NASA monitora asteroide que pode provocar caos na Terra em 2020

16 de agosto de 2019, 07:45

(Foto: Reprodução)

Um asteroide enorme pode estar em rota de colisão com nosso planeta, o que poderia causar um grande caos devido a suas dimensões – 

A NASA está monitorando o 1998 OR2, um asteroide mortal que poderá colidir com a Terra em abril de 2020.

O Centro de Estudos de Objetos Próximos à Terra (CNEOS) revelou que o asteroide 1998 OR2 possui um diâmetro de 4 quilômetros e deve sobrevoar a Terra em 29 de abril de 2020, conforme o tabloide Express.

Segundo os dados, o asteroide estará a uma distância de aproximadamente 0,04205 unidades astronômicas ou cerca de 6,3 milhões de quilômetros do nosso planeta. Apesar de ser uma distância segura, o curso da rocha pode ser alterado devido a alguns fenômenos, o que poderia fazer com que ele colida com a Terra.

Um dos fatores que poderiam alterar o curso do asteroide é o efeito Yarkovsky, onde aquecimento exercido por um objeto interno, como o Sol, pode alterar a rotação do asteroide e forçá-lo a um curso de colisão conosco.

O 1998 OR2 é um dos maiores e mais brilhantes asteroides da lista dos considerados potencialmente perigosos.

“Estamos certos de que as pessoas entendem que isso não é Hollywood, não é um filme”, afirmou Jim Bridenstine, diretor-administrativo da NASA.

No momento, a NASA está desenvolvendo o Teste de Redirecionamento de Asteroides (DART), que tentará redirecionar asteroides antes que eles possam colidir com a Terra. A utilização de uma sonda, bem como o lançamento de um teste deve ocorrer em 2021, enquanto que o projeto deve ficar pronto em 2022.

 

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS