Pyongyang adverte Washington: depende dos EUA ‘qual será presente de Natal’

03 de dezembro de 2019, 09:19

(Foto: Reprodução)

A data limite para o diálogo entre a Coreia do Norte e os EUA expira neste fim do ano, relembrou nesta terça-feira (03) o vice-chanceler norte-coreano, Ri Thae Song, por meio de uma declaração divulgada pela agência KCNA.

De acordo com o diplomata, Pyongyang “vem fazendo tudo de maneira transparente e pública”, assim que “não há por que ocultar o que deve ser feito”. Por outro lado, “o diálogo expresso pelos EUA é basicamente uma simples artimanha para prender [a Coreia do Norte] à mesa de negociações e tirar proveito desta questão para se favorecer da situação política interna e da campanha eleitoral”.

“Já estamos fartos deste cantarolado do diálogo que os EUA andam repetindo como um papagaio cada vez que estão em uma situação difícil, e não haverá ninguém que lhes dê ouvidos. […] O que falta agora é a decisão dos Estados Unidos, e desta decisão depende na sua totalidade qual será o presente do próximo Natal”, salientou Ri.

Em novembro, o negociador norte-coreano para questões com os EUA, Kim Myong-gil, afirmou que a Coreia do Norte rejeitou a proposta de Washington de realizar uma nova reunião em dezembro, dizendo que Pyongyang não está interessada em negociações que simplesmente procuram “apaziguá-los”.

O diálogo entre os países visa que Coreia do Norte e EUA iniciem uma nova rodada de negociações até o fim do ano. Caso o diálogo não perdure, há chances dos norte-coreanos deixarem as negociações sobre o programa nuclear e retomarem seu programa de desenvolvimento de mísseis nucleares de longo alcance.

  • Na semana passada, as autoridades da Coreia do Sul informaram ter detectado lançamento de mísseis provenientes da Coreia do Norte, com o qual o líder norte-coreano ficou “muito satisfeito”.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS