Filha de jacobinense e mirangabense, Amanda se forma em medicina em Pernambuco

21 de abril de 2020, 15:56

Amanda foi diplomada no último dia 17, na Universidade Estadual do Pernambuco, em Serra Talhada (Foto: Álbum de família)

A conclusão de um curso universitário é motivo de alegria, de sensação de dever cumprido, de vitória, de efetivação de certezas, de sonhos e de outros inúmeros sentimentos positivos. É uma verdadeira felicidade sem tamanho para quem está concluindo e todos aqueles que estiveram na torcida. É um momento único.

Esta realização já faz parte da vida da jovem Amanda Lima Cruz e dos seus familiares, principalmente dos seus pais, o mirangabense Jackson Antônio da Cruz e a jacobinense Gessineide Lima e de sua irmã Iasminie Emanuela. No último dia 17, Amandinha, como é carinhosamente chamada, se formou em Medicina pela Universidade Estadual do Pernambuco. A entrega do diploma aconteceu no campus da universidade na cidade de Serra Talhada, em uma cerimônia reservada por conta da pandemia do coronavírus.

Amanda é a filha mais nova do casal jacobinense Jackson e Gessy, que residem atualmente na cidade de Petrolina, neta do pedreiro José Ferreira – Zé Pedreiro (in memorian) e de Dona Antonia Almeida Lima, por parte da sua mãe, e dos mirangabenses (Nuguaçú) Crispiniano Antônio da Cruz (in memorian) e Dona Edinalva Maria da Cruz.

“Neste momento de enfrentamento do novo coronavírus, a chegada de mais profissionais na área de saúde é um grande reforço para a luta contra um mal que não escolhe suas vítimas. Seja bem vinda minha sobrinha. Não tenho dúvidas da grande profissional que será, por suas qualidades humanas e de um ser temente à Deus. Boa sorte”, escreveu o seu tio, o jornalista e também jacobinense, Gervásio Lima.

Na foto, Amanda posa ladeada por seus pais Jackson e Gessy, sua irmã Iasminie, seu cunhado Felipe Cavalcanti e seus sobrinhos Maria Louise, João Felipe e Antônio Davi

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS