Médico aponta arma para paciente e é preso por porte ilegal

31 de julho de 2020, 12:41

O pneumologista Enio Studart atendia um paciente que teve coronavírus há dois meses (Foto: Reprodução/Facebook)

No Rio, um médico apontou uma arma para um paciente e foi preso.

Aconteceu na quinta, 30, em um consultório na Barra da Tijuca.

O pneumoligista Enio Studart atendia um paciente que teve coronavírus há dois meses.

O paciente conta que pediu para ser atendido porque se sentia muito cansado.

Segundo seu relato, durante a consulta os dois se desentenderam por conta de um exame para detectar o coronavírus. Enio teria questionado a qualidade do teste.

O médico, então, sacou uma arma de uma mochila e a apontou para o paciente, enquanto o ameaçava.

O paciente saiu da clínica e chamou a Polícia Militar. Foram em seguida para a 16ª DP, na Barra da Tijuca.

O médico já se encontrava no local para dar a sua versão dos fatos.

A polícia confrontou os relatos e desconfiou da versão do profissional de saúde.

Assim, decidiu investigar o carro do médico.

E, no veículo, encontrou um arsenal: um revólver, uma pistola, um soco inglês, duas facas, munições de diferentes calibres e um carregador de pistola.

A partir dessa apreensão, o médico que apontou uma arma para o paciente foi preso em flagrante por ameaça e porte ilegal de arma de fogo.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS