Representante dos EUA para a Venezuela comenta possível guerra com o país

10 de setembro de 2019, 10:18

(Foto: Reprodução)

Elliott Abrams, diplomata americano e representante do seu país para a Venezuela, disse que todas as possibilidades são consideradas em relação ao país caribenho.

Desde o início do ano, as tensões entre Washington e Caracas cresceram consideravelmente após o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, iniciar seu segundo mandato. Novas sanções foram impostas ao país, enquanto aeronaves de reconhecimento dos Estados Unidos foram detectadas próximo ou dentro da zona de controle de tráfego aéreo venezuelana.

Durante um briefing sobre a Venezuela, o diplomata e representante dos EUA para o país caribenho, Elliott Abrams, comentou os planos de Washington em relação a Caracas.

“Todas as opções estão sendo consideradas […] Nós temos todas as possibilidades que existem”, disse Abrams.

Ainda em junho, o diplomata americano havia dito que seu país ainda não tinha tirado de sua agenda a opção militar contra Maduro. As palavras de Abrams foram reforçadas pela declaração do conselheiro de Segurança Nacional dos Estados Unidos, John Bolton, de que seu país estava considerando “todas as alternativas”.

Em abril, o canal americano CNN publicou que o Pentágono estaria desenvolvendo novas soluções militares para combater a influência da China, Rússia e Cuba sobre o governo de Maduro.

Risco de guerra civil

Por várias vezes Moscou tem protestado contra a política americana para a Venezuela. O ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, disse que o uso da força contra a Venezuela seria uma “vergonha para toda a América Latina, para todo o Caribe”.

Além disso, Lavrov alertou que uma intervenção armada poderia ocasionar uma guerra civil.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS