Integração com ônibus metropolitanos entra em vigor

02 de outubro de 2017, 11:32

A integração dos ônibus metropolitanos com o metrô entrou em vigor neste domingo, 1º. O autônomo Alex Isidório de Jesus, 27, aproveitou o primeiro dia do serviço com a mulher Liliane Matos, 20. O casal saiu de Vilas do Atlântico, em Lauro de Freitas, para ir para a casa da família, em Campinas de Pirajá.

“Além de pagar passagem inteira, eu tinha que pagar por dois ônibus. Agora comprei um cartão do metrô e recebi a informação de que posso usar tanto no ônibus de Vilas, no metrô e no ônibus da cidade, isso reduz custo e tempo”, pontuou Alex Isidório.

Já a manicure Gerciane Santos, 27, que mora em Itinga e trabalha na Ribeira, não vê benefício na integração. “Espero me adaptar a esse sistema, de antemão, não vejo vantagem nisso, de qualquer forma o valor gasto será o mesmo e se for colocar em questão o engarrafamento, quando pegar o ônibus urbano vou enfrentá-lo do mesmo jeito”, contestou.

Metropolitano

Com a integração, o passageiro utilizar o transporte metropolitano, o metrô e depois um ônibus urbano de Salvador pagando apenas uma passagem. Para isso, é necessário fazer o trajeto no período de três horas.

A integração acontece na estação de Mussurunga, que passa a ser o ponto final das linhas que acessam a cidade por meio da avenida Paralela. A exceção é que os ônibus que saem de Simões Filho e segue para capital baiana pela BR-324. Neste caso, o ponto final é o terminal de Pirajá.
Fonte: A tarde

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS