Jacobina: As aglomerações já eram vistas desde a madrugada mesmo com o anúncio de medidas de organização por parte da Prefeitura

06 de maio de 2020, 08:11

No início da manhã desta quarta-feira (6), as aglomerações secrepetiram nas calçadas próximas à Agência da Caixa (Foto: Notícia Limpa)

A tentativa da Prefeitura de Jacobina de organizar as filas formadas próximas às agências bancárias, lotéricas e agentes bancários na Rua Senador Pedro Lago, no centro da cidade não vingou.

Mesmo anunciando a nova medida de prevenção contra o novo coronavírus, através da imprensa, redes sociais e carros de som, desde o início da semana, que estaria modificando o trânsito de algumas ruas para evitar aglomerações e garantindo o distanciamento social, o que se viu no início da manhã desta quarta-feira (6), foi a repetição da falta de organização observada desde o começo do pagamento do auxílio emergencial.

Sem as presenças de prepostos municipal,  setas pintadas no asfalto e grades de isolamento em parte da Senador Pedro Lago e Praça Rio Branco, mostravam a intenção de organização, mas o que prevaleceu foi o ajuntamento de pessoas nas calçadas, principalmente na que dar acesso à agência da Caixa Econômica Federal  até a sede da Prefeitura.

Muita gente que pernoitou no sereno para sacar o benefício reclamou da falta de estrutura oferecida, como a implantação de banheiros químicos e até mesmo de pias com sabão para se fazer a higienização. “A Prefeitura poderia dar mais atenção pra nós. É um absurdo ter que aventurar perder o lugar para procurar um lugar para fazer nossas necessidades”, reclamou José Marcelino dos Santos Júnior, sendo seguido pelo seu vizinho de fila, Matias Silva, que também reclamou do governo municipal, “Não custava nada ao menos distribuir máscaras de proteção e alguma coisa para a gente que passou a madrugada toda acordado comer”.

O Notícia Limpa tentou contato com a assessoria de imprensa do município e não conseguiu falar.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS