Os surpreendentes benefícios de mastigar chiclete

01 de fevereiro de 2020, 17:35

Não servem apenas para refrescar o hálito (Foto: Reprodução)

As vantagens que advêm de mastigar um chiclete são surpreendentes e também significativas da cabeça aos pés.

Melhora a memória

De acordo com estudiosos recentes, a função cognitiva e o desempenho geral em testes melhoraram significativamente quando os indivíduos mastigavam pastilha. 

Reduz o stress e a ansiedade

Num estudo de 2011, os participantes que mastigaram pastilha duas vezes por dia, durante 14 dias, classificaram a sua ansiedade como significativamente menor do que aqueles que não mastigaram.

Combate as náuseas

 Pesquisas recentes sugerem que mastigar pastilha pode ser mais eficaz do que os principais medicamentos para as náuseas.

Ajuda os intestinos

As pastilhas estimulam os movimentos intestinais, aumentando a produção de sucos gástricos sem ter que digerir nenhum alimento.

Aumenta a concentração

Estudos demonstraram que comer pastilha aumenta o estado de alerta devido ao movimento constante da mandíbula.

Alivia as dores de ouvido

Em viagem de avião, as pressões do ar não são tão agradáveis. As dores de ouvido intensas são um incômodo aéreo, mas o movimento da mandíbula e a produção de saliva resultante do ato de mastigar pastilha ajudam a regularizar a pressão nos ouvidos.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS