Planetas em torno de estrela próxima aparecem como candidatos à vida extraterrestre

27 de junho de 2020, 09:32

Reprodução

(Reuters) – Até três planetas potencialmente rochosos, como a Terra, foram avistados ao redor de uma estrela localizada relativamente perto de nosso sistema solar, formando um sistema planetário que oferece aos astrônomos possibilidades intrigantes na busca por sinais de vida extraterrestre.

Os corpos celestes orbitam Gliese 887, uma chamada estrela anã vermelha com metade da massa do Sol localizada 11 anos-luz da Terra — nosso quintal em termos cósmicos, disseram pesquisadores nesta sexta-feira. Um ano-luz é a distância que a luz percorre em um ano, 9,5 trilhões de quilômetros.

Apenas 12 outras estrelas estão mais próximas do nosso sistema solar.

Dois planetas foram definitivamente identificados, um que completa uma volta ao redor de Gliese 887 a cada nove dias e o outro a cada 21 dias. Um deles está situado exatamente dentro da chamada zona habitável, ou zona Goldilocks, ao redor da estrela — nem muito quente nem muito frio, talvez capaz de manter a água líquida na superfície e abrigar vida.

Um terceiro planeta em potencial que completa a órbita a cada 50 dias está localizado na zona habitável, mas ainda precisa de confirmação adicional.

“Eles são planetas ‘super-terrestres’, o que significa que eles têm algumas vezes a massa da Terra e espera-se que tenham um núcleo sólido como a Terra, em oposição aos grandes gigantes de gás como Júpiter e Saturno”, disse a astrônoma Sandra Jeffers, da Universidade de Göttingen, na Alemanha, principal autora da pesquisa publicada esta semana na revista Science.

“Os planetas recém-detectados são as melhores possibilidades de todos os planetas conhecidos nas proximidades do sol para ver se eles têm atmosferas e estudá-los em detalhes”, acrescentou Jeffers.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS