NOTÍCIAS EM DESTAQUE


Brasil/Política

Exoneração de Roberto Alvim já está publicada no Diário Oficial

17 de janeiro de 2020, 16:32

Municípios/Eleição 2020

Jacobina: Foi dada a largada da Corrida Eleitoral 2020

17 de janeiro de 2020, 15:04

Shampoo seco. Sim ou não?

12 de janeiro de 2020, 08:57

Produto tem vantagens e desvantagens (Foto: Reprodução)

Oshampoo seco, e a sua função absorvente, já tem uma fiel legião de seguidores. Mas será seguro?  Sim. O que pode acontecer é uma reação alérgica a algum dos componentes do produto, mas não irá causar estragos ao cabelo, apesar dos rumores de que faz cair o cabelo.  Mas atenção. O shampoo seco não substitui uma boa lavagem de cabelo e só deve ser utilizado em casos excepcionais e de maneira localizada. Isto porque, quando mal utilizado, o shampoo pode provocar entupimento dos poros ou irritação no couro cabeludo e pode, também, secar muito o cabelo. 

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Justiça suspende decreto que dava mais poderes a policial rodoviário

11 de janeiro de 2020, 08:08

Agentes em operação em rodovia. Decreto de Bolsonaro previa ampliação das atividades da PRF (Foto: Reprodução)

O juiz substituto Manoel Pedro Martins, da 6ª Vara Cível do Distrito Federal, determinou nesta 6ª feira (10.jan.2020) a suspensão do decreto 10.073/2019, editado pelo presidente Jair Bolsonaro em outubro, que dava mais poderes aos policiais rodoviários federais. O decreto permitia a atuação da PRF (Polícia Rodoviária Federal) em operações de natureza ostensiva, investigativa, de inteligência ou mistas para fins de investigação de infrações penais ou de execução de mandados judiciais, em atuação conjunta com outros órgãos de segurança pública. O pedido para derrubar a norma foi ajuizado pela Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal. O grupo alega “ilegalidade do referido ato normativo, visto que foi editado em contrariedade às funções dadas pela Constituição à PRF”. Na decisão, o juiz destaca que não cabe à categoria, de acordo com o texto constitucional, exercer as funções de polícia judiciária da União, a exemplo da realização de investigação criminal e que tampouco as leis que regem o tema autorizam essa possibilidade. Ação no Supremo A Federação Nacional dos Delegados de Polícia Federal também acionou o STF (Supremo Tribunal Federal) nesta 6ª feira com o intuito de tornar inconstitucional o texto elaborado pelo governo. Segundo a ADI 6296 (Ação Direta de Inconstitucionalidade) apresentada à Corte, a norma usurpa competência da Polícia Judiciária. Além disso, alega que o artigo 6º do decreto viola os princípios da legalidade estrita, da eficiência e da supremacia do interesse público. De acordo com a associação, a cooperação entre as diversas instituições de segurança deve respeitar os limites de atuação de cada polícia, e, conforme a Constituição Federal, compete à Polícia Federal e à Polícia Civil exercer, com exclusividade, as funções de polícia judiciária. A classe aponta, ainda, que a norma cria cenário de insegurança jurídica ao determinar, de maneira genérica, que as operações conjuntas poderão ocorrer em “áreas de interesse da União”, sem especificar quais seriam essas áreas. O ministro Marco Aurélio foi sorteado relator do caso.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Fazer o bem sem olhar a quem

10 de janeiro de 2020, 15:07

*Por Gervásio Lima -  O sentimento de gratidão talvez seja um dos mais nobres da natureza humana. Aflorado geralmente em momentos de alegria e empatia, o reconhecimento é digno dos que buscam e pregam o bem, independente de momento e situação. Agradar é dar prazer e contentamento, muitas vezes momentâneo e individual, beneficiando mais o ego, em detrimento da bondade. Fazer o bem sem olhar a quem e não esperar nada em troca é uma atitude dos fortes, dos que buscam a felicidade plena não apenas para si, mas para o coletivo, mesmo que para isso seja preciso enfrentar a maldade intrínseca dos que pregam a tirania e o desamor. O olhar não deve ser direcionado apenas para ‘umbigos’. Não basta conhecer, é necessário entender as situações para não incorrer no erro do ‘juízo de valor’, aquele baseado no ponto de vista pessoal, a partir de um conjunto particular de valores. Julgar tem sido mais fácil que compreender, alimentando o ódio e a discórdia entre os semelhantes, independente dos ambientes onde estes estão inseridos. Infelizmente o respeito está indo para a ‘cucuia’. O mundo está vivendo momentos sombrios e de incertezas baseados em comportamentos falsos e moralistas, com objetivos claros de disputa de poder para proveitos próprios e de grupos que buscam implantar o que acreditam ser a verdade absoluta, desrespeitando opiniões contrárias ao que pregam. Nunca a blasfêmia e a mentira estiveram tão próximas. A religião e os valores morais têm sido utilizados irresponsavelmente como ‘panos de fundo’ por pseudo-paladinos da ética e da moralidade. O mundo vive uma onda de fake news (notícias falsas), com distribuição deliberada de desinformação e boatos via jornal impresso, televisão, rádio e online, através das mídias sociais. A mentira é aquilo que engana e não corresponde à verdade e entre seus sinônimos estão: engano, falsidade, fraude, embuste, embustice, impostura, farsa, trapaça, lorota, balela, invencionice, invenção, inverdade, novela, calúnia, pretexto, embromação e outros.  Se intimidar com os que vociferam é demonstração de fraqueza. Acreditar no vociferador, idem. Forte é o povo! *Jornalista e historiador

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Pastores brasileiros são presos em Portugal suspeitos de tráfico de pessoas

10 de janeiro de 2020, 13:54

s prisões são resultado de uma investigação feita pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), órgão que trata das questões de imigração no país (Foto: Reprodução)

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) deteve esta quinta-feira, na zona da Amadora, três pastores evangélicos suspeitos da prática dos crimes de associação de auxílio à imigração ilegal e tráfico de pessoas.   Os pastores, dois homens e uma mulher brasileiros, terão alojado cerca de 30 brasileiros, entre elas crianças, num armazém com condições precárias, soube o PÚBLICO. A maioria estava em situação irregular e era forçada a doar o dízimo do seu ordenado à igreja. Além disso, tinham de pagar o alojamento onde se encontravam, um espaço com divisões em pladur ​sem privacidade, com casas de banho comuns e fracas condições de salubridade. Os três pastores foram presentes esta sexta-feira a tribunal para interrogatório e aplicação de medidas de coação. Numa nota de imprensa, o SEF refere que “os cidadãos estrangeiros, angariados pela organização religiosa no país de origem, encontravam-se na sua maioria em situação irregular em Portugal, a exercer atividade laboral subordinada sem o necessário título jurídico válido”. O gabinete de imprensa, porém, não quis especificar pormenores por o caso estar em segredo de justiça.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Café da manhã é importante? 8 Mitos e verdades sobre a refeição

10 de janeiro de 2020, 08:10

Sabe-se que o desjejum é muito importante, mas muitas dúvidas surgem quando se trata da primeira refeição do dia. A Dra. Marcella Garcez nos ajuda a identificar o que é e o que não é verdade (Foto: Reprodução)

Muitas vezes nossa rotina é corrida, e acabamos por negligenciar o café da manhã, seja pulando a refeição ou comendo qualquer coisa na rua – geralmente algo de baixa qualidade nutritiva. Afinal, aquele jargão que diz que o café da manhã é a refeição mais importante é realmente verdadeiro? A Dra. Marcella Garcez, médica nutróloga e professora da Associação Brasileira de Nutrologia, nos ajuda a tirar as principais dúvidas sobre a refeição matutina; saiba o que é mito e o que é verdade. O café da manhã é a refeição mais importante do dia: Depende. Não necessariamente. Segundo a Dra. Marcella Garcez, existem evidências de que o jejum matinal pode liberar radicais livres que pioram a atividade pancreática e, ao longo do tempo, mesmo com a redução do peso corporal, aumenta o percentual de gordura abdominal. “Por outro lado, outros estudos relatam exatamente o contrário. Por isso, é provável que seja um sinal de que essa é uma situação que depende de respostas individuais de cada organismo”, diz a médica. Portanto o café da manhã é uma das refeições importantes do dia e pode ser indispensável de acordo com as características e necessidades individuais de cada organismo. Pular a refeição pode provocar mal-estar por conta do baixo índice glicêmico? Verdade. “Mesmo após uma longa noite de sono, o corpo continua funcionando e gastando energia. Por isso, se a pessoa tem muitas atividades pela manhã – intelectuais ou físicas –, não é aconselhável pular o café da manhã, podendo ocorrer alterações na glicemia que podem causar enjoos, tontura e mal-estar.” Tomar café da manhã é essencial para a perda de peso: Mito. Ainda que quebrar o jejum antes de iniciar as atividades seja recomendável, não fará perder os quilos de forma mágica. “O que é, de fato, necessário, é combinar a rotina de exercício adequada com os alimentos ideais e na quantidade certa”, afirma. Pular a refeição aumenta a chance de colesterol? Verdade. “O jejum matinal libera radicais livres que pioram a atividade da insulina, aumentam o perfil inflamatório e podem levar à evolução do colesterol e aumentar o risco de doenças cardíacas”, explica a Dra. Marcella. Deve-se evitar os carboidratos no café da manhã para evitar o ganho de peso: Mito. "Os carboidratos são um tipo de nutriente e, como tal, devem estar presentes em todas as refeições. A principal função deste macronutriente é fornecer energia, logo, ingeri-los durante a manhã é muito importante para conseguirmos realizar as atividades do dia.” Um bom desjejum é um combustível para o cérebro: Verdade. “Os neurônios utilizam a glicose como principal substrato energético, portanto, o café da manhã contribui para a realização de atividades que demandem atenção e raciocínio”, destaca. Alimentar-se de manhã é uma estratégia para reduzir a ingestão de calorias ao longo do dia e melhorar a qualidade da dieta: Verdade. “Se o café da manhã for adequado e equilibrado, seguido de refeições igualmente equilibradas, mas de menor densidade calórica, pode contribuir para compor um bom hábito alimentar. Evitar o café da manhã aumenta a ansiedade de comer, o que provoca fome e desejo por alimentos calóricos, como doces, frituras, salgados e alimentos industrializados. Já quem está satisfeito através de um desjejum equilibrado, tende a fazer refeições mais saudáveis ao longo do dia.” Para quem realiza atividade física pela manhã, o café da manhã é essencial e melhora a performance? Depende. “Existem pessoas que treinam em jejum sem grandes consequências negativas. Porém, no geral, praticar atividade física de alta intensidade leva ao consumo de glicogênio hepático. Dessa forma, com a continuidade do treino, o glicogênio muscular é gasto e, posteriormente, as proteínas começam a ser consumidas para fazer neoglicogenese.” Por fim, a Dra. Marcella esclarece o que seria um café da manhã saudável e benéfico para qualquer pessoa. “Um café da manhã saudável tem todos os macronutrientes em equilíbrio, ou seja, proteínas de alto valor biológico, como ovos, queijos magros, iogurtes, proteínas de soja e grão de bico; carboidratos saudáveis, como cereais integrais, aveia, frutas; além de gorduras boas como sementes oleaginosas e azeite de oliva. O acompanhamento nutrológico é essencial para uma dieta saudável e que atenda às necessidades de cada indivíduo”, finaliza.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Papa lamenta que o ano tenha começado com tensões e violência no mundo

09 de janeiro de 2020, 16:22

Francisco manifestou preocupação com os sinais vindos do Oriente Médio após a escalada de tensão entre Irã e Estados Unidos.

OPapa Francisco lamentou nesta quinta-feira que o início do ano tenha ficado marcado pela "intensificação de tensões e violência", manifestando preocupação com os sinais vindos do Oriente Médio após a escalada da tensão entre Irã e Estados Unidos. Francisco fez estas declarações durante o tradicional encontro do início de ano com o corpo diplomático do Vaticano, que serve para fazer um balanço do ano anterior e denunciar conflitos e desigualdades no mundo. Para o Papa, essas tensões estão "colocando em risco todo o lento processo de reconstrução no Iraque" e denunciou que as mesmas podem "criar a base para um conflito de maior escala que todos desejam que seja evitado". Diante disso, Francisco renovou o seu apelo a todas as partes envolvidas "para evitar o aumento do confronto e a manter acesa a chama do diálogo e do autocontrole, em pleno respeito da legalidade internacional". Diante dos embaixadores dos 183 países com os quais o Vaticano mantém relações, o Papa disse que "infelizmente, o Ano Novo não parece ter sido marcado por sinais encorajadores, mas sim por uma intensificação de tensões e violência". Entre outros assuntos, Francisco voltou a falar no seu discurso da questão do abuso infantil por membros do clero, que descreveu como "crimes muito graves" e "crimes que ofendem a Deus, causam danos físicos, psicológicos e espirituais às vítimas e ferem a vida de comunidades inteiras". O Papa reiterou que, depois da reunião da hierarquia da Igreja Católica no Vaticano em fevereiro, a Igreja "renova o seu compromisso de investigar os abusos cometidos e garantir a proteção dos menores" e que seja enfrentado tanto no campo do direito canônico como através da colaboração com autoridades civis, locais e internacionais". Francisco também abordou a necessidade de "reacender o compromisso para e com as gerações jovens" e deu o exemplo do compromisso de muitos jovens com a questão das mudanças climáticas. O Papa se mostrou preocupado com a multiplicação de crises políticas nos países latino-americanos e afirmou que, embora tenham raízes diferentes, têm em comum profundas desigualdades, injustiças e corrupção endêmica. Ele ainda apelou aos líderes políticos desses países para "se esforçarem para restaurar urgentemente uma cultura de diálogo" e reforçar "instituições democráticas e promover o respeito pelo Estado de direito, a fim de evitar desvios não democráticos, populistas e extremistas". Também lembrou "a urgência de que toda a comunidade internacional, com coragem e sinceridade e no respeito ao direito internacional, confirme novamente o seu compromisso de sustentar o processo de paz entre israelitas e palestinos", e denunciou o que descreveu como "o manto de silêncio que tenta cobrir a guerra que destruiu a Síria durante esta década". O Papa também mencionou o conflito no Iémen e o sofrimento de sua população e considerou "necessário lembrar que existem milhares de pessoas no mundo, com pedidos legítimos de asilo e necessidades humanitárias e de proteção comprovadas, que não são adequadamente identificadas". "Muitos arriscam as suas vidas em viagens perigosas por terra e principalmente por mar. Continua-se a notar, com dor, que o Mar Mediterrâneo ainda é um grande cemitério", disse, acrescentando que é "cada vez mais urgente que todos os Estados assumam o controle do responsabilidade de encontrar soluções duradouras". Francisco reiterou a mensagem que lançou durante a sua visita ao Japão, de que um mundo "sem armas nucleares é possível e necessário" e que "aqueles com responsabilidades políticas devem estar plenamente cientes disso". Concluiu referindo-se ao fato de que este ano é o quinto centenário da morte de Rafael Sanzio e destacou que o pintor italiano renascentista dedicou numerosas pinturas à Virgem Maria. Esse detalhe o levou a direcionar uma memória específica a todas as mulheres, 25 anos após a Quarta Conferência Mundial das Nações Unidas sobre as Mulheres, realizada em Pequim em 1995, desejando que "no mundo inteiro fosse reconhecido cada vez mais o precioso papel das mulheres na sociedade e cesse qualquer forma de injustiça, desigualdade e violência contra estas".

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Sabia que escovar os dentes logo após refeição não é aconselhável?

09 de janeiro de 2020, 16:18

O hábito pode danificar o esmalte dos dentes. (Foto: Reprodução)

Provavelmente nem pensa nisso, mas alguns hábitos corriqueiros podem acarretar consequências nada benéficas para a saúde bucal, ameaçando o lado estético do sorriso e a função mecânica dos dentes.  O esmalte dental é a parte mais dura do organismo e a única proteção real que os dentes têm contra ataques externos, principalmente da placa bacteriana. Por esta razão, preservá-lo é fundamental para manter o seu sorriso saudável, segundo o UOL. Não é novidade que fumar é definitivamente um dos piores hábitos para os seus dentes, mas existem outros, que podem não ser assim tão óbvios... Mas, afinal por que não devo escovar os dentes logo após comer? A recomendação de escovar os dentes logo após as refeições deve-se ao fato de que alguns alimentos, como batatas fritas, sucos cítricos, bebidas com gás e alcoólicas, são ácidos. "O problema é que o esmalte começa imediatamente a perder cálcio, o que torna o dente menos rígido, e a escovação só piora a situação", explica Carlos Llondra Calvo, da Universidade de Granada, em Espanha O profissional recomenda aguardar entre 20 a 30 minutos para escovar os dentes, o tempo necessário para que o ácido seja neutralizado e o cálcio que se encontra dissolvido na saliva volte a fixar-se ao esmalte. O mesmo ocorre com o vômito. Sim, leu bem. Ainda que vomitar deixe uma sensação e gosto extremamente desagradáveis na boca, a melhor opção é não lavar os dentes de imediato.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Justiça libera políticos usarem músicas sem permissão e irrita artistas

09 de janeiro de 2020, 08:21

A Justiça liberou políticos usarem músicas de artistas em suas campanhas e isso irritou a classe artística (Foto: Reprodução/Instagram)

Uma decisão recente da Justiça vai fazer com que as eleições municipais deste ano soem mais familiares. Políticos, a partir de agora, estão liberados para fazer paródias com qualquer canção - mesmo sem autorização dos autores. É o desfecho de algo que começou há seis anos, quando Roberto Carlos apareceu numa churrascaria, cantando que havia voltado, "agora pra ficar", num comercial da Friboi. Foi um mico, já que o Rei, que não come carne, nem sequer tocou no bife à sua frente. Mas a propaganda gerou outra controvérsia –isso porque o único que se deu bem com a peça foi Tiririca, do PL paulista. Ele fez uma paródia da música - "O Portão" - e da cena, cantando de branco, em frente a um piano e um prato de carne, que "Brasília é seu lugar". O humorista angariou mais de 1 milhão de votos e foi eleito deputado federal como o segundo mais votado de São Paulo. Tiririca, que não foi encontrado para comentar o caso, não pediu autorização aos detentores dos direitos da música, e por isso acabou processado pela gravadora EMI. No fim do ano passado, o caso foi julgado pelo Superior Tribunal de Justiça, que decidiu a favor do deputado, contrariando as instâncias anteriores. "Essa decisão faz jurisprudência, vai ser usada como precedente", diz Leo Wojdyslawski, advogado especializado em propriedade intelectual, que trabalhou no caso ao lado da gravadora. "Agora, qualquer pessoa vai pegar qualquer música, botar qualquer letra e falar que é paródia." Naturalmente, a decisão não foi bem recebida entre os autores. "Isso é roubo e revanchismo", tuitou a cantora Zélia Duncan, quando soube da notícia, gerando milhares de reações na internet. Na visão dela, este é mais um caso recente de retaliação à classe artística. "Tudo que vem deste governo e é relacionado aos artistas vem com um clima covarde de revanche. Então, eles vão até ter prazer de pegar músicas de artistas que eles querem retaliar para fazer paródia. Tá na cara. Isso é apropriação indébita", ela afirma. O ganho de Tiririca no caso tem um resultado prático bastante provável, que é o impulsionamento da produção de paródias e sátiras nas eleições deste ano. Mas a decisão da Justiça vem de uma discussão teórica mais complexa. A legislação garante que a paródia é exceção nos direitos autorais. "A paródia tem que ter dois elementos contraditórios simultâneos. Tem que lembrar a música original, mas o ouvinte também tem que constatar que não é a original", diz Flávio Jardim, advogado de Tiririca no caso. Necessariamente, as paródias também têm de ter um teor cômico. No caso de Tiririca e Roberto Carlos, a letra "Eu voltei, agora pra ficar/ Porque aqui, aqui é meu lugar" virou "Eu votei, de novo eu vou votar/ Tiririca, Brasília é o seu lugar". "A paródia sempre tem duas finalidades. A primeira é provocar riso, e a segunda é um interesse que pode ser, por exemplo, comercial –como na televisão", diz Jardim. "A nossa alegação é que a finalidade dela [no caso, o uso eleitoral] não faz com que ela deixe de ser uma paródia." A tendência, portanto, é que a partir das próximas eleições os jingles apelem para o humor, justamente para que músicas conhecidas possam ser usadas como paródias, agora com garantia jurídica. "Toda obra só pode ser usada por terceiros com autorização. A exceção é a paródia", diz Wojdyslawski. "Então, tudo que for colocado no contexto humorístico você vai pode dizer que é paródia - e, portanto,ficar livre dos direitos autorais." Na política, paródias são comuns em campanhas menores que, pela baixa exposição, correm menos risco de sofrer processo. Também porque são mais baratas do que um jingle original de qualidade. Paródias de músicas conhecidas, contudo, podem trazer vantagens. Elas são mais facilmente identificadas e soam mais familiares ao eleitores. Em 2018, por exemplo, uma paródia de "Let It Be", clássico dos Beatles, com menções religiosas e a expressão "ele sim" no refrão, viralizou a ponto de ser compartilhada pelo próprio então candidato do PSL à presidência, Jair Bolsonaro. Na mesma época, o cantor Leoni, ex-parceiro de Paula Toller no Kid Abelha, fez uma versão da música "Pintura Íntima", de autoria dos dois, em campanha para Fernando Haddad, do PT. Por uso indevido, Toller moveu e ganhou uma ação contra o candidato, o partido e o ex-namorado. Reações de descontentamento parecidas também foram bastante comuns nos Estados Unidos. Desde 2016, ano da eleição de Donald Trump, dezenas de músicos acusaram o presidente americano de usar indevidamente suas canções em eventos ou peças de campanha - não como paródias, mas como reprodução das obras originais. Entre eles estão Rihanna, Elton John, Rolling Stones, Adele, Guns N' Roses e Queen. À frente da Associação Procure Saber, que representa alguns dos maiores músicos e autores da música brasileira, Paula Lavigne vê o caso como uma "confusão jurídica". "Em nome da liberdade de expressão, a lei de direito de autor estabelece a exceção da paródia, mas ela não é absoluta. A própria lei que permite a paródia garante ao autor o direito de se opor a atos quepossam atingi-lo ou prejudicá-lo em sua reputação ou honra." Segundo o grupo, a paródia que não respeita essas garantias provoca um dano moral ao compositor. "Um autor tem o direito de querer que não usem sua obra com essa finalidade", diz Lavigne. "O autor da paródia estaria ludibriando seu eleitor, que vai associar a mensagem política com a personalidade de um artista de grande notoriedade ou com uma música que tem apelo popular." É cedo para saber o impacto nas eleições de 2020. Mas não se assuste ao se deparar com paródia de Chico Buarque na campanha de um candidato conservador ou uma música do Ultraje a Rigor com letra fazendo campanha para o PT. "Ninguém quer ter sua música alterada para enaltecer alguém que você não admira", diz Zélia Duncan. "Fazer jingle é legítimo, mas, se apropriar de músicas para enaltecer políticos que não nos representam é roubo e retaliação."

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

”Imprecionante”: erro de ortografia do ministro da Educação repercute

09 de janeiro de 2020, 08:00

(Foto: Reprodução)

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, voltou a ser assunto nas redes sociais, nesta quarta-feira (8/1), graças a um erro de ortografia. Ao responder um tuíte do deputado federal Eduardo Bolsonaro (SP), grafou a palavra "impressionante" com c. O parlamentar havia tuitado sobre a necessidade de se realizarem pesquisas a respeito do uso defensivo de armas de fogo. O ministro, então, respondeu: "Caro @BolsonaroSP, agradeço seu apoio. Mais imprecionante: não havia a área de pesquisa em Segurança Pública. Agora, em mestrados, doutorados e pós doutorados poderão receber bolsas para pesquisar temas, como o mencionado por ti, que gerem redução da criminalidade". Em questão de minutos, o erro virou motivo de comentários e críticas ao ministro. Veja algumas reações: https://twitter.com/pablovillaca https://twitter.com/camilla_lucc https://twitter.com/bielvaquer "Paralização" e "suspenção" Erros de português já chamaram a atenção para Weintraub anteriormente. Em agosto do ano passado, foi divulgado um documento assinado por ele e dirigido ao ministro da Economia, Paulo Guedes, no qual as palavras "paralisação" e "suspensão" estavam grafadas "paralização" e "suspenção", respectivamente. Na ocasião, o ministro da Educação se defendeu dizendo que não havia escrito as palavras de maneira errada, mas "lido e deixado passar". Ele também destacou nas redes sociais erros de português encontrados em reportagens de alguns dos veículos de comunicação que repercutiram a história.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

As piores senhas de 2019: a sua está na lista?

08 de janeiro de 2020, 14:05

(Foto: Reprodução)

Analisando 500 milhões de senhas que vazaram em ataques durante 2019, a empresa Nordpass concluiu que as senhas “12345”, “123456” e “123456789” foram as combinações mais frequentes. Entre todas as senhas expostas, as compostas por sequências numéricas foram utilizadas por total de 6,3 milhões de contas. Por conta disso, a ESET  alerta sobre o perigo de senhas fracas.  A tabela disponibilizada pela Nordpass está recheada de senhas fracas, como : “asdf”, “qwerty”, “iloveyou”, entre outras. A lista completa com as 200 senhas mais populares de 2019 está disponível no site da empresa, mas as 5 principais foram as abaixo: © Fornecido por 33giga Você usa alguma dessas senhas? Se você está usando algumas das senhas da lista, a ESET recomenda alterá-las imediatamente. Para aqueles que não sabem por onde começar, abaixo, a empresa destaca algumas dicas de como proteger sua conta adequadamente: – Crie senhas completas. Utilize letras, números e símbolos (@#%;). – Evite usar datas de nascimento, nomes de times de futebol, parentes ou amigos, ou combinações muito simples ou sequenciais. – Não use a mesma senha para todas as contas, pois a partir do momento que o criminoso consegue descobrir essa senha, ele é capaz de acessar todas as suas contas e/ou serviços. – Não lembra de todas as senhas? Vale utilizar um gerenciador – programa que criptografa e armazena todas as suas chaves de acesso, sem a necessidade de uma conexão com a Internet. – Use o duplo fator de autenticação. Ele nada mais é do que uma proteção extra para seus aparelhos e contas.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Criada bateria que faz celular funcionar por cinco dias seguidos

07 de janeiro de 2020, 10:59

A nova bateria tem potencial para alimentar um smartphone por cinco dias consecutivos ou permitir que um veículo elétrico percorra mais de 1.000 km sem precisar de reabastecimento. (Foto: Reprodução)

Pesquisadores da Universidade Monash (Austrália) estão perto de comercializar a bateria de lítio-enxofre (Li-S) mais eficiente do mundo, que pode superar as atuais líderes de mercado em mais de quatro vezes e alimentar a Austrália e outros mercados globais no futuro. O estudo sobre a novidade foi publicado na revista "Science Advances” no início deste ano. Mahdokht Shaibani, do Departamento de Engenharia Mecânica e Aeroespacial da Universidade Monash, liderou uma equipe de pesquisa internacional que desenvolveu uma bateria Li-S de capacidade ultra-alta, com melhor desempenho e menos impacto ambiental do que os atuais produtos de íons de lítio. A nova bateria tem potencial para alimentar um smartphone por cinco dias consecutivos ou permitir que um veículo elétrico percorra mais de 1.000 km sem precisar de reabastecimento. Os pesquisadores têm uma patente registrada aprovada para seu processo de fabricação, e as células protótipo foram fabricadas com sucesso pelos parceiros alemães de pesquisa e desenvolvimento do Fraunhofer Institute for Material and Beam Technology. Desenho reconfigurado Alguns dos maiores fabricantes mundiais de baterias de lítio na China e na Europa manifestaram interesse em aumentar a produção, com mais testes a serem realizados na Austrália no início deste ano. Usando os mesmos materiais em baterias de íon-lítio padrão, os pesquisadores reconfiguraram o desenho dos cátodos de enxofre para que pudessem acomodar cargas de tensão mais altas sem uma queda na capacidade ou no desempenho geral. Inspirada na arquitetura de ponte exclusiva registrada pela primeira vez no processamento de detergente em pó nos anos 1970, a equipe projetou um método que criava ligações entre partículas para acomodar cargas de estresse mais altas e fornecer um nível de estabilidade nunca visto em nenhuma bateria até o momento. O desempenho atraente, junto com os custos de fabricação mais baixos, o suprimento abundante de material (a Austrália tem grandes reservas de lítio), a facilidade de processamento e a pegada ambiental reduzida tornam esse novo desenho de bateria atraente para futuras aplicações do mundo real, de acordo com o professor associado Matthew Hill. “Essa abordagem não apenas favorece métricas de alto desempenho e longa vida útil, mas também é simples e extremamente barata de fabricar, usando processos à base de água, e pode levar a reduções significativas de resíduos ambientalmente perigosos”, avaliou Hill.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Ranking das 20 companhias aéreas mais seguras não tem brasileiras

07 de janeiro de 2020, 08:53

Nenhuma brasileira -aliás, nenhuma latino-americana- figurou no top 20 deste ano. (Foto: Reprodução)

O site especializado AirlineRatings divulgou seu tradicional ranking das 20 companhias aéreas mais seguras para 2020, e não causou surpresa o fato de a australiana Qantas estar na liderança.   O último acidente com mortes envolvendo a quase centenária Qantas ocorreu em 1951, quando três pessoas morreram após a queda de um avião da empresa na Papua Nova Guiné. Desde então, a companhia registrou incidentes, é verdade, porém nenhum deles com vítimas. No mês passado, a Qantas anunciou a escolha do Airbus A350 como a aeronave que irá realizar os voos ultralongos de Sydney para Londres e Nova York que a companhia planeja a partir de 2022. A decisão foi mais uma má notícia para a Boeing, que estava no páreo com a nova geração do 777. Entre os critérios utilizados para compor a lista estão dados de auditorias de órgãos reguladores e associações do setor, dados de acidentes e incidentes e a idade da frota usada pelas companhias. Criado em 2013, o site avaliou 409 empresas nesta edição do ranking. "Todas as companhias aéreas têm incidentes todos os dias, e muitos são questões de fabricação da aeronave ou do motor, não problemas operacionais da companhia. E é a forma como a tripulação lida com incidentes que separa uma boa empresa de uma insegura. Então apenas agrupar todos os incidentes seria enganador", afirmou Geoffrey Thomas, editor-chefe do site, na apresentação da lista. "Nossas 20 companhias mais seguras estão sempre na vanguarda da inovação, excelência operacional e no lançamento de aviões mais avançados como o Airbus A350 e o Boeing 787." Nenhuma brasileira -aliás, nenhuma latino-americana- figurou no top 20 deste ano. Outras ausências destacadas são de duas grandes europeias, a British Airways e a Air France, além das três maiores americanas: American, United e Delta. As três companhias do Golfo -Etihad, Emirates e Qatar-, que costumam se revezar no topo dos rankings de melhor aérea do mundo, também se destacam no quesito segurança.Veja abaixo o ranking completo das 20 companhias mais seguras do mundo, segundo o AirlineRatings: Qantas (Austrália) Air New Zealand (Nova Zelândia) EVA Air (Taiwan) Etihad (Emirados Árabes) Qatar Airways (Qatar) Singapore Airlines (Singapura) Emirates (Emirados Árabes) Alaska Airlines (EUA) Cathay Pacific (Hong Kong) Virgin Australia (Austrália) Hawaiian (EUA) Virgin Atlantic (Reino Unido) TAP Portugal SAS (Suécia, Dinamarca e Noruega) Royal Jordanian (Jordânia) Swiss (Suíça) Finnair (Finlândia) Lufthansa (Alemanha) Aer Lingus (Irlanda) KLM (Holanda)

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Justiça multa Facebook em R$ 6,6 mi por compartilhar dados de usuários

OMinistério da Justiça e da Segurança Pública (MJSP) decidiu multar o Facebook em R$ 6,6 milhões por compartilhamento indevido de dados de usuários cadastrados na rede social. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) nesta segunda-feira, 30.

A multa, aplicada pelo Departamento de proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), órgão do MJSP, acontece após investigação que identificou “prática abusiva” por parte da empresa de tecnologia, que teria deixado vulneráveis dados de 443 mil usuários.

Segundo nota publicada no site da pasta, “o caso começou a ser investigado após notícia veiculada pela mídia, em 4 de abril de 2018, informando que os usuários do Facebook, no País, poderiam ter sofrido com o uso indevido de dados pela consultoria de marketing político Cambridge Analytica”, que ganhou notoriedade global por ter trabalhado na campanha presidencial de Donald Trump, nos Estados Unidos, e também para a campanha do Brexit, como é conhecido o processo de saída do Reino Unido da União Europeia.

Pelo Twitter, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, destacou a decisão do ministério e afirmou que “as redes revolucionaram a forma pela qual nos comunicamos e expressamos, mas há questões sobre privacidade a serem consideradas”. O Facebook tem dez dias para recorrer da decisão.

VÍDEOS