NOTÍCIAS EM DESTAQUE


Jacobina: As aglomerações já eram vistas desde a madrugada mesmo com o anúncio de medidas de organização por parte da Prefeitura

06 de maio de 2020, 08:11

No início da manhã desta quarta-feira (6), as aglomerações secrepetiram nas calçadas próximas à Agência da Caixa (Foto: Notícia Limpa)

A tentativa da Prefeitura de Jacobina de organizar as filas formadas próximas às agências bancárias, lotéricas e agentes bancários na Rua Senador Pedro Lago, no centro da cidade não vingou. Mesmo anunciando a nova medida de prevenção contra o novo coronavírus, através da imprensa, redes sociais e carros de som, desde o início da semana, que estaria modificando o trânsito de algumas ruas para evitar aglomerações e garantindo o distanciamento social, o que se viu no início da manhã desta quarta-feira (6), foi a repetição da falta de organização observada desde o começo do pagamento do auxílio emergencial. Sem as presenças de prepostos municipal,  setas pintadas no asfalto e grades de isolamento em parte da Senador Pedro Lago e Praça Rio Branco, mostravam a intenção de organização, mas o que prevaleceu foi o ajuntamento de pessoas nas calçadas, principalmente na que dar acesso à agência da Caixa Econômica Federal  até a sede da Prefeitura. Muita gente que pernoitou no sereno para sacar o benefício reclamou da falta de estrutura oferecida, como a implantação de banheiros químicos e até mesmo de pias com sabão para se fazer a higienização. "A Prefeitura poderia dar mais atenção pra nós. É um absurdo ter que aventurar perder o lugar para procurar um lugar para fazer nossas necessidades", reclamou José Marcelino dos Santos Júnior, sendo seguido pelo seu vizinho de fila, Matias Silva, que também reclamou do governo municipal, "Não custava nada ao menos distribuir máscaras de proteção e alguma coisa para a gente que passou a madrugada toda acordado comer". O Notícia Limpa tentou contato com a assessoria de imprensa do município e não conseguiu falar.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jacobina: 16 pessoas ficarão em quarentena após abordagem a ônibus vindo de São Paulo*

05 de maio de 2020, 22:06

(Foto: Ascom/PMJ)

(Da assessoria) - Após denúncias em redes sociais na manhã desta terça-feira (05), de que havia um ônibus originário do estado de São Paulo, tendo como destino o município vizinho de Miguel Calmon, e que haviam passageiros da cidade do ouro, as equipes da Vigilância Sanitária e Vigilancia à Saúde traçaram umplano de ação em conjunto com a 2ª CIA PRE em Jacobina. “Sabemos que o sentimento de segurança familiar vive em cada um de nós, e muitas pessoas estão deixando sonhos e planos para trás, contudo como gestores precisamos tomar medidas que acima de tudo priorizem a saúde pública e a proteção à vida de cada pessoa, e neste momento, fiscalizar é mais que uma necessidade, é demonstração de responsabilidade com vidas, então as pessoas serão monitoradas pela secretaria municipal da saúde, estando todas elas em quarentena e sendo acompanhadas comtodo suporte necessário” explanou o prefeito Luciano da Locar. O referido veículo foi interceptado por prepostos da Polícia Rodoviária Estadual na BR 324, no posto de serviço da corporação. Na ocasião, as equipes de saúde aferiram a temperatura por meio de termômetros infravermelho, avaliaram possíveis sintomas gripais, e não há casos suspeitos, porém, os 16 passageiros que vieram para Jacobina estarão sendo acompanhados diariamente, e encontram-se em quarentena pelo período de 14 dias. “Gostaríamos de agradecer à população pela parceria, solicitar das pessoas que sabendo de casos como este, entrem em contato com a secretaria da saúde por meio do 3621-2217 ou 3621-4578, pois é preciso que todos sejam partícipes e responsáveis no combate ao coronavírus” disse Milene Vasconcelos, diretora da vigilância sanitária.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Mulher que espalhou fake news sobre caixões vazios pode pegar 9 anos de prisão

05 de maio de 2020, 18:31

Polícia procura pela autora do vídeo em que afirma que a capital mineira está enterrando caixões com pedras como se fossem mortos por coronavírus (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil de Belo Horizonte está trabalhando para identificar e localizar a autora de um vídeo que circula pelas redes sociais que traz a fake news de que a cidade estaria enterrando caixões vazios como se fosse vítimas de coronavírus.   Informações como essa, espalhadas principalmente por bolsonaristas, têm circulado também em outras regiões do país com o intuito de minimizar a pandemia e dizer que governos estaduais e prefeituras estão enganando a população.   No vídeo em questão, uma mulher com sotaque mineiro afirma que “a Globo não mostra” caixões sendo enterrados em Belo Horizonte com pedras e madeira no lugar dos corpos – informação rechaçada pela prefeitura.   De acordo com o delegado Wagner Sales, responsável pelas investigações, a autora do vídeo pode responder por três crimes: denunciação caluniosa, difamação contra o prefeito de Belo Horizonte e pela contravenção penal de propagação de pânico – o que pode culminar em até 9 anos de prisão. ‌ “O que a gente precisa e busca nesta investigação é saber os motivos, o porquê desse tipo de conduta no momento em que a sociedade passa por tanta dificuldade. As pessoas sofrem com as consequências econômicas e sanitárias do coronavírus e uma pessoa, de forma irresponsável e criminosa, vem nas redes sociais produzir, publicar e propagar esse tipo de vídeo”, afirmou o delegado.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Barragem de Sobradinho atinge marca histórica e ultrapassa 90% de sua capacidade

05 de maio de 2020, 16:48

Lago de Sobradinho, no norte da Bahia (Foto: Reprodução)

O Reservatório de Sobradinho atingiu, no último domingo (3), a marca de 91,77% de seu volume útil, nível alcançado pela primeira desde 2009, quando a barragem chegou a 100% de sua capacidade. A vazão defluente de Sobradinho estava em 1.600 m³/s e foi reduzida para 1.400 m³/s, no dia 1° de maio. Já a vazão de Xingó continua em 1.300 m³/s. Segundo a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), o cenário mudou graças às chuvas, principalmente as ocorridas no estado de Minas Gerais, a partir da segunda quinzena de janeiro deste ano, que possibilitaram um aumento significativo do nível do reservatório, após oito anos de escassez hídrica.  A Chesf avalia que Sobradinho chegará, no máximo, a 95% de sua capacidade, ainda no mês de maio – após encerramento do período úmido -, não havendo previsão de vertimento no reservatório. A Companhia informa ainda que tem adotado, em todos seus reservatórios, os procedimentos definidos para operação durante o período chuvoso, conforme a elevação dos níveis. E garante que a situação é de normalidade e bastante favorável com relação ao armazenamento de água em Sobradinho, que possibilitará o atendimento aos usos múltiplos, durante o próximo período seco, motivo que é comemorado pelos usuários do Velho Chico.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Flamengo fecha acordo com jogadores para redução de 25% dos salários

05 de maio de 2020, 14:47

A redução dos salários ocorre cinco dias após o clube iniciar a um processo de demissão de 12 trabalhadores (Foto: Reprodução)

OClube de Regatas do Flamengo anunciou no início da tarde de hoje (5), por nota oficial, que fechou um acordo com os jogadores que prevê o corte de 25% dos vencimentos deles nos próximos dois meses. A redução dos salários ocorre cinco dias após o clube iniciar a um processo de demissão - 12 trabalhadores já foram desligados e estão previstas outras 50 demissões - que pretende reduzir 6% do quadro de colaboradores. As medidas tentam mitigar os efeitos da crise causada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19), após a paralisação do futebol no país.   O documento - que será oficializado por ambas as partes nos próximos dias - também estabelece o adiamento do pagamento dos direitos de imagens, que seriam pagos em maio e junho deste ano. Com a adesão ao acordo, a quitação será feita em dez parcelas, a partir de janeiro de 2021.  Em princíipio, a vigência do documento será para os meses de maio e junho. Após este período, o clube se compromete a realizar nova avaliação.  "A crise econômica resultante da pandemia da COVID-19 é grave e afeta a todos. Infelizmente, medidas duras são necessárias de forma a garantir a continuidade de todas as instituições e empresas. O Clube de Regatas do Flamengo, apesar de seu tamanho e sua situação financeira equilibrada, não está imune a isto", diz a abertura da nota oficial, publicada no site do Rubronegro. Na última quinta (30) foram dispensados do clube 12 trabalhadores da categoria de base, entre eles, roupeiros, motorista e fisiologistas. Também foi firmado um acordo com o restante dos trabalhadores do clube que estabelece a redução de 25% dos salários acima de R$ 4 mil por mês. Com informações da Agência Brasil

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Rede de lojas da agricultura familiar estrutura serviço de entrega para atender à população de três municípios (Fotos)

05 de maio de 2020, 14:28

Produtos como a cerveja de licuri, azeite de licuri, artesanato de palha de licurizeiro, balas de licuri, biscoitos, geleias e outros artesanatos estão disponíveis para pedidos nas lojas de Itiúba, pelo número (74) 99134-4866, e em Monte Santo, pelo contato (75) 99892-0615 (Foto: Ascom/SDR)

A Monte Sabores garante suas compras para que você fique em casa. Esse é o lema da divulgação do serviço de entregas de produtos das lojas Monte Sabores, nos municípios de Monte Santo e Itiúba, a exemplo da tapioca fresca, polpas de frutas, ovos e temperos verdes, produzidos sem agrotóxicos por agricultores familiares da região. Assim como outros empreendimentos, a Rede Monte Sabores, que é vinculada à Cooperativa Regional de Agricultores Familiares e Extrativistas da Economia Popular e Solidária (Coopersabor), adotou como uma das estratégias de comercialização, o sistema delivery, que funciona de segunda a sexta-feira, das 10h às 12h, na sede desses municípios. Produtos como a cerveja de licuri, azeite de licuri, artesanato de palha de licurizeiro, balas de licuri, biscoitos, geleias e outros artesanatos estão disponíveis para pedidos nas lojas de Itiúba, pelo número (74) 99134-4866, e em Monte Santo, pelo contato (75) 99892-0615. Os produtos também podem ser adquiridos pelos consumidores de Salvador, no conforto de suas casas, por meio de pedidos na plataforma http://www.escoarbrasil.com.br. "Estruturamos esse serviço de entregas e estamos intensificando o trabalho de divulgação, em todos os meios, seja site ou redes sociais, para que as pessoas possam conhecer esse serviço, que não existia antes. A expectativa é que o serviço de entregas aumente a comercialização dos produtos", explicou Luís Costa, da Coordenação técnica da Coopersabor. A Rede Monte Sabores possui ainda uma loja no município de Senhor do Bonfim e Nordestina,  resultado da parceria entre a Coopersabor, a Associação Regional dos Grupos Solidários de Geração de Renda (Aresol) e os Centros Públicos de Economia Solidária (Cesol). Além das lojas da Rede Monte Sabores, outras lojas, distribuídas pelo estado da Bahia, comercializam produtos da Coopersabor. Para saber mais informações sobre esses produtos e sobre a comercialização da produção da cooperativa, os interessados podem entrar em contato pelo número (75) 99158-5184 ou por e-mail: coopersabor.comercial14@gmail.com. Ação solidária Neste período de pandemia do Coronavírus, além de buscar alternativas para comercialização dos produtos, a Rede Monte Sabores está  disponibilizando serviços de comunicação do Cesol, visando a garantia de divulgação dos produtos. Também está apoiando a criação de Brigadas de Solidariedade, com pessoas que queiram se envolver no processo de arrecadação de alimentos e de materiais de higiene e limpeza, para doação. As brigadas estão realizando o mapeamento das famílias com maior nível de vulnerabilidade social, para a entrega dos materiais arrecadados, especialmente em municípios como o de Itiúba. Investimentos Bahia Produtiva A Coopersabor é uma das organizações baianas apoiadas pelo Governo do Estado por meio do Bahia Produtiva, projeto da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), e cofinanciado pelo Banco Mundial. Os convênios firmados incluem apoio para o fortalecimento dos sistemas produtivos da ovinocaprinocultura, fruticultura e oleaginosas, beneficiando diretamente mais de 100 famílias, com investimentos da ordem de R$ 2,9 milhões.  Estão sendo destinados recursos na contratação de profissionais da área de consultoria de planos de negócios e de assistência técnica e extensão rural (Ater). A cooperativa está recebendo investimentos também em infraestrutura incluindo construção de abrigos, implantação de cisternas, aquisição de máquinas e equipamentos, distribuição de mudas de palma, kit transporte e logística, pavimentação do entorno da fábrica, construção de sistema de armazenamento e tratamento de resíduos e aquisição de túnel de congelamento rápido para polpa, entre outras ações. A Cooperativa A Coopersabor tem sede no município de Monte Santo, e trabalha, por meio de seus cooperados, com uma diversidade de produtos oriundos do licurizeiro, como o azeite, o óleo, petisco de licuri torrado e salgado, doces, polpas e o licuri in natura, além de artesanatos da palha, mas se destacam a cerveja e o chopp de licuri, que vêm conquistando os paladares onde são apresentados. Dentre as atividades, destacam-se o agroextrativismo e beneficiamento de outras frutas nativas, a exemplo do umbu e do maracujá da Caatinga. Também são beneficiadas frutas cultivadas nos quintais das propriedades dos agricultores e agricultoras familiares como acerola, manga e goiaba, além de trabalhar com produtos derivados da mandioca e a cadeia produtiva de caprinos e ovinos.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Jogador dado como morto em 2016 é encontrado com vida

05 de maio de 2020, 10:30

Ex-jogador do Schalke 04, Hiannick Kamba foi dado como morto em 2016, mas encontrado com vida (Foto: Reprodução)

Uma história no mínimo inusitada chamou atenção na Alemanha. Hiannick Kamba, ex-jogador que passou pela base do Schalke 04, tendo sido companheiro de Manuel Neuer, foi dado como morto em 9 de janeiro de 2016 por conta de um acidente automobilístico no Congo. Agora, mais de quatro anos depois, ele apareceu vivo, conforme publicou o jornal "Bild". A morte dele teria sido uma farsa de sua ex-esposa para ter o dinheiro do seguro de vida dele. Um promotor público de Essen investiga o caso. Hoje com 33 anos, Kamba estaria vivendo na região do Vale do Ruhr, na Alemanha, e trabalhando em uma companhia de energia. Depois de sua passagem pelo Schalke, o ex-lateral-direito ainda passou por clubes pequenos do país. "Kamba alega que foi abandonado por amigos durante uma noite em janeiro de 2016", afirmou ao jornal alemão a procuradora pública Anette Milk.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Não bastasse o coronavírus, cientistas alertam para as “vespas assassinas” que apareceram nos EUA

05 de maio de 2020, 10:20

Desde dezembro de 2019 apareceram nos EUA as "vespas assassinas", até agora restritas ao Japão. As picadas da Vespa mandarinia podem medir mais de 5 cm e podem matar um ser humano (Foto: Reprodução)

As chamadas vespas gigantes asiáticas (Vespa mandarinia) podem medir mais de 5 cm e são tão letais que receberam de cientistas o apelido de "vespas assassinas". Ela foram vistas pela primeira vez nos Estados Unidos em dezembro do ano passado e sua presença vem provocando alarme entre apicultores e entomologistas americanos. Segundo a jornalista Alessandra Corrêa, da BBC, escrevendo de Winston-Salem (EUA), elas liberam uma toxina tão potente que pode causar a morte de uma pessoa que tiver levado várias picadas, mesmo se não for alérgica."No Japão, entre 30 e 50 pessoas morrem por ano (vítimas de múltiplas picadas da vespa gigante asiática)", disse a bióloga Jenni Cena, do Departamento de Agricultura do Estado de Washington (WSDA, na sigla em inglês). Sua picada é descrita como extremamente dolorosa, e o ferrão é tão longo que pode penetrar até mesmo o traje de proteção usado por apicultores. Mas, segundo Cena, elas só atacam humanos caso sejam provocadas ou se sintam ameaçadas.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Após ser alvo de fake news, Rui encaminha à AL-BA projeto de lei que penaliza autores de notícias falsas

05 de maio de 2020, 10:11

O projeto estabelece a aplicação de multa para quem elaborar, divulgar e utilizar softwares ou outros mecanismos para o compartilhamento em massa de notícias falsas (Foto: Reprodução)

O governador Rui Costa, em transmissão ao vivo por meio das redes sociais, na noite de hoje (4), afirmou um projeto de lei que será encaminhado à Assembleia Legislativa da Bahia amanhã (5), para combater a divulgação de notícias falsas sobre epidemias, endemias e pandemias em toda Bahia. A medida é adotada após o compartilhamento de uma série de fake news envolvendo a disseminação e combate ao novo coronavírus no território baiano.  O projeto estabelece a aplicação de multa para quem elaborar, divulgar e utilizar softwares ou outros mecanismos para o compartilhamento em massa de notícias falsas. O projeto será votado pela AL-BA e posteriormente, se aprovado, sancionado pelo governador. O valor da multa, que será usado pelo Estado no combate a pandemias, vai ser definido após o projeto ser votado na Assembleia.  “Esse é um enfretamento à calúnia, mentira, falsidade e oportunismo. Nós iremos identificar esses criminosos, denunciá-los ao Ministério Público da Bahia e entraremos com ação criminal e indenizatória contra todos aqueles que utilizarem essa prática de compartilhamento de mentiras dentro e fora do estado”, disse Rui.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

JMC ajuda comunidades do entorno do município de Jacobina e beneficia mais 300 famílias

04 de maio de 2020, 17:34

É com união, solidariedade e adoção das melhores práticas de prevenção que a JMC busca, incansavelmente, colaborar com o combate ao novo coronavírus (Foto: JMC)

Por entender que a situação mundial se encontra crítica devido ao novo coronavírus, a Jacobina Mineração e Comércio (JMC) não tem medido esforços para colaborar de todas as maneiras possíveis. Dessa vez, a empresa decidiu doar kits de proteção contra a Covid-19 nas comunidades de Itapicuru, Jaboticaba e Pontilhão de Canavieiras. Com a ação, 300 famílias serão beneficiadas. O kit contém álcool em gel, água sanitária, sabão em pó, detergente, esponja, termômetro e máscaras de tecido. “Seguimos unindo forças para auxiliar a comunidade de Jacobina, bem como as do seu entorno, garantindo materiais essenciais àqueles que não têm condição de adquiri-los. O nosso objetivo é oferecer todo o apoio possível à comunidade”, declara Leila Praxedes, gerente de Comunidades e Comunicação da JMC. Para Dona Josefa Tavares do Itapicuru “ Essa ação é muito importante para nossa comunidade, porque assim podemos tomar todos os cuidados que os médicos estão pedindo, só tenho que agradecer a Yamana”. É com união, solidariedade e adoção das melhores práticas de prevenção que a JMC busca, incansavelmente, colaborar com o combate ao novo coronavírus.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

WhatsApp lança serviço para verificar fake news sobre covid-19

04 de maio de 2020, 15:21

O aplicativo de mensagens e checadores lançam serviço para verificar fake news sobre coronavírus na plataforma (Foto: Reprodução)

 A Aliança Internacional de Checagem de Fatos (IFCN, na sigla em inglês) lança nesta segunda-feira (4) um chatbot (robô) para que as pessoas possam checar a veracidade de mensagens de WhatsApp sobre o coronavírus. O usuário de WhatsApp adiciona o número de telefone do chatbot a sua lista de contatos e, a partir daí, pode checar se mensagens que recebeu abordando a pandemia são fake news. A IFCN tem uma base de dados de 4.000 mensagens falsas sobre a pandemia que estão circulando. Essa base é atualizada constantemente pelas 80 agências de checagem de 74 países que participam. O chatbot inicialmente só estará disponível em inglês, mas será lançado em português, espanhol e hindi nas próximas duas semanas. "Será a primeira vez que os brasileiros vão ter um instrumento independente para verificar se são falsas as mensagens sobre coronavírus que estão recebendo pelo WhatsApp", diz Cristina Tardáguila, diretora-adjunta do IFCN. "As pessoas deveriam tornar isso um hábito -todo dia, de manhã, acessar o chatbot para verificar quais notícias falsas que estão circulando e, assim, não cair em cilada; é um escudo para não repassar mentiras." O WhatsApp é um dos principais canais de circulação de notícias falsas. Por ser criptografado, é difícil checar se está circulando conteúdo falso. E a epidemia de coronavírus gerou uma quantidade monumental de notícias falsas, segundo Cristina. "É a pior batalha que os checadores de fatos já enfrentaram, nunca houve um episódio que gerasse tanta notícia falsa, em várias línguas, ao mesmo tempo", diz a diretora-adjunta do IFCN. Segundo ela, houve sete ondas de fake news sobre a Covid-19. Na primeira onda, em janeiro e fevereiro, multiplicaram-se conteúdos falsos sobre a origem do vírus, falando sobre laboratórios na China, morcegos, e até a participação do bilionário filantropo Bill Gates. Na segunda onda, houve uma proliferação de vídeos editados ou manipulados mostrando supostos efeitos do vírus sobre as pessoas, com gente desmaiando, exibindo problemas de pele. A terceira onda é a mais perigosa e a mais resistente, segundo Cristina -são conteúdos mentirosos sobre supostas curas e métodos de prevenção para Covid-19. Isso inclui desde recomendações inócuas, como prender a respiração, até beber água sanitária ou urina de vaca, injetar desinfetante, ou tomar álcool puro -boato que levou à morte de dezenas de pessoas no Irã. A quarta onda era essencialmente ligada à sinofobia, com relatos falsos de que os chineses iriam sacrificar infectados, por exemplo. A quinta onda mistura bandeiras de supremacia racial com notícias falsas, descrevendo falsamente, por exemplo, como determinada raça ou religião protegeriam contra o vírus. A sexta onda nasceu quando vários países começaram a fazer lockdowns, e começou a circular desinformação sobre o que seria fechado, até quando, e rumores sobre impactos na economia. E a sétima onda trouxe conteúdo com politização da doença, com relatos mentirosos sobre políticos e de políticos. No Brasil, as agências de checagem participantes são a Aos Fatos, a Lupa e a Estadão Verifica. Para usar o chatbot, que é gratuito, as pessoas precisam apenas salvar o número +1 727 2912606 em sua lista de contatos e mandar a mensagem "hi". Para usar, basta selecionar números do menu do chatbot -ao enviar o número 1, a pessoa pode ver quais são os boatos mais recentes que foram checados; ao selecionar 2, ela pode fazer uma busca usando palavras-chave; o número 3 traz dicas para combater desinformação e o 4 indica checadores de fatos. O sistema do chatbot identifica o país do usuário, por meio do código do país do telefone, e indica agências de checagem mais próximas. A pessoa pode então enviar diretamente a uma dessas agência uma informação para checagem. O chatbot não elimina conteúdo e nem tem acesso a mensagens trocadas entre usuários pelo WhatsApp. Os checadores só têm acesso a mensagens enviadas por usuários ao número.

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Escolas e comércio de Salvador vão permanecer fechados por mais 15 dias

04 de maio de 2020, 15:00

Escolas e comércio de Salvador vão permanecer fechados por mais 15 dias (Foto: Reprodução)

A prefeitura de Salvador resolveu prorrogar a suspensão das aulas na rede publica e privada e o fechamento dos estabelecimentos comerciais não essenciais por mais 15 dias. A medida também vale para shoppings, parques e casas de show, e foi anunciada nesta segunda-feira (4). O objetivo é combater o avanço do novo coronavírus. O município afirmou que o calendário de aulas será reposto assim que a pandemia passar. O anunciou foi feito pelo perfeito ACM Neto durante coletiva virtual. Academias, cinemas, teatros, casas de espetáculo, parques infantis, shoppings centers, clubes sociais recreativos e esportivos, praias, salões de beleza, barbearias, e clínicas estéticas devem permanecer fechados. No caso dos bares, restaurantes e lojas de conveniência continua sendo autorizado apenas o sistema de entrega e retirada de alimentos, com os salões fechados. Em resumo, Neto resolveu manter tudo como está. “Há uma proximidade muito grande entre os números projetados e os efetivamente confirmados. Nesse quadro de projeção, pela curva desenhada, nos chegaríamos entre os dias 18 e 20 de maio a 7.853 e  9.137 casos. Em junho, a perspectiva é de mais de 30 mil casos em Salvador. Essa previsão pode não se confirmar e a gente ter um número menor? Pode, e é o que eu desejo, mas o único caminho para isso acontecer é a preservação das medidas de isolamento social, de restrição das atividades não essenciais e da conscientização das pessoas para que, se podendo, ficar em casa”, afirmou. Com informações de Gil Santos – Correio da Bahia

Leia mais...

DIVULGUE A NOTÍCIA

Os 7 alimentos que são ladrões de energia

Você provavelmente já ouviu falar e leu bastante sobre alimentos e suplementos que aumentam sua disposição e te deixam mais animado para encarar um treino ou até mesmo as tarefas do dia a dia. Mas também existe o outro lado dessa moeda. Não faltam vilões neste mundo na nutrição: os alimentos que são ladrões de energia e podem atrapalhar bastante sua rotina na corrida ou até mesmo se tornar um obstáculo numa prova.

Esses “ladrões” de energia atuam de diferentes maneiras no organismo. Em alguns casos, oferecem tanto açúcar que, num primeiro momento, essa elevada taxa de glicose resulta em mais disposição, mas, logo em seguida, a insulina liberada para normalizar essa glicose faz justamente o caminho contrário. E aí o cansaço chega com tudo.

Também tem aqueles alimentos que dão tanto trabalho para o sistema digestivo que muitos nutrientes são desviados para ajudar nesse processo, fazendo com que eles faltem na produção de energia em outras funções do organismo. Resultado: o corpo logo sente essa queda de disposição.

Para te ajudar a evitar esse cansaço causado pela má alimentação, acionamos três especialistas para fazer uma lista dos maiores ladrões de energia, suas principais armas e como combatê-las. Confira!

Os ladrões de energia 

Carboidratos simples

Alimentos com farinhas brancas vão roubar energia se consumidos em excesso. “Em um pré-treino, por exemplo, são aliados, mas viram vilões se não houver uma atividade física depois”, pondera Mayara Ferrari, nutricionista funcional esportiva. “Isso acontece porque a quantidade de açúcar no sangue fica muito elevada e o pâncreas libera mais insulina para quebrar todos esses carboidratos. Isso pode causar uma grande redução de açúcar no sangue, resultando em fadiga e falta de energia.”

Sal

Aquele sal extra para dar mais gosto à comida pode te deixar mais cansado. Em quantidade exagerada, o sal aumenta a pressão arterial e deixa o organismo mais desidratado porque mais água é necessária para compensar. “Ele prejudica o funcionamento adequado do organismo, que ficará a todo momento buscando esse equilíbrio. Isso dará uma sensação de cansaço e fadiga. Esporadicamente um pouco de sal não tem problema, mas abusar dele diariamente ou usar em grande quantidade é bastante prejudicial”, adverte Mayara.

Alimentos gordurosos e frituras

A gordura em excesso dificulta a digestão e atrapalha a chegada dos nutrientes à corrente sanguínea. “Como possuem uma digestão mais
lenta, eles fazem com que a circulação se concentre na região abdominal por mais tempo. Isso causa uma sensação de letargia e sonolência durante a digestão, que pode passar de três horas. E isso não é bom para quem vai se exercitar, pois precisará de boa circulação nos membros”, alerta a nutricionista Lara Natacci.

Doces

A lógica nesse caso é parecida à dos carboidratos simples: como eles são ricos em açúcar, dão um pico de energia no primeiro momento porque aumentam a quantidade de glicose no sangue, mas se a pessoa não for praticar uma atividade física logo em seguida, essa disposição logo pode virar cansaço. “O organismo vai aumentar a secreção de insulina para normalizar a glicemia, que é a quantidade de glicose no sangue. Por isso, a sensação de aumento de energia deve durar pouco e dar lugar à fadiga”, reforça Lara Natacci.

Café

O café, um dos estimulantes mais populares, também pode roubar sua energia. Ele realmente gera mais disposição num primeiro momento, mas sua ação no sistema nervoso tem como um dos efeitos a fadiga. “A cafeína, no cérebro, obstrui os efeitos da adenosina, substância que ajuda na transferência de energia e na promoção do sono, dando o efeito estimulante”, explica André Lemos, médico nutrólogo. “Por outro lado, também inibe a degradação da acetilcolina, que aumenta o estímulo muscular. E a consequência disso são o cansaço e a debilidade”, completa.

Corantes e conservantes

Presentes em muitos produtos industrializados, como nuggets, embutidos (salame, presunto, mortadela, peito de peru) e salsichas, eles
modificam o funcionamento adequado do organismo, que tenta repor o que os corantes “tiram” no processo de digestão. “Eles causam uma cascata de processos inflamatórios e oxidantes. Para reverter essa situação, disponibilizamos muitas vitaminas e minerais, fazendo com que o restante do organismo não funcione adequadamente”, destaca Mayara.

Refrigerante

O refrigerante é um dos “ladrões de energia” mais temidos. Alguns maratonistas e ultramaratonistas o utilizam durante provas quando já estão acostumados a seus efeitos, inclusive psicológicos, mas, para o organismo, eles não têm nada de “bonzinhos”. Isso porque o refrigerante, em geral, tem tudo em excesso: açúcar, sódio e corantes. Assim, desencadeia todos os processos já descritos de uma só vez. Além disso, estudos apontam que o refrigerante ainda pode atrapalhar o padrão de sono, prejudicando o descanso e interferindo na disposição.

VÍDEOS