Sabe o que é apendicite? Descubra os sintomas

06 de agosto de 2020, 07:46

Quando ela acontece, quanto mais cedo um médico for procurado, melhor. Por isso, é bom saber quais são os seus sinais (Foto: Reprodução)

O apêndice é um pequeno órgão em forma de bolsa localizado no começo do intestino grosso que tem a missão de enfrentar infecções locais. Em alguns casos, ele pode sofrer com uma inflamação aguda, a chamada apendicite, localizada na região lateral e inferior direita do abdome.

Diante desse tipo de problema, a única opção é partir para a cirurgia na qual o apêndice é retirado. O quadro é evolutivo e, se não for tratado adequadamente, pode levar a complicações sérias.  “Por isso, o ideal é que o especialista examine o paciente o quanto antes”, diz André Augusto Pinto, cirurgião geral e bariátrico.

“Por causa da pandemia, muitas pessoas que estão apresentando sinais de apendicite estão demorando em se dirigir ao hospital, o que pode ser perigoso e, como o tratamento é sempre cirúrgico, não há outra opção”, alerta.

Conheça os principais sintomas da doença e, diante de qualquer um deles, converse com seu médico:

1 – Dor progressiva, que começa leve e se intensifica e ocorre de maneira difusa na região do abdômen e depois se concentra na sua lateral direita;

2 – Febre.

3 – Inapetência.

4 – Parada na eliminação de gases e fezes.

5 – Náuseas e vômitos.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS