NOTÍCIAS EM DESTAQUE


Operação contra crime de pedofilia prende 12 pessoas na Bahia

31 de outubro de 2019, 11:43

(Foto: Reprodução)

Até agora 12 pessoas foram presas nas cidades de Salvador, Alagoinhas, Aratuípe, Baianópolis, Cruz das Almas, Feira de Santana e Simões Filho.  O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco) da Bahia deflagrou nesta quinta-feira (31) a Operação Dirty Web para combater suspeitos de prática de pedofilia no estado. Até agora 12 pessoas foram presas, durante o cumprimento de mandados judiciais nas cidades de Salvador, Alagoinhas, Aratuípe, Baianópolis, Cruz das Almas, Feira de Santana e Simões Filho. Os policiais civis apreenderam computadores, tablets, aparelhos celulares, documentos e objetos usados na prática criminosa de troca, disponibilização, transmissão e comercialização de imagens e vídeos com cenas de sexo explícito ou pornográficas envolvendo crianças e adolescentes. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados contra Criança e Adolescente da Capital, pela 2ª Vara Criminal de Alagoinhas, pelas Varas Criminais de Nazaré, Baianópolis e Cruz das Almas e pelas 1ª Varas Criminais de Feira de Santana e Simões Filho. Com informações da Agência Brasil  

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

As mortes que levaram província chinesa a fechar suas pontes de vidro

31 de outubro de 2019, 10:31

Quando inaugurada, a ponte de Zhangjiajie era a mais longa e alta com piso de vidro (Foto: Getty Images)

Uma província chinesa decidiu fechar, pelo menos temporariamente, todas as suas 32 cada vez mais famosas atrações de vidro — incluindo pontes, passarelas e mirantes —, para inspeções de segurança. As atrações, espalhadas por 24 locais na província de Hebei, estão fechadas desde março de 2018, segundo a emissora estatal CCTV, mas só agora a medida foi divulgada oficialmente. A China teve uma onda de atrações do tipo em todo o país — mas, desde então, aconteceram acidentes e pelo menos duas mortes. Existem cerca de 2.300 pontes de vidro na China. De acordo com a mídia estatal ECNS, também há um "número indeterminado de passarelas e tobogãs de vidro". As atrações de vidro são uma tentativa de entreter turistas que buscam adrenalina e capitalizar o crescente turismo doméstico da China. Tendência e mortes Quem provavelmente iniciou a tendência foi a ponte de Zhangjiajie, na província de Hunan. Quando foi inaugurada, em 2016, era a ponte mais alta e longa com fundo de vidro no mundo. Mas, no início deste ano, um turista morreu e outros seis ficaram feridos depois de cair de um escorregador de vidro na província de Guangxi. Neste caso, esta ponte na província de Hebei não está rachando — trata-se de um efeito visual; mas já houve um caso real do tipo em 2015, na província de Hunan A chuva deixou o piso mais escorregadio, fazendo com que a vítima fatal colidisse contra o corrimão e voasse para fora do escorregador. Ele morreu de ferimentos graves na cabeça. A ponte de Hongyagu, que até maio deste ano detinha o título de maior ponte de vidro do mundo, está entre as que foram fechadas em Hebei. Em outras províncias também houve interdições. No início deste ano, o governo pediu às autoridades locais de turismo que realizassem "avaliações abrangentes de segurança" de projetos construídos com vidro. No Weibo, rede social chinesa, muitos aplaudiram os fechamentos, dizendo por exemplo que "já era hora de abordar a questão da segurança". Outros criticaram o grande número de atrações de vidro construídas nos últimos anos. "Eu realmente não entendo por que foram feitas tantas pontes de vidro recentemente. É um desperdício de dinheiro", disse um internauta. A ponte Hongyagu, em Hebei A morte na Província de Guangxi não foi a única fatalidade em uma atração por vidro. Em 2017, um turista morreu após um acidente em outro escorregador de vidro, em Hubei. E em 2016, uma pessoa ficou ferida depois de ser atingida por uma queda de pedras enquanto caminhava por uma passarela de vidro na cidade de Zhangjiajie. Em 2015, uma passarela de vidro na província de Henan rachou, apesar de ter sido inaugurada duas semanas antes, fazendo com que os turistas fugissem.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Saiba o que o chá de folha de louro pode fazer por sua saúde

31 de outubro de 2019, 10:05

Confira os benefícios associados a esta bebida (Foto: Reprodução)

Afolha de louro é uma presença habitual nos pratos brasileiros. Dos mais simples, aos mais complexos, o louro ajuda a dar mais sabor de alimentos, sobretudo ao feijão e carnes.  Símbolo de nobreza e de imortalidade, esta erva aromática tem propriedades terapêuticas há muito tempo reconhecidas. A folha de louro contém propriedades diuréticas, anti-inflamatórias, antirreumáticas, digestivas, hepáticas, expectorantes e estimulantes. O ingrediente também possui minerais como o potássio e o magnésio e vitaminas como vitamina B6, vitamina B9 (ácido fólico/folato) e vitamina C. O seu maior benefício é o seu poder relaxante. As folhas de louro podem amenizar o stress e a ansiedade, por exemplo. A infusão de folha de louro pode beneficiar o sistema gastrointestinal porque promove a liberação da urina, o que contribui com o processo de liberação de toxinas do organismo. Os compostos orgânicos dentro das folhas de louro também carregam enzimas que podem colaborar no combate à perturbação estomacal e aliviar a síndrome do intestino irritável, diminuindo o inchaço e os gases.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Golpe de empréstimo pelo WhatsApp cresce quase 200% em dois anos

31 de outubro de 2019, 07:50

(Foto: Reprodução)

Golpes que oferecem falsosempréstimos de dinheiro para usuários do WhatsApp cresceram194% nos últimos dois anos em todo o Brasil. Segundo levantamento da empresa Reclame Aqui, de janeiro a setembro de 2019, foram 683 denúncias, uma média de 2,5 por dia. No mesmo período de 2017, houve 232 reclamações. Em 2018, a página compilou 519 casos (veja ao final os números anuais totais). O modo de operação dos golpistas é quase sempre parecido. Eles enviam mensagens aleatórias, oferecendo valores vultuosos, de forma rápida e com taxas mais baixas que as de mercado. Para concretizar o crime, os bandidos solicitam pagamentos antecipados de taxas, como Imposto de Operação Financeira (IOF). Para não correr risco de cair em golpes, as dicas de especialistas são nunca clicar em links suspeitos e desconfiar de ofertas tentadoras. Em muitos casos, os erros de português também denunciam a aplicação dos crimes. Outro indicativo que merece suspeita é quando uma empresa com a qual o usuário nunca teve relacionamento aparecer dizendo que seu crédito está aprovado. Confira abaixo as reclamações ano a ano. 2017: 350; 2018: 692; 2019: 683 (até setembro). Divulgação/Noverde/Veja SP

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

SAC/Jacobina realiza caminhada com seus colaboradores para chamar atenção para o ‘Outubro Rosa’

30 de outubro de 2019, 17:32

Os calaboradores do SAC distribuíram doces e folhetos informativos (Foto: Notícia Limpa)

A campanha Outubro Rosa ganhou força no mundo todo alertando sobre o câncer de mama. Em Jacobina diversas atividades aconteceram, com destaque para a 1ª Caminhada do SAC (Serviço de Atendimento ao Cidadão), com a presença de todos os colaboradores do órgão que é veiculado a Secretaria de Administração da Bahia (Saeb). O evento aconteceu na tarde desta quarta-feira (30), com distribuição de doces e folhetos informativoso, levando a mensagem sobre a importância do diagnóstico precoce e a prevenção da doença. No Brasil, segundo levantamento do Instituto Nacional do Câncer (INCA), 60 mil novos casos da neoplasia devem ser registrados em 2019. Trata-se do tumor mais incidente entre mulheres depois do câncer de pele não-melanoma. Mundialmente os dados também são alarmantes: o câncer de mama afeta 2,1 milhões de pessoas por ano e é o quinto que mais mata, de acordo com o Globocan 2018, um estudo da Agência Internacional para a Pesquisa do Câncer.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

“Neto não vai me calar”, afirma deputado Robinson Almeida

30 de outubro de 2019, 15:52

(Foto: Reprodução)

Em nota divulgada nesta quarta-feira (30), o deputado estadual Ronbinson Almeida afirma que vai recorrer da decisão do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) que injustamente o condenou  à prisão de 1 ano 9 meses e 23 dias, pagamento de multa e indenização por crimes contra a honra do prefeito de Salvador, ACM Neto, e da mãe dele, Rosário Magalhães. Além disso, o parlamentar pode, após o trânsito em julgado, ter os direitos políticos suspensos. Na nota, o deputado ressalta o direito de qualquer cidadão em questionar os posicionamentos de uma figura publica e ter consciência de que não houve nenhum tipo de crime contra a honra do gestor municipal. “A reprodução de uma matéria jornalística no Facebook, com comentário opinativo, é assegurado pelos tribunais superiores como liberdade de expressão”, disse. Robinson também ressalta que a ação penal movida pelo prefeito ACM Neto é uma “tentativa de intimidação e censura” e que, como defensor da democracia, não pode permitir que a afronta a liberdade de expressão vire regra. Confira a nota na íntegra: Neto não vai me calar.! Vou recorrer de decisão injusta pra assegurar o meu direito de liberdade de expressão. Não caluniei, nem difamei ninguém. Fiz uma critica política a uma decisão do prefeito de inverter prioridades, de ao invés de priorizar investimentos na saúde, na atenção básica, decidiu na época destinar R$ 2,8 milhões para uma ONG presidida por sua mãe. Como seu líder, Bolsonaro, o prefeito não consegue viver com o contraditório, com a crítica. Como figura pública deveria saber que é passivo de questionamentos ou aplausos, de qualquer cidadão, quanto as decisões que tomar na gestão da nossa capital. A decisão da justiça, portanto, é injusta, porque interpretou uma crítica política como calúnia. Por isso vou recorrer, pois tenho a consciência de que, como cidadão e agente político, não caluniei e não difamei ninguém e que a reprodução de uma matéria jornalística no Facebook, com comentário opinativo, é assegurado pelos tribunais superiores como liberdade de expressão. Fora disso, o que há é tentativa de intimidação e censura, o que não podemos, como defensores da democracia e da liberdade de opinião, permitir que vire regra em nossa cidade como, aliás e não por coincidência, Bolsonaro tenta impor ao Brasil. Neto não vai me calar!

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Estudo aponta mancha gigante e possível origem do óleo que atinge o Nordeste

30 de outubro de 2019, 14:21

Visão geral de mancha de óleo na praia de Peroba, em Maragogi 17/10/2019 (Foto: REUTERS/Diego Nigro)

(Reuters) - As manchas de petróleo que atingem o litoral do Nordeste brasileiro desde setembro podem ter origem em um grande vazamento abaixo da superfície do mar, afirmou um pesquisador do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens de Satélites (Lapis), vinculado à Universidade Federal de Alagoas (Ufal), após três semanas de processamento de dados. O pesquisador Humberto Barbosa, do Lapis, identificou um “enorme vazamento de óleo, em formato de meia lua, com 55 quilômetros de extensão e seis quilômetros de largura, a uma distância de 54 quilômetros da costa do Nordeste”, localizado no sul da Bahia, de acordo com comunicado publicado nesta quarta-feira no site da instituição. As medidas da mancha citadas no estudo compreendem uma área com tamanho semelhante à da cidade de Fortaleza. Segundo o Lapis, foi identificado um padrão característico de manchas de óleo no oceano que pode explicar a origem da poluição que atingiu o litoral do Nordeste, com base em imagens do satélite Sentinel-1A, da Agência Espacial Europeia (ESA). O laboratório disponibilizou reproduções das imagens em sua página na internet. “Ontem tivemos um grande impacto, pois pela primeira vez, encontramos um assinatura espacial diferenciada. Ela mostra que a origem do vazamento pode estar ocorrendo abaixo da superfície do mar. Com isso, levantamos a hipótese de que a poluição pode ter sido causada por um grande vazamento em minas de petróleo ou, pela sua localização, pode ter ocorrido até mesmo na região do Pré-Sal”, disse Barbosa no comunicado do laboratório. A Marinha disse que a mancha que estaria avançando pelo mar da Bahia não é de óleo, segundo informação do site de notícias G1. A Reuters procurou um representante da Marinha, mas não foi possível falar imediatamente. As manchas de óleo foram identificadas inicialmente no início de setembro, e já atingiram praias ao longo de mais de 2.000 quilômetros desde então. De acordo com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e a Petrobras, o óleo encontrado nas praias brasileiras é venezuelano, e o governo investiga se navios que passaram pelo litoral brasileiro seriam responsáveis pelo incidente. “É como a montagem de um quebra-cabeça, com peças muito dispersas, que são as manchas muito espalhadas pelas correntezas no Litoral do Nordeste do Brasil, principalmente nas faixas costeiras. De repente, você encontra uma peça-chave, mais lógica, foi o que ocorreu ontem ao encontrar essa imagem. Foi a primeira vez que observamos, para esse caso, uma imagem de satélite que detectou uma faixa da mancha de óleo original, ainda não fragmentada e ainda não carregada pelas correntezas”, disse Barbosa.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Astrônomos detectam objeto espacial luminoso com sinais de vida

30 de outubro de 2019, 14:09

(Foto: ESA/Hubble & NASA)

Esta é a quarta vez que os astrônomos do mesmo instituto na Alemanha observam clarões. Astrônomos do Instituto Max Planck de Física Extraterrestre na Baviera, Alemanha, detectaram sinais de vida em um objeto luminoso localizado na NGC 300, uma galáxia próxima à Terra, relata Phys.org. Os mesmos pesquisadores observaram um clarão semelhante de fótons de raios X brandos em 2008. Eles também registraram clarões de luz com características incomuns em 2000 e 2016, embora ainda não tenham realizado pesquisas para determinar a natureza deste objeto misterioso. De acordo com esses especialistas, flutuações periódicas no brilho poderiam ser associadas ao movimento orbital de uma estrela acompanhada por uma anã branca, um remanescente estelar, que pisca periodicamente. Enquanto isso, ao analisar os resultados das observações de três anos atrás, as razões que poderiam explicar o clarão seriam três possíveis objetos espaciais relacionados. Outra explicação possível seria que uma fonte de raios X ultrabrilhante se deve a uma estrela de nêutrons ou um buraco negro visto em um ângulo de inclinação.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Exclusão de grupo no WhatsApp vai parar no Ministério Público de Minas

30 de outubro de 2019, 13:55

Veracidade do documento foi confirmada pela assessoria de imprensa do MPMG. Notificação circula nas redes sociais (Foto: Reprodução da internet/WhatsApp)

Uma notificação inusitada chamou atenção nas redes sociais na manhã desta terça-feira: uma mulher foi notificada para comparecer à Promotoria de Justiça em Barbacena, na Região Central do estado, para prestar explicações sobre os motivos pelos quais excluiu uma pessoa do grupo do WhatsApp. O ofício foi enviado em 14 de outubro e a veracidade do documento foi confirmada pela assessoria de imprensa do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). O documento foi elaborado pelo Promotor de Justiça Luiz Paulo Bhering Nogueira. De acordo com o MPMG, o ofício atende representação apresentada pela Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Ressaquinha, também na região. Uma agente comunitária da equipe de Estratégia Saúde da Família (ESF), que atende a Comunidade do Brito, zona rural de Ressaquinha, teria excluído arbitrariamente uma moradora do grupo de WhatsApp, em que são veiculadas informações sobre o setor de saúde na comunidade. “O grupo é administrado por servidora pública e nele são veiculadas informações relevantes a respeito de políticas públicas de saúde, como datas e horários de atendimentos médicos”, informa a nota. “Pessoas interessadas em seu conteúdo, como usuárias dos serviços públicos de saúde, não podem ser excluídas arbitrariamente do grupo”, aponta o esclarecimento. Uma médica da equipe de Ressaquinha também foi convocada a prestar informações a respeito da suposta recusa no atendimento a alguns cidadãos. De acordo com a assessoria de imprensa do órgão público, trata-se de uma “atuação legítima do Ministério Público, visando assegurar o acesso universal e igualitário às ações e serviços para a promoção, proteção e recuperação da saúde, nos exatos termos preconizados pela Constituição da República”.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Esta é a pose certa para parecer mais sexy nas fotografias, diz estudo

30 de outubro de 2019, 07:24

Agora é só caprichar na pose! (Foto: Reprodução)

Uma equipe de investigadores americanos, suecos e portugueses revelaram, num estudo recente, qual é a pose que faz com que as pessoas pareçam mais sensuais em fotografias. A pose é, nada mais nada menos, que aquela feita pela deusa na pintura renascentista O Nascimento de Vênus, de Sandro Botticelli. Assim: fique de pé, concentre o peso numa das pernas e levante ligeiramente a outra. A cintura deve pender para o lado da perna que apoia o corpo. O corpo do tipo ampulheta já havia sido identificado, em estudos anteriores, como um símbolo de atração e fertilidade.  Para chegar a esta conclusão, os autores do estudo criaram avatares de mulheres em 3D nesta posição. As poses dos avatares foram comparadas à posição de ficar em pé. A pose dos avatares foi avaliada por 68 estudantes universitários heterossexuais (25 homens e 43 mulheres). Os homens consideraram a pose de Vênus mais atraente do que as mulheres, mas ambos os sexos classificaram a posição como sendo mais sensual do que só ficar em pé. Estudos já confirmaram que o formato ampulheta está presente em mulheres tidas como sexy no imaginário popular, como as personagens animadas Betty Boop e Jessica Rabbit.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jessica Senra, âncora do Bahia Meio Dia, da Rede Globo, deu uma aula histórica sobre feminismo

29 de outubro de 2019, 19:13

"Quando faço um comentário lúcido sobre machismo ou homofobia, como aconteceu agora, muita gente se sente representada, se sente tocada, até aprende um pouco mais", pontua a jornalista Jessica Senra (Foto: Reprodução/Instagram).)

