Serviço de alerta de desastres por celular chega a todo o país

27 de fevereiro de 2018, 14:39

Ao detectar situações perigosas, Defesa Civil encaminha mensagens aos números cadastrados e fornece orientações para que moradores evitem riscos

Com a ajuda da tecnologia, os cidadãos de todo o País vão receber pelo celular alertas de desastres naturais. Desde outubro do ano passado, a Defesa Civil envia mensagens de texto para cadastrar a população no serviço em 12 estados do Sudeste, Sul e Centro-oeste. Agora, outros 15 estados farão parte do sistema.

O serviço é gratuito e, além de alertar os cidadãos, a Defesa Civil também fornece orientações à população sobre o que fazer em momentos de emergência. A ideia é que as mensagens consigam salvar vidas em situações de risco. Até agora, mais de 2,6 milhões de celulares foram cadastrados. O sistema já é utilizado em outros 20 países que enfrentam desastres naturais.

O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) classifica como desastre natural eventos como inundações, alagamentos, temporais ou deslizamentos de terra e que oferecem risco à propriedade e deixam muitas vítimas. É preciso ficar alerta sobretudo em áreas de encostas, pois são os deslizamentos de terra uma das principais causas de desastres no País, de acordo com estudo da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

Passo a passo

Aderir ao serviço é bastante simples, e todo o processo é feito pelo celular. A Defesa Civil envia uma mensagem aos moradores. Em seguida, é preciso responder o SMS com o CEP do local de interesse para o número 40199. Se a mensagem não chegar, é possível se antecipar e cadastrar o CEP neste mesmo telefone. Com informações do Portal Brasil.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS