Senha “123456” é a pior senha mais usada no mundo

28 de novembro de 2020, 08:26

(Foto: Reprodução)

De acordo com uma nova pesquisa, as pessoas ainda estão usando senhas fáceis de hackear como “123456789”, a palavra “senha” e “iloveyou”. Das 200 piores senhas, “123456” é a mais comumente usada em 2020, com 2.543.285 pessoas que a escolheram. Leva menos de um segundo para decifrar, mostra uma pesquisa da NordPass, uma empresa de gerenciamento de senhas.

Apesar de vários lembretes de especialistas em segurança cibernética, NordPass diz que depois de comparar a lista das senhas mais comuns de 2020 com a de 2019 , há pouca ou nenhuma diferença – ou seja, não aprendemos muito.

A lista de senhas foi criada por uma empresa terceirizada especializada em pesquisa de violação de dados, disse NordPass. No total, eles examinaram um banco de dados com 275.699.516 senhas. A novidade no top 10 deste ano é “picture1” e “senha”, isso mesmo “senha” em português está entre as 10 mais escolhidas.

As 10 principais senhas mais comuns foram:

1. 123456

2. 123456789

3. picture1

4. password

5. 12345678

6. 111111

7. 123123

8. 12345

9. 1234567890

10. senha

Se sua senha estiver na lista, provavelmente é hora de fazer uma alteração. Tente evitar o uso de palavras de dicionário, combinações de números previsíveis ou sequências de combinações de teclado adjacentes, disse NordPass. E nem é preciso dizer – mas em nenhuma circunstância você deve usar uma senha com base em quaisquer dados pessoais, como seu número de telefone, data de nascimento ou nome. NordPass sugere alterar suas senhas a cada 90 dias com uma mistura de letras maiúsculas e minúsculas e criar uma senha diferente para cada uma de suas contas.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS