Quando começa missão dos primeiros colonizadores de Marte?

06 de fevereiro de 2018, 12:53

Programa Mars One necessita de US$ 6 milhões (R$ 19,4 milhões) para enviar os primeiros quatro colonizadores do Planeta Vermelho.

Há vários programas para desvendar segredos de mundos longínquos que nos rodeiam. Parece que o planeta mais adequado para que os primeiros passos de terráqueos sejam dados é Marte. Então, quando os seres humanos colonizarão Planeta Vermelho?

Um desses programas é Mars One, que faz parte do programa nacional espacial dos Emirados Árabes Unidos, e cujo objetivo é explorar completamente terras marcianas. Recentemente, seu diretor executivo, Bas Lansdorp, revelou planos ambiciosos ao anunciar a data exata do início da colonização espacial. Spoiler: está marcada para 2032.

Segundo ele declarou, citado pelo jornal Khaleej Times, o projeto já recebeu quase todo o necessário e sua nova fase será iniciada em 2019.

No total, o projeto recebeu mais de 200 mil requisições de pessoas que querem se mudar para o Planeta Vermelho.

“As razões que prometem sucesso à nossa missão é que propomos um plano de população permanente [em Marte] e que não precisamos elaborar tecnologia para devolver pessoa à Terra”, declarou.

O jornal revela que o projeto necessita de US$ 6 milhões (R$ 19,4 milhões) para enviar os primeiros quatro colonizadores a Marte.

Primeiros colonizadores do Planeta Vermelho devem desenvolver agricultura e criar, novamente, a raça humana. O projeto espera fornecê-los todo o necessário para que consigam passar o resto da vida em outro planeta. Com informações do Sputnik.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS