‘Não estamos sozinhos’: alienígenas poderiam ter visitado Terra no passado, diz estudo

09 de setembro de 2019, 16:47

(Foto: CCO)

Alienígenas poderiam ter explorado a galáxia e já ter visitado a Terra sem o nosso conhecimento disso, afirma o novo estudo publicado no mês passado na revista The Astronomical Journal.

O físico italiano e construtor do primeiro reator nuclear, Enrico Fermi, colocou pela primeira vez esse paradoxo, que depois recebeu o nome dele, perguntando: “Onde estão todos?” Desde então, os astrofísicos têm ponderando a questão, discutindo que os alienígenas tiveram muito tempo para aparecer, mas nós ainda não ouvimos nada deles.

Segundo a pesquisa liderada por Jonathan Carroll-Nellenback, cientista computacional no Centro de Computação de Pesquisas Integradas da Universidade de Rochester, nos EUA, a vida alienígena inteligente poderia estar demorando seu tempo para explorar a galáxia  e dominar o movimento de sistemas estelares.

O estudo apresenta uma abordagem diferente da questão chamada de Paradoxo de Fermi, que é a contradição entre as altas estimativas da probabilidade de existência de vida e civilizações extraterrestres e a falta de evidências disso. A questão é por que nós ainda não encontramos sinais de outra vida?

Os autores do novo estudo afirmam que os alienígenas poderiam estar demorando seu tempo por razões estratégicas.

“[…] uma das duas soluções. Ou ninguém sai do seu planeta, ou nós somos na verdade a única civilização tecnológica na galáxia”, declarou Jonathan Carroll-Nellenback em uma entrevista ao Business Insider.

Segundo ele, as estrelas orbitam o centro da galáxia com trajetórias e velocidades diferentes. As civilizações alienígenas poderiam estar esperando que seu objetivo se aproximasse.

Outro argumento é que se a visita passada tivesse ocorrido há milhões anos, agora os rastros disso poderiam já ter desaparecido.

É mesmo possível que os alienígenas tenham passado perto da Terra desde que nós estamos aqui, mas decidiram não visitar o planeta, mas isso são só hipóteses.

Em todo o caso, cientistas afirmam que nós não devemos ficar desencorajados.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS