Sala do Empreendedor se destaca pelos serviços oferecidos aos microempreendedores de Caém

23 de novembro de 2021, 13:56

Inaugurada em maio deste ano, a Sala do Empreendedor é um espaço de apoio ao empresário no município, independentemente de seu porte (Foto: Ascom/PMC)

A Sala do Empreendedor é o resultado de um Termo de Cooperação Técnica firmado entre a Prefeitura de Caém, Sebrae e Junta Comercial do Estado da Bahia (Juceb) com o objetivo de unir em um único espaço o empreendedor, poder público e as entidades de fomento ao empreendedorismo.

Inaugurada em maio deste ano, a Sala do Empreendedor, que funciona no prédio da Prrefeitura, além de facilitar os processos de abertura de empresas, regularização e baixa; bem como serviços exclusivos aos Microempreendedores Individuais (MEI), é um espaço de apoio ao empresário no município, independentemente de seu porte, com a finalidade de melhorar o ambiente de negócios e facilitar o surgimento de novos empreendimentos. O empreendedor, independentemente de seu porte ou segmento, recebe serviços, orientações e até mesmo capacitações com o objetivo de facilitar o acesso aos serviços necessários para a abertura de uma empresa.

Com a implantação da Sala do Empreendedor, tem havido uma diversificação no atendimento, e desde então atende todos os empreendedores, apesar de o público de maior demanda ser o Microempreendedor Individual que necessitam de maior apoio e incentivo para que o seu negócio prospere.

Conforme o prefeito de Caém, Arnaldo Oliveira, a implantação da Sala do Empreendedor é uma ação estratégica visando a desburocratização dos processos administrativos, tornando os serviços públicos mais acessíveis e menos onerosos para os cidadãos caenenses que empreendem ou desejam empreender. “Procuramos oferecer o melhor para a população do nosso município, em todas as áreas e não seria diferente na oferta de serviços, por isso trabalhamos para implantar a Sala do Empreendedor, em parceria com o Sebrae e a Juceb, logo no início da nossa gestão, pois entendemos também que o fortalecimento dos pequenos negócios está diretamente relacionado à promoção de condições satisfatórias de acesso à informação”, ressaltou o prefeito.

 A agente de desenvolvimento de Caém, Raquel Bispo de Santana Oliveira, destaca que a Sala atua como uma espécie de incentivo para o surgimento de novos empreendimentos, criando condições para aumentar a competitividade dos pequenos negócios locais, contribuindo para a geração de mais empregos e para uma melhor distribuição de renda no município. “O espaço do empreendedor tem a finalidade de melhorar o ambiente de negócios, facilitar o surgimento, aumentar a competitividade e promover o desenvolvimento sustentável dos empreendimentos da nossa cidade”, afirmou.

Principais sintomas físicos e mentais da abstinência de nicotina

A síndrome de abstinência de nicotina provoca inúmeros sintomas nos ex-fumantes. Contudo, explica um artigo publicado no portal Melhor Com Saúde, esses efeitos colaterais variam em intensidade dependendo da pessoa. 

O fato da nicotina ser uma droga muito viciante faz com que o hormônio conhecido como dopamina seja liberado no cérebro – este hormônio é responsável por aumentar a sensação de prazer e bem-estar. E como tal, o organismo reage negativa e violentamente à ausência da droga.

Ainda assim, a síndrome de abstinência de nicotina não representa qualquer risco para a saúde. Estima-se que os sintomas associados à condição afetam até 85% dos ex-fumantes. 

Os sintomas desta síndrome variam, mas, sem dúvida alguma, o mais comum é a vontade de fumar que pode surgir na presença de múltiplos estímulos, como por exemplo ver outra pessoa fumar, ou inclusive sem uma causa aparente.

Os principais sintomas da síndrome de abstinência da nicotina são os seguintes, de acordo com o portal Melhor Com Saúde:

Sintomas físicos

Aumento do apetite
Tosse
Boca seca
Dor de cabeça
Tontura
Fadiga
Coriza (inflamação da mucosa das fossas nasais; rinite, defluxo)
Dor de garganta, na língua ou gengivas
Sensação de aperto no peito
Ganho de peso
Frequência cardíaca mais lenta ou bradicardia
Obstipação
Hipotensão

Sintomas mentais

Ansiedade, inquietação e irritabilidade
Dificuldade em se concentrar
Insônia e dificuldade para dormir bem
Raiva e frustração
Depressão
Desânimo
Mau humor

Os sintomas da síndrome de abstinência da nicotina normalmente duram de 4 a 12 semanas e surgem nas primeiras 12 a 24 horas após parar de fumar. 

Os especialistas explicam que a fase mais critica são as primeiras duas a três semanas de cessação tabágica. Sendo que os sintomas começam gradualmente a desaparecer e, com o tempo o indivíduo aprende a controlar o desejo de fumar. 

VÍDEOS