Jacobina tem 428 casos confirmados de coronavírus neste sábado, 15 de agosto

15 de agosto de 2020, 18:48

No 'Corredor da Morte', na feira livre de Jacobina neste sábado (15), a movimentação foi normal (Foto: Notícia Limpa)

428 casos confirmados, 300 curados e 79 monitorados da Covid-19, esses são os dados do Informativo Epidemiológico da Secretaria de Saúde de Jacobina divulgado na tarde deste sábado, dia 15 de agosto. A média de positivados pelo novo coronavírus desde a flexibilização do isolamento e distanciamentos social pelo governo municipal, desde o dia 31 de maio, quando o comércio reabriu subiu bastante. De lá para cá os positivados passaram de 45 para 428.

Jacobina e região estão com a curva de contaminados crescendo. A cidade, sede da macrorregião, tem ido de encontro às determinações e orientações das autoridades de saúde, principalmente a OMS (Organização Mundial de Saúde) e mantém seu comércio aberto, sem nenhum impedimento Público. A feira livre segue sem nenhuma fiscalização e presença de prepostos da Secretaria de Saúde ou equipes de orientações para a necessidade de proteção da contaminação ao novo coronavírus.

O município de Jacobina está implantando, ainda, os leitos de Unidades de Tratamentos Intensivos (UTI), conforme informações de prepostos da Secretaria de Saúde do Município. Enquanto isso, os casos mais graves de contaminados pela Covid-19 estão sendo encaminhados para outra unidades de saúde, principalmente para a capital do Estado.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS