Jacobina: Após mais de 4 décadas, Lanchonete Alvorada encerra suas atividades

22 de novembro de 2019, 12:17

A Lanchonete Alvorada era um dos principais e mais antigos estabelecimentos comerciais de Jacobina (Foto: Notícia Limpa)

Jacobina amanheceu na terça-feira, 19 de novembro, sem a Lanchonete Alvorada. Depois de mais de 40 anos de existência, o estabelecimento comercial mais antigo da Rua Coronel Teixeira (Calçadão) que ainda estava em funcionamento encerrou suas atividades.

De propriedade de Edinaldo Ferreira Lopes, o popular ‘Ná’, a Lanchonete Alvorada fazia parte da história de Jacobina. Parada obrigatória após as sessões do Cine Payayá para lanchar o famoso misto quente, a Alvorada se destacava ainda pela venda de pães, pois funcionava também como padaria. Seu enorme balcão refrigerado, construído sob medidas era um charme e sinal de modernidade para a época (décadas de 70 e 80). O ambiente lembrava as antigas lanchonetes da cidade de São Paulo.

Durante o dia o espaço era freqüentado principalmente por trabalhadores do comércio e por pessoas de diversas cidades da região que procuravam serviços diversos em Jacobina. Era ponto de encontro e programa de casais de namorados que buscavam um bom drink e os sanduíches mais famosos da cidade.

Após quatro décadas, as comemorações de Natal e final de ano no comércio de Jacobina acontecerão sem a lanchonete Alvorada. Conforme informações, no local da Alvorada será erguido um novo prédio pelos proprietários do ponto.

Principais sintomas físicos e mentais da abstinência de nicotina

A síndrome de abstinência de nicotina provoca inúmeros sintomas nos ex-fumantes. Contudo, explica um artigo publicado no portal Melhor Com Saúde, esses efeitos colaterais variam em intensidade dependendo da pessoa. 

O fato da nicotina ser uma droga muito viciante faz com que o hormônio conhecido como dopamina seja liberado no cérebro – este hormônio é responsável por aumentar a sensação de prazer e bem-estar. E como tal, o organismo reage negativa e violentamente à ausência da droga.

Ainda assim, a síndrome de abstinência de nicotina não representa qualquer risco para a saúde. Estima-se que os sintomas associados à condição afetam até 85% dos ex-fumantes. 

Os sintomas desta síndrome variam, mas, sem dúvida alguma, o mais comum é a vontade de fumar que pode surgir na presença de múltiplos estímulos, como por exemplo ver outra pessoa fumar, ou inclusive sem uma causa aparente.

Os principais sintomas da síndrome de abstinência da nicotina são os seguintes, de acordo com o portal Melhor Com Saúde:

Sintomas físicos

Aumento do apetite
Tosse
Boca seca
Dor de cabeça
Tontura
Fadiga
Coriza (inflamação da mucosa das fossas nasais; rinite, defluxo)
Dor de garganta, na língua ou gengivas
Sensação de aperto no peito
Ganho de peso
Frequência cardíaca mais lenta ou bradicardia
Obstipação
Hipotensão

Sintomas mentais

Ansiedade, inquietação e irritabilidade
Dificuldade em se concentrar
Insônia e dificuldade para dormir bem
Raiva e frustração
Depressão
Desânimo
Mau humor

Os sintomas da síndrome de abstinência da nicotina normalmente duram de 4 a 12 semanas e surgem nas primeiras 12 a 24 horas após parar de fumar. 

Os especialistas explicam que a fase mais critica são as primeiras duas a três semanas de cessação tabágica. Sendo que os sintomas começam gradualmente a desaparecer e, com o tempo o indivíduo aprende a controlar o desejo de fumar. 

VÍDEOS