Site conta número de pessoas que se ‘transformaram em jacaré’ após vacina

06 de janeiro de 2021, 09:25

Jacaré Tracker 'nasce' após declaração polêmica de Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução)

Jacaré Tracker, assim se chama a plataforma que se desafia a contar as pessoas que se ‘transformaram em jacaré’ após levarem a vacina contra a Covid-19.

A ‘possibilidade’, recorde-se, foi levantada pelo presidente Jair Bolsonaro, que, numa demonstração de desconfiança em relação à imunização contra a doença, disse não se responsabilizar por possíveis danos colaterais da toma da vacina.

“Lá no contrato da Pfizer está bem claro: nós [a Pfizer] não nos responsabilizamos por qualquer efeito secundário. Se você virar jacaré, é problema seu”, atirou Bolsonaro durante um evento realizado na Bahia, em dezembro, acrescentando que “se você se transformar em Super-Homem, se crescer barba em alguma mulher, se algum homem começar a falar fino, eles [Pfizer] não têm nada a ver com isso”.

A plataforma em causa surge assim por brincadeira, sendo que, além de contabilizar as pessoas que já se ‘transformaram em jacaré’, indica também o número de pessoas vacinadas em todo o mundo.

Se, neste caso, são já milhões os que se submeteram à imunização, quanto à questão da ‘transformação em jacaré’, podem estar descansados os mais céticos, que não há ainda dados a registar.

O site salienta também que, no Brasil, ainda nenhuma pessoa foi vacinada contra a doença (não sendo aqui contabilizados os que participaram nos testes às vacinas).

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS