Segundo especialista, o café não filtrado contém substâncias que aumentam o colesterol no sangue

26 de abril de 2020, 15:30

Para muitos de nós, o dia só começa depois de uma xícara (Foto: Reprodução)

Não há nada como tomar um café logo pela manhã para ganhar energia para mais um dia. Basta o aroma da bebida para agitar os nossos sentidos.

E acontece que o café é benéfico para a saúde, e pode até prolongar a sua vida – mas apenas se o preparar com um filtro, diz um novo estudo publicado esta quarta-feira no European Journal of Preventive Cardiology.

“O café não filtrado contém substâncias que aumentam o colesterol no sangue. O uso de um filtro remove-as e torna menos prováveis os ataques cardíacos e a morte prematura”, resumiu o autor do estudo, Dag Thelle, professor no departamento de saúde pública e medicina comunitária da Universidade de Gotemburgo, Suécia, à CNN.

“O nosso estudo fornece evidências fortes e convincentes de uma ligação entre métodos de fabrico de café, ataques cardíacos e longevidade”, disse Thelle.

O novo estudo acompanhou mais de meio milhão de homens e mulheres noruegueses saudáveis entre os 20 e os 79 anos de idade durante um período de 20 anos. Os resultados mostraram que beber café não filtrado aumentou o risco de morte em homens com 60 anos ou mais, devido à elevada mortalidade cardiovascular.

Já o café filtrado foi associado a um risco reduzido de 15% de morte por qualquer causa, um risco reduzido de 12% de morte por doenças cardiovasculares nos homens e um risco reduzido de 20% de morte por doenças cardíacas nas mulheres, quando comparado a não tomar café

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS