Rio de Janeiro terá Réveillon e Carnaval, confirma Eduardo Paes

22 de julho de 2021, 16:47

Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD) afirmou que a cidade terá o Réveillon deste ano e o Carnaval de 2022 (Foto: Reprodução)

Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD) afirmou que a cidade terá o Réveillon de fim de ano e o Carnaval de 2022. De acordo com ele, a projeção para o fim da aplicação da segunda dose da vacina contra a Covid-19 é outubro.

“Acho que tranquilamente a gente terá réveillon e carnaval, isso não tem mais a menor dúvida. Tenho repetido isso porque se você termina ali para 15 de agosto a primeira dose, você está terminando em outubro a segunda dose”, disse Eduardo, em entrevista ao Bom Dia Rio, nesta quinta-feira (22).

Quando questionado sobre a possibilidade da frequência na entrega da vacina pelo Ministério da Saúde atrapalhar os planos de voltar com os grandes eventos na cidade, o prefeito afirmou que muitos imunizantes estão chegando e que é preciso planejar a volta à normalidade.

“O que a gente tem que imaginar a partir daqui é o parâmetro que a gente vai adotar no Brasil. Nos Estados Unidos, em Nova York, com 70% de primeira dose abriu a cidade, no estágio que nós estamos hoje. A Europa fez com outro percentual. A gente vai olhar isso com calma, estamos analisando isso. Da mesma forma que no início do governo quando começou o calendário de vacinação eu falei ‘vamos olhar para o futuro’”, explicou.

Paes ainda falou sobre a variante Delta, que tem se mostrado mais um desafio no controle da pandemia do coronavírus. “Agora o desafio é essa tal variante delta. Todas essas variantes assustam porque nem os epidemiologistas, os técnicos, conseguem saber o que de fato elas podem representar”, comentou.

Ao fim da entrevista, Eduardo pediu para que a população siga respeitando as medidas de distanciamento e seguir utilizando a máscara.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS