Seminário debate sobre os desafios da alimentação saudável e Segurança Alimentar

04 de agosto de 2020, 09:33

(Foto: Divulgação/SDR)

(Da assessoria) – O seminário “Papo para um Novo Mundo” começou, nesta segunda-feira (03), com muito conteúdo sobre Segurança Alimentar e Nutricional. O painel de abertura do evento foi feito pelo professor da Universidade Rural do Rio de Janeiro, Renato Maluf, que palestrou sobre o tema Alimentação Saudável e Segurança Alimentar: o desafio para a sociedade e governos.

O Papo para um Novo Mundo é uma iniciativa da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), por meio do projeto Bahia Produtiva, em parceria com VP Centro de Nutrição Funcional, e traz uma série de diálogos virtuais, para ampliar o debate de temas importantes como sustentabilidade, agroecologia, produção de alimentos saudáveis, bons, limpos e justos.

O professor Renato Maluf falou sobre a construção brasileira das noções de alimentação adequada saudável e da soberania alimentar e nutricional, sobre o contexto atual e o papel do Bahia Produtiva: “É um enorme mérito ter um projeto com foco na produção agroalimentar, que amplia a preocupação com a alimentação das famílias agrícolas, recorrendo ao enfoque da segurança alimentar e nutricional. Estamos vivendo um dos contextos mais graves da história do Brasil e o Bahia Produtiva está no caminho certo, não só pela junção da dimensão alimentar e nutricional ser necessária, importante e correta, conceitualmente falando, mas por ser indispensável nesse contexto. Tenho satisfação em ver que a Bahia está avançando”.

Para o diretor-presidente da CAR, Wilson Dias, essa é uma discussão que tem que estar presente no dia a dia: “Não há condição de falar de desenvolvimento rural sustentável e na implementação de ações de agroindustrialização e de comercialização se a soberania alimentar do nosso público beneficiário não estiver satisfatória. Esse é um eixo estratégico do nosso projeto”.

O coordenador do Bahia Produtiva, Fernando Cabral, salientou que o seminário é mais uma ação do projeto: “A segurança alimentar faz parte dos objetivos de desenvolvimento do projeto. Além do seminário, estão sendo desenvolvidas diversas outras ações, no sentido de aumentar a segurança alimentar dos beneficiários”.

Em 2019, o Bahia Produtiva lançou o Plano de Ação de Segurança Alimentar e Nutricional, e realizou a capacitação de 81 profissionais de assistência técnica e extensão rural (ATER), de 150 jovens Agentes Comunitários Rurais como multiplicadores em suas comunidades, a implantação de bancos de sementes nos 27 territórios da Bahia, a sensibilização dos agricultores sobre a temática e o levantamento sobre a situação da segurança alimentar e nutricional das famílias beneficiadas.

Programação
A programação dos painéis segue até quarta-feira (05), com temas relacionados a produção versus consumo, Plantas Alimentícias Não Convencionais (Pancs), desafios de uma alimentação saudável. Além de um painel internacional com representantes da Organização das Nações Unidas (ONU), do Banco Mundial e do Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA). O evento está sendo transmitido pelo no canal SDRBahia, no Youtube.

O Bahia Produtiva é um projeto do Governo do Estado, executado pela CAR, empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), a partir de acordo de empréstimo com o Banco Mundial. O projeto já aplicou R$ 349,3 milhões, transformando a vida de mais de 35.385 mil famílias beneficiadas com oferta de infraestrutura produtiva, apoio à gestão e acesso ao mercado, gerando inclusão produtiva, renda e sustentabilidade.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS