Porque é que acordo cansado mesmo após dormir muitas horas?

18 de março de 2020, 09:13

Estudos apontam que a alteração de alguns hábitos no seu dia-a-dia pode fazer com que acorde com mais energia (Foto: Reprodução)

Dorme entre sete a oito horas por noite e ainda assim acorda constantemente cansado? Infelizmente, esta situação é bastante comum. De acordo com os especialistas, e conforme reporta a revista Galileu, existem diversos hábitos e rotinas do cotidiano que podem estar interferindo negativamente com o seu processo de descanso.  

Segundo um vídeo do AsapSCIENCE, um dos fatores fundamentais para ter energia é praticar exercício. Estudos salientam que a prática de atividade física moderada pelo menos três vezes por semana já contribui para melhorar a qualidade do sono, o que por sua vez melhora o humor na manhã e dia seguinte.

Adicionalmente, a quantidade de cafeína ingerida diariamente também impactam negativamente no descanso. Várias pesquisas alertam que ingerir cafeína – desde café a chá preto ou verde – até seis horas antes de ir dormir prejudica o sono, podendo inclusive provocar insônias. A cafeína é uma substância que bloqueia a adenosina, um neurotransmissor que se acumula no cérebro ao longo do dia, deixando-nos sonolentos à noite.

Nem tudo depende de você…

Pessoas que sofrem de doenças mentais, como transtornos de ansiedade, estão associados à fadiga e causam índices elevados de stress e preocupação. A depressão também impacta na qualidade do sono, sendo que alguns casos provoca insônias e em outros hipersônia. 

Problemas físicos podem igualmente explicar a sensação de exaustão, desde condições como a anemia que se caracterizam pela falta de ferro no organismo, problemas de tiróide e diabetes. 

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS