Programas da SEC/BA são discutidos no NTE em Jacobina

15 de setembro de 2021, 16:06

Diretores e coordenadores de estabelecimentos de ensino pertencentes à sua jurisdição do NRE 16 estiveram presentes (Foto: Notícia Limpa)

O Núcleo Territorial de Educação (NTE) do Território Piemonte da Diamantina, reuniu durante todo o dia de quarta-feira (15), em sua sede, em Jacobina, diretores e coordenadores de todos os estabelecimentos de ensino pertencentes à sua jurisdição para apresentar os programas de Retorno Escolar Seguro (PRES) e o Dignidade Menstrual, e avaliar e monitorar outros que foram implementados na Rede Estadual de Ensino como o Vale Alimentação, o Bolsa Presença, Mais Estudo e Educar para Trabalhar.

Fazendo a abertura do encontro, a diretora do NTE 16, Nazaré Costa Alves, destacou que é preciso publicizar as ações que vêm ocorrendo no Núcleo, não só para a comunidade escolar, mas principalmente para a sociedade, como forma de prestar contas do que vem sendo feito para melhorar as condições de ensino, tanto pedagógico como nas instalações físicas das instituições onde os alunos estão sendo atendidos. “Temos que prestar contas aos alunos, aos seus responsáveis e à sociedade em geral do que vem sendo realizado no sentido de melhorar cada vez mais a qualidade do ensino público nas instituições estaduais”, salientou Nazaré, reconhecendo as dificuldades enfrentadas a partir do início da pandemia da Covid-19.  “As coisas têm acontecido totalmente diferente de tudo que se imaginava, mas estamos aprendendo a conviver com todo esse problema que atinge todo o mundo que é a pandemia da Covid-19, mas não temos medido esforços para oferecer, da melhor maneira possível, condições para que nossos alunos e seus familiares se sintam seguros para o retorno gradativo às aulas presenciais”, concluiu.

O representante da Secretaria de Educação da Bahia (SEC), Luiz Expedito, técnico da Superintendência de Planejamento e Operacionalidade da Rede Escolar (Supec), orientou e tirou dúvidas dos docentes sobre a efetivação dos programas, principalmente o PRES, como os critérios, as formas de transferência e prestação de contas dos recursos destinados à execução do programa.

Programa Retorno Escolar Seguro (PRES) – Programa de caráter excepcional, para atender as escolas públicas da rede estadual que necessitam de recursos para se adequar ao protocolo de biossegurança estabelecido pelos normativos dos órgãos federais, regionais e locais. Os recursos destinam-se à cobertura de despesas de custeio e capital, para a manutenção física e pedagógica dos estabelecimentos de ensino, adequand8o as estruturas e adquirindo materiais necessários para manter o protocolo de biossegurança das redes educacionais, com vistas à consecução dos objetivos de recondução e promoção da normalidade do ambiente escolar, como aquisição de itens de consumo para higienização do ambiente e das mãos, compra de equipamentos de Proteção Individual (EPI) e fardamento, contratação de serviços especializados na desinfecção de ambiente, realização de pequenos reparos e outros.

Programa Dignidade Menstrual – O programa visa ofertar um pacote com 10 unidades de absorventes descartáveis a todas as pessoas que menstruam e que estão regularmente matriculadas na rede estadual de ensino, e se encontram em situação de pobreza ou extrema pobreza, na faixa etária de 11 a 45 anos.

A dignidade menstrual é considerada pela Organização das Nações Unidas (ONU) uma questão de saúde pública e de direitos humanos, indispensável para garantia dos direitos sexuais e reprodutivos

Municípios de Jurisdição do NTE 16 – Caem, Capim Grosso, Jacobina, Miguel Calmon, Mirangaba, Ourolândia, Saúde, Serrolândia, Umburanas e Várzea Nova

Principais sintomas físicos e mentais da abstinência de nicotina

A síndrome de abstinência de nicotina provoca inúmeros sintomas nos ex-fumantes. Contudo, explica um artigo publicado no portal Melhor Com Saúde, esses efeitos colaterais variam em intensidade dependendo da pessoa. 

O fato da nicotina ser uma droga muito viciante faz com que o hormônio conhecido como dopamina seja liberado no cérebro – este hormônio é responsável por aumentar a sensação de prazer e bem-estar. E como tal, o organismo reage negativa e violentamente à ausência da droga.

Ainda assim, a síndrome de abstinência de nicotina não representa qualquer risco para a saúde. Estima-se que os sintomas associados à condição afetam até 85% dos ex-fumantes. 

Os sintomas desta síndrome variam, mas, sem dúvida alguma, o mais comum é a vontade de fumar que pode surgir na presença de múltiplos estímulos, como por exemplo ver outra pessoa fumar, ou inclusive sem uma causa aparente.

Os principais sintomas da síndrome de abstinência da nicotina são os seguintes, de acordo com o portal Melhor Com Saúde:

Sintomas físicos

Aumento do apetite
Tosse
Boca seca
Dor de cabeça
Tontura
Fadiga
Coriza (inflamação da mucosa das fossas nasais; rinite, defluxo)
Dor de garganta, na língua ou gengivas
Sensação de aperto no peito
Ganho de peso
Frequência cardíaca mais lenta ou bradicardia
Obstipação
Hipotensão

Sintomas mentais

Ansiedade, inquietação e irritabilidade
Dificuldade em se concentrar
Insônia e dificuldade para dormir bem
Raiva e frustração
Depressão
Desânimo
Mau humor

Os sintomas da síndrome de abstinência da nicotina normalmente duram de 4 a 12 semanas e surgem nas primeiras 12 a 24 horas após parar de fumar. 

Os especialistas explicam que a fase mais critica são as primeiras duas a três semanas de cessação tabágica. Sendo que os sintomas começam gradualmente a desaparecer e, com o tempo o indivíduo aprende a controlar o desejo de fumar. 

VÍDEOS