de 2018, informando que os usuários do Facebook, no País, poderiam ter sofrido com o uso indevido de dados pela consultoria de marketing político Cambridge Analytica”, que ganhou notoriedade global por ter trabalhado na campanha presidencial de Donald Trump, nos Estados Unidos, e também para a campanha do Brexit, como é conhecido o processo de saída do Reino Unido da União Europeia.

Pelo Twitter, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, destacou a decisão do ministério e afirmou que “as redes revolucionaram a forma pela qual nos comunicamos e expressamos, mas há questões sobre privacidade a serem consideradas”. O Facebook tem dez dias para recorrer da decisão.

VÍDEOS