Feira de Literatura de Jacobina movimenta a arte e a cultura na cidade

24 de setembro de 2019, 14:27

Alunos e professores visitam Exposição Coletiva de Fotografias "Os rios de Jacobina", durante a III FLIJA (Foto: Ascom/AJL)

A Academia Jacobinense de Letras (AJL) realizou durante os dias 19, 20 e 21 de setembro, a terceira edição da Feira de Literatura de Jacobina (III FLIJA ), que proporcionou a interação com a comunidade, a partir do diálogo da literatura com diversas artes e saberes – ciência, música, teatro, artes visuais, culturas populares e tradicional –, celebrando encontros e valorizando distintas experiências.

Durante os três dias de programação aconteceram várias atividades artísticas e culturais, com destaque para a Mesa Redonda “Fotografia e imprensa no sertão: Olhares e escritas nas pesquisas sobre Jacobina”, apresentada pelo professor/doutor Valter Oliveira, do Núcleo de Estudos de Cultura e Cidade da Universidade do Estado da Bahia, Campus IV (NECC/UNEB); contação de histórias, promovido pelo Grupo de Pesquisa, Linguagem, Estudos Culturais e Formação do Leitor (LEFOR/UNEB Campus IV), que é coordenado pela professora/doutora Denise Dias; as Palestras “Trajetória de Itapeipu pra Salvador com escala em Jacobina”, proferida pelo jacobinense Antônio Luiz Moreira de Oliveira (Cardoso) membro da Academia de Cultura da Bahia e membro da Confraria Artistas e Poetas pela Paz e “Movimento Acadêmico nos Municípios Baianos”, proferida pelo advogado e escritor Benjamin Batista de Macedo Filho, presidente da Academia de Cultura da Bahia (ACB) e da Federação das Academias de Letras e Artes da Bahia (FALA BAHIA).

Como parte da programação, aconteceu também o Papo Literário com escritores jacobinenses, apresentação teatral com as peça “O Auto da Compadecida”, apresentada pelo Grupo Dionísio Artes; apresentação musical com o Grupo de Câmara Arte de Tocar com maestro Jal Nunes e a instrumentista Lua Nunes; Mostra Fotográfica coletiva “Os rios em Jacobina: entre olhares e vivências” com fotógrafos do Projeto de Extensão Aprendendo com os Rios;distribuição do Jornal “A Letra”; Cultura e Dança Cigana, com os Ciganos Sinti Mário Santos e Vera Diorgenes; apresentação do documentário “A História do Teatro – Memórias das Artes Cênicas em Jacobina”, seguida de mesa redonda o cineasta Paulo Mascarenhas, o ator e diretor Jotta Esse e o Sarau Galpão Payayá Homenageando as autoras Conceição Evaristo e Elisa Lucinda e com os lançamentos dos livros “Poesia e Texto Livre” do escritor Leo Resende, “Com amor e rebeldia se faz poesia” do escritor jacobinense Maicon Douglas.

Conforme o presidente da AJL, Ivan Aquino, a III FLIJA alcançou plenamente as expectativas, pois, além participação dos acadêmicos, escritores e artistas locais, contou também com uma excelente participação de público. “A diversidade de eventos culturais enriqueceu bastante a III FLIJA. O evento foi um sucesso superou todas as expectativas”, comemorou Invan..

Com informações da Ascom/AJL.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS