Mulher encontrada morta em casa foi vítima dos próprios cães

06 de novembro de 2019, 09:47

(Foto: Reprodução)

Mulher tinha resgatado os dois Grand Danois há dois anos e um estava mais agressivo, de acordo com o companheiro, mas ela não o quis abandonar. Incidente aconteceu no estado norte-americano de Ohio.

 

Mary foi encontrada sem sentidos pelo companheiro, Mark Matthews, que estava viajando fazia dois dias. A mulher estava numa poça de sangue, no banheiro, e tinha várias marcas de mordidas nas pernas e nos braços.

Ela foi levada para o hospital, mas acabou não resistindo aos ferimentos, uma vez que tinha perdido muito sangue.

As autoridades esclarecem que Mary conseguiu pôr os cães fora de casa antes de ter ficado sem sentidos, mas não se apercebeu da gravidade dos seus ferimentos. Em casa, foram encontradas provas de que ela mudou roupa e tentou limpar o sangue com toalhas.

Segundo a polícia Mary sofria de alcoolismo crônico e tomava vários tipos de medicação, fato que poderá explicar a sua ausência de ação perante os ferimentos. “Devido ao seu histórico, acreditamos que ela poderia não estar com o julgamento desimpedido para avaliar a severidade dos seus ferimentos e não chamou ajuda”, afirma o relatório policial, publicado pela CNN.

Não se sabe o que teria motivado o ataque, mas os dois animais – dois Grand Danois “grandes mas magros” – foram encontrados pela polícia no quintal da residência, levados para um veterinário e sofreram eutánisa.

O companheiro da vítima afirmou que os cães foram resgatados por ela num abrigo para animais, dois anos antes. Mark disse que um deles, porém, estava ficando muito agressivo, tendo mordido o seu braço uma vez. “Eu queria me livrar dele, mas ela não deixou. Ela adorava animais”, afirmou o homem.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS