Jacobina: Em 12 dias, números de casos do coronavírus pula de 2 para 27 no município

18 de maio de 2020, 14:50

O 27º caso de coronavírus acende o sinal de alerta e a população pede medidas mais enérgicas por parte da Prefeitura Municipal para conter a disseminação da pandemia (Foto: Notícia Limpa)

A confirmação do 27º caso confirmado de coronavírus foi recebida com apreensão pela população jacobinense. A velocidade da contaminação, desde o anúncio dos dois primeiros casos notificados oficialmente na cidade, no último dia 6 de maio, já é motivo de preocupação até mesmo para as autoridades de saúde.

Jacobina já ocupa o primeiro lugar em número de casos na região noroeste da Bahia, ficando atrás apenas dos municípios de Juazeiro que haviam até o fechamento desta matéria, na tarde desta segunda-feira (18), 48 casos e Curaçá com 29 vítimas, ambos no extremo norte do Estado.

Hoje teve início do pagamento da segunda parcela do Auxílio Emergencial de 600 reais. A fila estava pequena na porta da Agência da Caixa, mas era possível ver aglomerações de pessoas que nãos respeitavam o distanciamento social

A atualização do Boletim Diário de informações sobre os números do novo coronavírus, emitido pela Secretaria de Saúde nesta segunda-feira, foi motivo de discussão. Até então a autoridade de saúde local informava apenas os casos suspeitos com exames de contraprovas encaminhados para o Laboratório Central do Estado (Lacen), mas a partir de hoje estão sendo revelados os números de todos os testes rápidos realizados, incluindo o de pessoas que tiveram contatos com contaminados e de profissionais de saúde, que são monitorados constantemente .

Conforme o último Boletim Informativo Jacobina Contra o Coronavírus, o município tem 27 casos confirmados, 313 casos suspeitos, 280 descartados e 1 óbito. Em nota emitida pela Secretaria Municipal de Saúde, o órgão esclarece as mudanças nas informações dos boletins e as ações do Executivo no sentido de que se faça valer o cumprimento das determinações do último decreto lei ‘para a não propagação da Covid-19’. Entre outras coisas, a nota ressalta: “devido ao crescimento de casos na cidade, intensificamos os serviços de testagens rápidas, priorizando pacientes com sintomas da Covid-19, assim como em pessoas que tiveram contato com vítimas da doença, fazendo com que fossem elevados os números de suspeitas desde o último boletim. Informamos, ainda, que diversas ações foram realizadas no fim de semana, como por exemplo: abordagens a condutores de veículos em barreiras sanitárias, fiscalização no centro comercial, para fazer valer o decreto municipal que dispõe sobre o fechamento do comércio não essencial, realização de testes rápidos com profissionais da Saúde que estão diretamente ligados ao combate do coronavírus e ação in loco da equipe do CEREST, laboratório municipal e UBS de Lages do Batata, os quais são da área de abrangência do povoado do Tombador, realizando testes, distribuindo máscaras na feira livre e orientando a comunidade, entre outras atividades imprescindíveis”.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS