Guardar as ‘sobras’? Oito alimentos que jamais devem ser reaquecidos

27 de dezembro de 2019, 11:39

Quem tem por hábito guardar as 'sobras' para próxima refeição, necessita ter cuidado (Foto: Reprodução)

Costuma aquecer os alimentos que sobraram do jantar ou do almoço? Sim, trata-se de uma ótima forma de evitar o desperdício. Porém, há alimentos que, quando aquecidos uma segunda vez podem ser prejudiciais e perigosos para a saúde e bem-estar. 

O jornal britânico Mirror divulgou uma lista de oito alimentos que jamais deve colocar novamente no micro-ondas, forno ou fogão: 

Aipo

O nitrato deste vegetal pode tornar a sua sopa tóxica caso seja aquecido pela segunda vez.

Ovos

Geralmente é seguro reaquecer ovos, desde que estes não tenham estado previamente armazenados em ambientes quentes. 

Espinafres

Tal como no caso do aipo, os nitratos que fazem tão bem à saúde não ‘gostam’ de ser aquecidos mais do que uma vez e podem até gerar propriedades cancerígenas.

Cogumelos

O ideal é comê-los assim que termine de prepará-los. Seguir este conselho pode proteger o seu estômago dos efeitos da deterioração das proteínas.

Batatas

Cuidado com este alimento básico. Deixá-las esfriar à temperatura ambiente e depois colocá-las na geladeira pode causar botulismo quando as voltar a aquecer. 

Frango

Aquecer frango pela segunda vez pode causar problemas de estômago. Certifique-se de que o interior do alimento está bem quente antes de o comer.

Beterraba

Como é rica em nitratos, quando aquecida pode ocasionar dores de estômago.

Arroz

O arroz é um dos alimentos mais comuns no que diz respeito às ‘sobras’. Entretanto, pode ser o responsável por uma intoxiacação alimentar grave. O problema não está em aquecê-lo, mas na forma como é armazenado e no tempo que passa à temperatura ambiente. O arroz cru pode conter micro-organismos que conseguem sobreviver ao aquecimento. Ao deixar o arroz fora da geladeira por muito tempo, esses micro-organismos multiplicam-se e podem causar intoxicações alimentares que resultam em vômitos e diarréia.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS