Papa pede a bispos que não tenham medo de denunciar abusos

22 de janeiro de 2018, 14:30

O papa Francisco pediu aos bispos peruanos que não tenham medo "de denunciar os abusos e os excessos"

O papa Francisco pediu aos bispos peruanos que não tenham medo “de denunciar os abusos e os excessos”, assim como fez o santo Turíbio de Mongrovejo, durante um encontro no Arcebispado de Lima, no último dia da sua visita ao Peru.

O pontífice se reuniu com cerca de 60 bispos no arcebispado e citou como exemplo em seus discursos as proezas de santo Turíbio de Mongrovejo, arcebispo de Lima entre 1579 e 1606 e patrono do episcopado latino-americano.

Francisco disse aos bispos que o santo foi um exemplo de “construtor de unidade eclesiástica” e elaborou o seu discurso com base na vida de Turíbio para dar indicações aos sacerdotes.

Francisco explicou que Turíbio foi “o que hoje chamaríamos de um bispo andarilho. Um bispo com o costume de andar, de percorrer, de ir ao encontro de todos para anunciar o Evangelho, em todos os lugares, sem asco e sem medo”.

“Sem medo e sem asco (Turíbio) entrou em nosso continente para anunciar a boa nova”, reiterou o pontífice aos bispos.

O papa também comentou que o santo Turíbio estudou as línguas indígenas e destacou a importância “de se conhecer a linguagem dos outros, só assim para fazer o Evangelho ser entendido e entrar no coração”.

O pontífice explicou que Turíbio “pôde constatar em suas visitas os abusos e os excessos que sofriam as populações originais e não hesitou, em 1585, quando excomungou o corregedor de Cajatambo”.

Ao citar o exemplo de Turíbio, Francisco pediu aos bispos que não tenham medo “de denunciar os abusos e excessos cometidos contra o povo”, pois acrescentou que “não existe uma autêntica evangelização que não anuncie e denuncie toda falta contra a vida de nossos irmãos, especialmente os mais vulneráveis”. EFE

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS