Licuri e caju produzidos na Bahia são destaques na estreia do ‘Rural Produtivo’ da TVE

31 de julho de 2020, 15:34

(Foto: SDR)

O  primeiro episódio do ‘Rural Produtivo’ vai mostrar a importância da preservação dos licurizais e a grandiosidade do licuri e os seus derivados, além do manejo do caju. O programa estreia neste sábado (01), às 14h, na TVE, semanalmente vai incentivar o consumo dos produtos da agricultura familiar e agroecológicos, e abordará ainda dados sobre colheita, manejo e meteorologia, clima e ecologia, políticas públicas de assistência técnica rural, iniciativas da agroecologia, cultura popular e receitas culinárias.

Conhecido popularmente por diversos nomes, o licuri é um fruto do licurizeiro, planta nativa da Caatinga que garante o sustento de muitas famílias do semiárido. 80% da produção nacional do coquinho sai da Bahia. O programa vai mostrar depoimentos de produtores e a tradição na colheita da atividade, que é fonte de renda para a agricultura familiar, na comunidade do Alto do Capim, em Quixabeira, Centro Norte do Estado.

Em Ribeira do Pombal, por meio do Projeto Bahia Produtiva, o Semiárido baiano recebeu investimentos para a cajucultura. Ainda neste programa, agricultores familiares falam dos impactos na produção, colheita, transporte e logística, que possibilitaram a expansão dos produtos no mercado nacional e no exterior.

A produção é resultado de uma parceria da TVE com a Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR) e a Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR) e será exibida também em horários alternativos, às segundas-feiras, às 6h30, e às quintas-feiras, às 20h, e poderá ser assistido também pelo site www.tve.ba.gov.br/tveonline, do Youtube.com/tvebahia e do Facebook.com/tvebahia.

SERVIÇO:

‘Programa ‘Rural Produtivo’
Estreia: sábado (01), às 14h. Horários alternativos: segundas-feiras, às 6h30, e quintas-feiras, às 20h
Onde: TVE, Youtube, Facebook e no www.tve.ba.gov.br/tveonline

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS