Por que a maçã é o fruto proibido se ela sequer é citada na Bíblia?

28 de fevereiro de 2018, 11:42

No terceiro capítulo de Gênesis, o primeiro livro Bíblico, uma serpente persuade Eva e Adão a comerem o fruto proibido da árvore que está no meio doJ do Éden. Deus havia liberado todos os outros frutos, menos o dessa árvore específica. Em nenhum momento, entretanto, fica explícito qual seria esse fruta. Então, por que a maçã acabou se tornando o símbolo do proibido? Tudo aconteceu por conta de um escritor e poeta inglês chamado John Milton. Em 1667, ele lançou uma de suas obras-primas: “Paraíso Perdido”. Trata-se de um poema épico escrito na época em que Milton já estava cego, entre 1658 e 1664. Acredita-se que a cegueira do autor tenha sido causada por um deslocamento de retina ou por um glaucoma, mas o motivo exato é incerto. Nesse longo poema, que tem mais de 10 mil linhas, Milton fala de uma das principais histórias da Bíblia, justamente a de Adão e Eva. Na obra, por duas vezes, o autor cita o fruto proibido como sendo a maçã, por mais que isso não seja falado na Bíblia. E isso aconteceu por conta de um problema de tradução. Livro "Paraíso Proibido", publicado em 1667, ajudou a consolidar a ideia da maçã como fruto proibido Voltando mais no tempo, o papa Dâmaso I, que teve o pontificado entre os anos 366 e 384 d.C., solicitou que um de seus principais escribas, Jerônimo, traduzisse a Bíblia hebraica para o latim. Acontece que, nessa língua, tanto “mal” quanto “maçã” possuem a mesma grafia: “malus”. Antes disso, o fruto proibido era encarado sob a forma de diferentes frutas: figo, romã, uva, damasco e cidra são algumas delas. Até mesmo o trigo podia ser o responsável pela expulsão de Adão e Eva do Paraíso. Na Bíblia hebraica, a palavra original é “peri”, que é realmente traduzível como “fruto”. Aconteceu que Jerônimo resolveu traduzir essa expressão como “malus”, já que, poderia tanto significar o “mal” quanto a “maçã”, ainda que pudesse fazer referência, na época, a outros frutos carnudos, como a pera e o figo. O Teto da Capela Sistina, uma das obras-primas de Michelangelo, traz uma serpente enrolada em uma figueira. Essa obra foi pintada entre 1508 e 1512. Um pouquinho antes, em 1504, o desenhista alemão Albrecht Dürer representou o primeiro casal ao lado de uma macieira e acabou se tornando uma referência para os futuros retratistas da Bíblia. A publicação de “Paraíso Proibido”, no século seguinte, consolidou a figura da maçã com o “verdadeiro” fruto do pecado original, sem que, é claro, isso seja especificado na Bíblia. Desenho de Albrecht Dürer, de 1504, mostrando Adão e Eva comendo uma maçã, acabou se tornando uma referência

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Pesquisa revela que Brasil tem 12,7 milhões de desempregados

28 de fevereiro de 2018, 11:14

Na comparação com o mesmo período do ano anterior, houve aumento de 2,1% no nível de ocupação, com 1,8 milhão a mais de pessoas. A taxa de desemprego ficou em 12,2% no trimestre encerrado em janeiro, o que representa 12,7 milhões de pessoas desocupadas. O índice é estável na comparação com o trimestre anterior, de agosto a outubro de 2017. Os dados estão sendo detalhados hoje (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que divulga a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio - Pnad Contínua. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, entre novembro de 2016 e janeiro de 2017, a taxa apresentou queda de 0,4 ponto percentual. A população desempregada ficou em 12,7 milhões de pessoas e o nível de ocupação no país é de 54,2%, num total de 91,7 milhões de pessoas. Na comparação com o mesmo período do ano anterior, houve aumento de 2,1% no nível de ocupação, com 1,8 milhão a mais de pessoas. Também na comparação com o trimestre móvel de novembro de 2016 a janeiro de 2017, o IBGE mostra que houve queda de 1,7% no número de trabalhadores com carteira assinada, o que corresponde a 562 mil pessoas. Os empregados sem carteira assinada subiram no período 5,6%, abrangendo 581 mil pessoas. Com informações da Agência Brasil.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Petrobras anuncia alta de 1,5% no preço da gasolina

28 de fevereiro de 2018, 11:06

O valor médio nacional do litro do diesel A será de R$ 1,8017, queda de 1,03% sobre o valor atual, de R$ 1,8205. A Petrobras anunciou que, com o reajuste que entrará em vigor nesta quinta-feira (1º), o preço médio do litro da gasolina A sem tributos nas refinarias será de R$ 1,6023, aumento de 1,5% sobre o que vigente, de R$ 1,5786. O valor médio nacional do litro do diesel A será de R$ 1,8017, queda de 1,03% sobre o valor atual, de R$ 1,8205. A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho de 2017. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores. Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente. Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais. Com informações do Estadão Conteúdo.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

10 formas de limpar panelas queimadas sem fazer esforço

28 de fevereiro de 2018, 10:14

Veja essas dicas caseiras. Para tirar o grude de queimado das panelas, invista em alguma destas 10 técnicas caseiras simples que o UOL listou. Veja: 1 - Encha a panela com água, coloque bicarbonato de sódio (1 colher de sopa) e deixe de molho. Se o queimado for grande, você pode aquecer um pouco (sem ferver) ou deixar da noite para o dia. 2 - Para utensílios de inox e alumínio, encha com água e adicione 4 colheres (de sopa) de vinagre branco de álcool -- use essa medida nas panelas médias; para maiores, pode usar mais vinagre. Leve ao fogo e deixe ferver. Espere esfriar e lave normalmente, esfregando o que restou com esponja de aço e saponáceo cremoso. 3 - Peças de alumínio e inox também podem ficar de molho de um dia para o outro, com água e detergente. Na manhã seguinte, acrescente bicarbonato de sódio e saponáceo cremoso para fazer uma pasta grossa. Com uma esponja dura, esfregue o queimado. 4 - No inox, esprema o suco de 1 ou 2 limões e deixe de molho por um tempo. Na sequência, lave a panela normalmente. 5 - Coloque 1 colher de chá de bicarbonato em 1 litro de água e deixe ferver. Acrescente, então, 2 colheres (sopa) de vinagre branco e ferva por mais um tempinho. Quando esfriar, lave normalmente com esponja e detergente. 6 - Espalhe bastante detergente, encha com água (até sobrepor as marcas de queimado) e cubra com uma folha de papel-toalha. Deixe de molho por uma hora. Tire um pouco da água e esfregue o papel-toalha para retirar a sujeira. 7 - Pão amanhecido pode ser usado principalmente em marcas de gordura queimada, mas não use em teflon. 8 - Refrigerantes removem queimados menores. Despeje o líquido na peça e aqueça-a. Depois, basta uma esponja para retirar a sujeira. 9 - Aplique álcool 70º com a ajuda de um borrifador. 10 - Em casos extremos, se nada funcionar, você pode apelar para soluções mais fortes ou produtos à base de amônia.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Garrafa com carta jogada no mar por velejador é achada em praia no RS

28 de fevereiro de 2018, 09:46

Martin Finkbeiner teve a ideia de lançar a garrafa ao mar quando estava de passagem pela Ilha de Santa Helena, perto da costa da África. Dois estudantes encontraram uma garrafa com mensagens escritas em inglês e alemão jogada no mar há pelo menos cinco anos pelo velejador Martin Finkbeiner. O objeto foi encontrado na praia do Cassino, em Rio Grande, na Região Sul do Rio Grande do Sul. Camila Silveira, de 17 anos, conta que estava com o amigo Renan Elkuri, também de 17 anos, quando viu a garrafa. "Eu disse: 'olha lá, Renan, uma garrafa!' E ele brincou comigo dizendo: 'só falta ter uma carta dentro'", lembra a jovem. Segundo o G1, os dois pegaram a carta e foram atrás das traduções. Na internet, os amigos encontrar o velejador alemão, que entre 2010 e 2013 se aventurou em uma volta ao mundo em um veleiro. Martin Finkbeiner teve a ideia de lançar a garrafa ao mar quando estava de passagem pela Ilha de Santa Helena, perto da costa da África. "Lembro as primeiras palavras que ele falou quando eu mandei a foto para ele da carta. Ele falou: 'uau, a carta chegou'", conta Renan. O velejador alemão fez um vídeo para enviar aos brasileiros. Nas imagens, Martin diz que quis mostrar que tudo que jogamos nos oceanos acaba parando em algum lugar. Ele repassa a lição em palestras para alunos de escolas da Alemanha. Na carta, Martin também havia escrito uma declaração de amor para a namorada que tinha em 2013. O autor pedia que quem achasse o texto deveria enviá-lo para a Alemanha. Só que cinco anos depois, o relacionamento terminou e os planos mudaram. "Ele nos disse: 'peço que não mandem a carta para o endereço que eu indiquei, pois não somos mais um casal'", explica Renan. Martin planeja agora uma nova viagem, dessa vez com uma parada em Rio Grande para conhecer os estudantes que encontraram sua carta.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Força Aérea dos EUA anuncia guerra no espaço

28 de fevereiro de 2018, 09:40

O orçamento da Força Aérea dos EUA para os programas espaciais para 2018 constitui de 25 bilhões de reais. A guerra no espaço pode começar nos próximos anos, declarou o chefe do Estado-Maior da Força Aérea dos EUA, David Goldfein, durante o 34º Simpósio da Associação da Força Aérea e Exposição de Tecnologia na Flórida, EUA, informa a edição Space News. Em seu discurso, o militar sublinhou que os EUA têm que alcançar supremacia no espaço. "Acho que vamos efetuar ataques no espaço daqui a alguns anos. E nós [Força Aérea dos EUA] somos um tipo de força que deve dirigir as ações de combate conjuntas neste novo território disputado. É disso que o Estado precisa", declarou Goldfein. Também opinou que para aumentar o poder de fogo dos EUA, é preciso integrar a inteligência e as capacidades de comunicação em todas as dimensões: em ar, terra, mar, ciberespaço e no espaço. Além disso, segundo Goldfein, a Força Aérea dos EUA carece de uma nova geração de comandantes. Conforme os dados da edição, o orçamento da Força Aérea dos EUA para os programas espaciais para 2018 constitui de 7,75 bilhões de dólares (25 bilhões de reais), o que supera o orçamento do ano anterior em 20%. No próximo ano, planeja-se aumentar essa parte do orçamento em até 8,5 bilhões de dólares (mais de 27 bilhões de reais). Com informações do Sputnik Brasil.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Exorcismo está em alta no Vaticano, diz site

28 de fevereiro de 2018, 09:32

Demanda pelo ritual de esconjuração aumentou em três vezes na Itália. Em abril desse ano, sacerdotes católicos de Roma poderão fazer o curso de exorcismo. A demanda pelo ritual de esconjuração aumentou em três vezes na Itália. Pelo visto, o medo do demônio também chegou até à França. Segundo o representante do serviço de exorcismo da diocese de Paris, eles recebem muitas chamadas, mas o tempo de espera para a reunião com o exorcista (a diocese tem dois exorcistas), pode ultrapassar duas semanas e meia após o primeiro contato. No entanto, não é em todos os casos que o ritual exorcista acontece. "As pessoas precisam de oração, benção, libertação, cura e, felizmente, nem sempre de exorcismo. Acontece que, às vezes, as pessoas não se sentem bem. Há poucos padres, por isso não sobra muito tempo para ouvi-las. A reforma do sistema de saúde pública obrigou os médicos a reduzirem o período de atendimento e eles também não têm tempo para ouvir as pessoas […] Somos responsáveis pelo o que acontece conosco. No entanto, é muito mais fácil culpar o diabo por todos os problemas", disse. A diocese está preocupada com as práticas "duvidosas" introduzidas por sacerdotes impostores que anunciam seus serviços pela Internet. "Recebemos pessoas endividadas que pegaram dinheiro emprestado para pagarem serviços de exorcismo! A igreja católica faz isso sem cobrar nada". A edição britânica The Economist, informou que o aumento da demanda por serviços de "charlatões" deve-se em parte à ausência de atenção da Igreja Católica e do Vaticano à realização da prática exorcista. Entretanto, o representante da diocese de Paris não concorda com essa afirmação. "A igreja tem prestado atenção a isso! Nunca recusa suas obrigações. A igreja sempre fez isso, mesmo que não falem a respeito disso", apontou. Com informações do Sputnik.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Homem que quebrou coluna em pula-pula recebe alta após 10 meses

27 de fevereiro de 2018, 14:47

O vaqueiro de 44 anos ficou tetraplégico após quebrar a coluna durante aniversário de um ano da filha Após dez meses internado, o vaqueiro Admilson Santana Santos, que fraturou a coluna em uma cama elástica enquanto festejava o aniversário de um ano da filha, em abril de 2017, recebeu alta nesa segunda-feira (26). Admilson, 44 anos, estava no Hospital Clériston Andrade, localizado em Feira de Santana, cidade a cerca de 211 km de Euclides da Cunha. Segundo revela o G1, o vaqueiro ficou tetraplégico após quebrar a coluna e o quadro dele é irreversível, informou a assessoria de imprensa do Hospital Clériston Andrade. Admilson sofreu 11 paradas cardíacas em dois meses e, ainda segundo a assessoria da unidade hospitalar, ele sofreu mais de 20 paradas cardiorrespiratórias durante esses 10 meses de internação. A assessoria do hospital contou ainda que em alguns momentos Admilson respirou somente com a ajuda de aparelhos. Os médicos da unidade de saúde entendem que o propósito da desospitalização de pacientes como Admilson, que passam longa permanência no hospital, é permitir que eles voltem a conviver com as famílias e que não sejam moradores da unidade de saúde.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Serviço de alerta de desastres por celular chega a todo o país

27 de fevereiro de 2018, 14:39

Ao detectar situações perigosas, Defesa Civil encaminha mensagens aos números cadastrados e fornece orientações para que moradores evitem riscos Com a ajuda da tecnologia, os cidadãos de todo o País vão receber pelo celular alertas de desastres naturais. Desde outubro do ano passado, a Defesa Civil envia mensagens de texto para cadastrar a população no serviço em 12 estados do Sudeste, Sul e Centro-oeste. Agora, outros 15 estados farão parte do sistema. O serviço é gratuito e, além de alertar os cidadãos, a Defesa Civil também fornece orientações à população sobre o que fazer em momentos de emergência. A ideia é que as mensagens consigam salvar vidas em situações de risco. Até agora, mais de 2,6 milhões de celulares foram cadastrados. O sistema já é utilizado em outros 20 países que enfrentam desastres naturais. O Serviço Geológico do Brasil (CPRM) classifica como desastre natural eventos como inundações, alagamentos, temporais ou deslizamentos de terra e que oferecem risco à propriedade e deixam muitas vítimas. É preciso ficar alerta sobretudo em áreas de encostas, pois são os deslizamentos de terra uma das principais causas de desastres no País, de acordo com estudo da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Passo a passo Aderir ao serviço é bastante simples, e todo o processo é feito pelo celular. A Defesa Civil envia uma mensagem aos moradores. Em seguida, é preciso responder o SMS com o CEP do local de interesse para o número 40199. Se a mensagem não chegar, é possível se antecipar e cadastrar o CEP neste mesmo telefone. Com informações do Portal Brasil.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Comerciantes e clientes reclamam das condições de funcionamento do Ceasa de Simões Filho

26 de fevereiro de 2018, 08:24

A mega feira de 4,6 mil metros quadrados e seus diversos galpões, possui problemas tão grandes quanto sua estrutura. Prestes a completar 45 anos de construção (28 de março), o maior centro de abastecimento da Bahia, o popular Ceasa, localizado no município de Simões Filho, na rodovia CIA-Aeroporto (BA 526), não tem recebido atenção na mesma altura da sua importância. Construído com o objetivo de promover, desenvolver, regular, dinamizar e organizar a comercialização de produtos da hortifruticultura a nível de atacado para suprir a demanda de toda a região metropolitana, o equipamento carece da presença do Estado, que seria o responsável por sua manutenção e conservação. A movimentação inicia na madrugada, mesmo com pouca iluminação Apesar de enunciar publico e institucionalmente que o Ceasa tem o compromisso de manter “a garantia do fluxo contínuo, qualidade e condições higiênico-sanitárias dos produtos ofertados ao consumo, estruturando o mercado com informações de preços de hortifrútis praticados no atacado”, a Superintendência de Desenvolvimento Industrial e Comercial (Sudic), autarquia da Secretaria do Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE), não demonstra na prática a preocupação de manter ou realizar o que se propõe. Os problemas se arrastão há anos. A falta de organização e segurança no local, estão dando lugar para a sujeira e as constantes ocorrências de roubo e outros delitos. Várias são as reclamações dos comerciantes e clientes que iniciam suas atividades ainda no início da madrugada. No escuro, com ajuda do flash de um aparelho de celular, o vendedor de abacaxis anota alguns pedidos e reclama da falta de reciprocidade da administração do Ceasa junto aos comerciantes que pagam uma taxa pela permissão de comercialização e o condomínio. “Isso é uma falta de respeito. Nós comerciantes e nossos clientes não merecemos ser tratados desta forma Não dispomos de segurança, limpeza e outros apoios básicos como um controle de fluxo de veículos”, reclamou um comerciante que pediu para não ser identificado.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Curar a gripe sem medicamentos? É possível e aconselhado

26 de fevereiro de 2018, 08:15

Aos que ainda não se viram livres dos estados gripais e constipações, há medicamentos caseiros que ajudam a aliviar os sintomas sem que tenha de recorrer a medicamentos Nariz tapado, secreção nasal, dores de garganta, tonturas, febre, dor muscular são alguns dos sintomas da gripe, que não devem ser ignorados mas que não carecem, numa primeira fase, de tratamento por medicação. A defender uma cura mais natural, o espanhol El Confidencial aponta algumas receitas caseiras por que deve optar – acompanhando bastante descanso e muita hidratação, é claro. Nariz tapado, secreção nasal, dores de garganta, tonturas, febre, dor muscular são alguns dos sintomas da gripe, que não devem ser ignorados mas que não carecem, numa primeira fase, de tratamento por medicação. A defender uma cura mais natural, o espanhol El Confidencial aponta algumas receitas caseiras por que deve optar – acompanhando bastante descanso e muita hidratação, é claro. Canja: Este é um prato com efeitos anti inflamatórios. Uma pesquisa realizada no Japão garante que a canja de galinha ajuda a reduzir a pressão arterial. Já o Centro Médico da Universidade de Nebrasca aponta que este preparado dificulta o movimento de células do sistema imunológico que se mantêm em zonas infectadas do corpo, onde destroem vírus e bactérias. Mel: Vários estudos analisam os benefícios do mel enquanto ingrediente que reduz a rapidez com que o vírus da gripe se reproduz. Misturada com limão, vai umedecer e suavizar a garganta. Pelo contrário, o conhecido leite com mel e limão não é aconselhado, uma vez que o leite propicia a produção de mucosas. Gengibre: Este é o maior aliado contra o frio. As suas propriedades anti-inflamatórias e expectorantes fazem deste o melhor alimento contra qualquer infecção anti respiratória. Vitamina D: Embora um ponto mais vasto que os outros ‘medicamentos’ citados, cuidar da alimentação tendo em vista a presença de vitamina D é importante, já que reduz em 50% a probabilidade de apanhar infecções respiratórias. Ovos, peixe, azeite ou frutos do bosque são alguns dos alimentos onde a vai encontrar.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Cientistas advertem sobre indícios de hackers extraterrestres

26 de fevereiro de 2018, 08:07

De acordo com o estudo, extraterrestres poderiam enviar mensagens para os sistemas de comunicações contendo código malicioso Habitantes de outros planetas podem nos enviar mensagens "contaminadas" para "hackear" os meios de comunicações humanos. Pelo menos, é sobre essa possibilidade que adverte o estudo dos astrofísicos norte-americanos Michael Hippke e John G. Learned, publicado no site Arxiv.org. Os projetos da Busca por Inteligência Extraterrestre (SETI, sigla em inglês), têm como objetivo procurar a vida em outros planetas através do uso de antenas e computadores avançados que analisam sinais eletromagnéticos de origem extraterrestre. Além disso, cientistas buscam emitir e receber mensagens codificadas do espaço sideral. De acordo com o estudo, extraterrestres poderiam enviar mensagens para os sistemas de comunicações contendo um código malicioso. Por exemplo, ameaçando a explodir o Sol caso os humanos não concordem em cumprir suas exigências. Para argumentar sua suposição, os cientistas citaram várias mensagens registradas pelo projeto SETI. Em 2017, o investigador Rene Haller ofereceu decifrar um fluxo de 1 902 341 bits. Após a decifração, a informação recebida foi apenas uma imagem normal em preto e branco. De acordo com Hippke e Learned, tal tipo de sinais pode ser decifrado em papel, neste caso, a mensagem extraterrestre não prejudica os sistemas do nosso planeta. Contudo, quando se trata de um código mais complexo, não tem como decifrá-lo sem a utilização de computadores. Os cientistas argumentam que é muito difícil "descontaminar" as mensagens provenientes do espaço. De acordo com especialistas, os projetos da SETI ou computadores pessoais correm o risco de ser infectados por um "trojan" ou um "malware" que poderiam dar acesso a dados pessoais e ao sistema operacional para um "hacker" de nível planetário. Os pesquisadores concluíram, que "somente podemos escolher destruir uma mensagem [extraterrestre] ou assumir o risco". Com informações do Sputnik.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Os 7 alimentos que são ladrões de energia

Você provavelmente já ouviu falar e leu bastante sobre alimentos e suplementos que aumentam sua disposição e te deixam mais animado para encarar um treino ou até mesmo as tarefas do dia a dia. Mas também existe o outro lado dessa moeda. Não faltam vilões neste mundo na nutrição: os alimentos que são ladrões de energia e podem atrapalhar bastante sua rotina na corrida ou até mesmo se tornar um obstáculo numa prova.

Esses “ladrões” de energia atuam de diferentes maneiras no organismo. Em alguns casos, oferecem tanto açúcar que, num primeiro momento, essa elevada taxa de glicose resulta em mais disposição, mas, logo em seguida, a insulina liberada para normalizar essa glicose faz justamente o caminho contrário. E aí o cansaço chega com tudo.

Também tem aqueles alimentos que dão tanto trabalho para o sistema digestivo que muitos nutrientes são desviados para ajudar nesse processo, fazendo com que eles faltem na produção de energia em outras funções do organismo. Resultado: o corpo logo sente essa queda de disposição.

Para te ajudar a evitar esse cansaço causado pela má alimentação, acionamos três especialistas para fazer uma lista dos maiores ladrões de energia, suas principais armas e como combatê-las. Confira!

Os ladrões de energia 

Carboidratos simples

Alimentos com farinhas brancas vão roubar energia se consumidos em excesso. “Em um pré-treino, por exemplo, são aliados, mas viram vilões se não houver uma atividade física depois”, pondera Mayara Ferrari, nutricionista funcional esportiva. “Isso acontece porque a quantidade de açúcar no sangue fica muito elevada e o pâncreas libera mais insulina para quebrar todos esses carboidratos. Isso pode causar uma grande redução de açúcar no sangue, resultando em fadiga e falta de energia.”

Sal

Aquele sal extra para dar mais gosto à comida pode te deixar mais cansado. Em quantidade exagerada, o sal aumenta a pressão arterial e deixa o organismo mais desidratado porque mais água é necessária para compensar. “Ele prejudica o funcionamento adequado do organismo, que ficará a todo momento buscando esse equilíbrio. Isso dará uma sensação de cansaço e fadiga. Esporadicamente um pouco de sal não tem problema, mas abusar dele diariamente ou usar em grande quantidade é bastante prejudicial”, adverte Mayara.

Alimentos gordurosos e frituras

A gordura em excesso dificulta a digestão e atrapalha a chegada dos nutrientes à corrente sanguínea. “Como possuem uma digestão mais
lenta, eles fazem com que a circulação se concentre na região abdominal por mais tempo. Isso causa uma sensação de letargia e sonolência durante a digestão, que pode passar de três horas. E isso não é bom para quem vai se exercitar, pois precisará de boa circulação nos membros”, alerta a nutricionista Lara Natacci.

Doces

A lógica nesse caso é parecida à dos carboidratos simples: como eles são ricos em açúcar, dão um pico de energia no primeiro momento porque aumentam a quantidade de glicose no sangue, mas se a pessoa não for praticar uma atividade física logo em seguida, essa disposição logo pode virar cansaço. “O organismo vai aumentar a secreção de insulina para normalizar a glicemia, que é a quantidade de glicose no sangue. Por isso, a sensação de aumento de energia deve durar pouco e dar lugar à fadiga”, reforça Lara Natacci.

Café

O café, um dos estimulantes mais populares, também pode roubar sua energia. Ele realmente gera mais disposição num primeiro momento, mas sua ação no sistema nervoso tem como um dos efeitos a fadiga. “A cafeína, no cérebro, obstrui os efeitos da adenosina, substância que ajuda na transferência de energia e na promoção do sono, dando o efeito estimulante”, explica André Lemos, médico nutrólogo. “Por outro lado, também inibe a degradação da acetilcolina, que aumenta o estímulo muscular. E a consequência disso são o cansaço e a debilidade”, completa.

Corantes e conservantes

Presentes em muitos produtos industrializados, como nuggets, embutidos (salame, presunto, mortadela, peito de peru) e salsichas, eles
modificam o funcionamento adequado do organismo, que tenta repor o que os corantes “tiram” no processo de digestão. “Eles causam uma cascata de processos inflamatórios e oxidantes. Para reverter essa situação, disponibilizamos muitas vitaminas e minerais, fazendo com que o restante do organismo não funcione adequadamente”, destaca Mayara.

Refrigerante

O refrigerante é um dos “ladrões de energia” mais temidos. Alguns maratonistas e ultramaratonistas o utilizam durante provas quando já estão acostumados a seus efeitos, inclusive psicológicos, mas, para o organismo, eles não têm nada de “bonzinhos”. Isso porque o refrigerante, em geral, tem tudo em excesso: açúcar, sódio e corantes. Assim, desencadeia todos os processos já descritos de uma só vez. Além disso, estudos apontam que o refrigerante ainda pode atrapalhar o padrão de sono, prejudicando o descanso e interferindo na disposição.

VÍDEOS