Em apenas 50 segundos a jornalista Jessica Senra, âncora do Bahia Meio Dia, da Rede Globo, deu uma aula histórica sobre feminismo e explicou a importância do combate ao machismo e à homofobia. Tudo isso após noticiar um caso de violência em Camaçari, região metropolitana de Salvador, onde Marcelo Macedo, de 33 anos, foi agredido a tiros por beijar outro rapaz em um bar. "Segundo a vítima, o suspeito perguntou a ele, ao Marcelo, se não tinha vergonha de fazer 'isso' na frente de pais de família. 'Isso' era carinho, era beijo. Quer dizer, beijar, fazer carinho em alguém, na cabeça do homofóbico ofende, mas agredir e tentar matar não ofende?! A homofobia é isso, é ignorância, é falta de qualquer lógica. Uma das explicações pra homofobia é que ela tem a ver com o machismo, com a ideia de superioridade do homem sobre a mulher. Perceba que muitos homossexuais são chamados de 'mulherzinha', como se isso fosse ofensivo, como se ser mulher fosse uma ofensa. Porque o modelo de homem na nossa sociedade é baseado na masculinidade viril e agressiva. Os homossexuais mais afeminados, inclusive, são mais discriminados que aqueles que não são. Por isso a gente sempre diz que o combate ao machismo precisa ser de toda a sociedade, porque é uma coisa absolutamente irracional", expôs a jornalista, "Lendária!", diz uma das milhares de postagens que enaltecem a jornalista (Imagem: Reprodução/Twitter). "Percebi a importância de usar um espaço como o que tenho para mostrar um ponto de vista que ainda não é o dominante" O posicionamento da apresentadora, incomum em outros telejornais da emissora, viralizou nas redes sociais e vem sendo replicado desde a semana passada em diversos veículos de comunicação. "Recebi muito amor, apoio e incentivo. E muitas mensagens me tocaram. Muitas. Relatos de LGBTs que têm o medo como companhia diária. Pessoas que se sentem tolhidas no seu direito de manifestar carinho, amor, porque isso pode lhes custar a vida. Percebi a importância de usar um espaço como o que tenho para mostrar um ponto de vista que ainda não é o dominante. Continuamos com a visão machista, racista, homofóbica de mundo de milhares de anos atrás. E essa visão é opressora para a maioria da sociedade. Se a gente parar para pensar, todos nós sofremos pelo menos uma dessas opressões. Apenas homens brancos e heterossexuais estariam fora dessa lista – mas até eles sofrem com a opressão machista, num modelo de masculinidade que é tóxica, que lhes impede de ser sensíveis, que exige a violência como forma de expressão. E isso não é bom para ninguém. Então, já passou da hora de nos desconstruirmos dos valores que nos foram incutidos e nos reconstruirmos como seres humanos mais empáticos e cuidadosos uns com os outros", reflete.   "Já passou da hora de nos desconstruirmos dos valores que nos foram incutidos e nos reconstruirmos como seres humanos mais empáticos e cuidadosos uns com os outros" (Foto: Reprodução/Instagram) No Brasil, há uma morte por LGBTfobia a cada 23 horas Marcelo, que levou quatro tiros em Camaçari, sobreviveu ao ataque. Centenas de outras vítimas de LGBTfobia, não. Um relatório Grupo Gay da Bahia, a mais antiga associação de defesa dos direitos dos homossexuais no Brasil, indica que 420 mortes decorrentes de homicídios e suicídios de LGBTs foram registradas em 2018. De janeiro a maio deste ano, foram 141. Uma média de uma morte a cada 23 horas. "Vejo piadas homofóbicas sendo feitas cotidianamente e, obviamente, elas machucam meus amigos e colegas LGBTs. Isso também é uma forma de violência. Já o machismo, sempre foi o meu companheiro, mesmo quando eu nem sabia identificá-lo. Vou tentando enfraquecê-lo no dia a dia, não apenas com comentários que chamem para a reflexão, mas com a minha própria existência. Quando a mulher ocupa espaços no mercado de trabalho, quando ocupa espaços de poder, quando se faz ser ouvida e mostra o seu potencial, ela está resistindo e provocando mudanças." Jessica Senra e Ayres Rocha apresentaram o Jornal Nacional em setembro, em comemoração aos 50 anos de história do JN (Foto: Reprodução/Instagram) Declaradamente feminista, a apresentadora, que tem quase 20 anos de profissão, conquistou diversos prêmios na área e recentemente ocupou a bancada do Jornal Nacional, diz se inspirar na luta e no trabalho de outras mulheres. "Oprah Winfrey tem uma história de vida incrível, sofreu violências devastadoras e conseguiu transformar isso em força para se tornar uma das mulheres mais influentes do mundo. Aqui na Bahia, temos as heroínas da independência: Maria Quitéria, que se fingiu de homem para lutar no exército brasileiro pela independência: Maria Quitéria, que se fingiu de homem para lutar no exército brasileiro pela independência do Brasil; Joana Angélica, que foi morta ao tentar impedir a entrada dos portugueses num convento durante essas lutas; e Maria Felipa, uma negra que montou um exército de mulheres civis para expulsar os portugueses. No mundo, tenho gratidão a Simone de Beauvoir, ícone do movimento feminista e tantas outras que vieram ao lado e depois dela. E muitas mulheres do meu entorno, colegas de trabalho, amigas, familiares… as mulheres são inspiradoras! Porque se você conversar com qualquer mulher, vai ver que todas elas têm uma história de vida e resistência pra contar."   

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina: Rio do Ouro, um patrimônio que insiste em não ser moribundo

29 de outubro de 2019, 16:30

Um dos principais patrimônios do município vem há anos abandonado (Foto: Notícia Limpa)

Cantado em versos e prosas, o rio que melhor caracteriza a história de Jacobina e seu codinome ‘Cidade do Ouro’ agoniza, apesar de insistir por existir. O lendário e importante Rio do Ouro, outrora responsável em fornecer energia elétrica e água para consumo para a população que teima em subestimá-lo, timidamente e ferido segue combalido, mas perene. Local utilizado para passeios, piqueniques, banhos e até  como ‘lavanderia comunitária’, o leito do Rio do Ouro foi fonte também de riqueza para garimpeiros que buscavam o metal precioso que empresta o seu nome. O sofrimento vem de longe, da época quando não se discutia sustentabilidade, preservação, condutas éticas, consciência ambiental e outros temas relacionados. Passaram-se os intendentes, os coronéis e inúmeros mandatos de prefeitos, e o Rio do Ouro sendo o mesmo, desprezado. Vez ou outra o ‘rei do Parque da Macaqueira’ tenta avisar que não está satisfeito com o tratamento que tem recebido. Em curtos espaços de tempo, considerando o número de acontecimentos, vários transbordamentos aconteceram, provocando destruições e danos materiais. A falta de cuidado com os principais rios que cortam a cidade (do Ouro e Itapicuru) é um problema visivelmente percebido pela população e tem contribuído para o aumento dos estragos após os temporais. Impedida de percorrer seu curso natural a água tende a procurar outros atalhos e, consequentemente, enchentes provocam os prejuízos já conhecidos. Há sempre água fluindo no Rio do Ouro, com colorações diferentes em diversos trechos por conta dos inúmeros despejos de esgotos sem tratamento em seu leito. As grandes e bonitas moradias construídas ao longo de sua margem contrastam com a sua realidade e demonstram que poder aquisitivo não é necessariamente sinônimo de consciência e cidadania. Há anos, inúmeros esgotos são despejados no leito do Rio Em meio a um cenário de poluição e degradação cada vez mais preocupante do rio mais querido da população jacobinense, torna-se mais do que necessário evidenciar o alerta e o pedido de engajamento da população para o cuidado com um dos principais patrimônios do município. É incompreensível que o bem natural com o legado histórico que possui o Rio do Ouro não seja respeitado e preservado. Se faz urgente a retirada da Secretaria Municipal de Transportes da margem do Rio e da entrada do parque onde o mesmo nasce. Não seria mais conveniente a Secretaria do Meio Ambiente funcionar no local? A falta de capina indica sempre uma ‘tragédia anunciada” Estragos causados pela forte chuva do dia 02 de abril de 2019:

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

FACEBOOK

VÍDEOS