Fato ou mito: O gengibre faz o cabelo crescer e acaba com a caspa?

16 de setembro de 2019, 12:23

O gengibre já foi associado a inúmeros benefícios desde ajudar a emagrecer, tratar náuseas e indigestão (Foto: Reprodução)

Conhecido por conter efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes, o gengibre já foi associado a inúmeros benefícios desde ajudar a emagrecer, tratar náuseas e indigestão, contribuir para a diminuição de dores menstruais, auxiliar na diminuição dos níveis do colesterol mau (LDL) a diminuir o risco de infecções.

Especialistas afirmam ainda que o gengibre é excelente para auxiliar no processo de crescimento do cabelo, estimulando os folículos do couro cabeludo, para além de nutrir os fios e combater a queda.

Conforme escreveu a mestre naturalista MH Dyer o óleo de gengibre melhora a circulação e pode assim contribuir para o crescimento dos fios.

“Adicionalmente, o óleo de gengibre, que contém propriedades anti-inflamatórias, é uma maneira efetiva e natural de controlar a caspa”, declarou.

Mais ainda, é essencial destacar que nem todos os especialistas da área dos cuidados capilares concorda com essa ideia de que o uso gengibre é benéfico para o cabelo.

Outras opiniões

De acordo com informações da Belgravia Centre, uma clínica de perda de perda capilar, em Londres, no Reino Unido, o rumor que afirma que usar o gengibre para o cabelo previne a queda é infundado e trata-se de um mito.

A clínica explicou que a ação de massagear o couro cabeludo, seja com o gengibre ou não, pode aumentar o fluxo sanguíneo da área, algo que pode ser útil, desde que seja usado como uma terapia adicional a um tratamento para a queda de cabelo que inclua a toma de medicamentos clinicamente aprovados.

Segundo os especialistas da Cliníca Belagravia Centre, além de não haver benefícios mensuráveis decorrentes do ato de esfregar gengibre no couro cabeludo relativamente ao combate à queda de cabelo, estes acreditam que a raiz pode provocar irritações cutâneas em algumas pessoas.

A nutrição do gengibre

A clínica afirmou ainda que, quando se fala em melhorar a condição do cabelo, a raiz fresca de gengibre é mais benéfica quando consumida do que se aplicada diretamente no couro cabeludo.

A Belgravia Centre, no entanto, destaca que isso não vai eliminar ou tratar a calvície, ainda que possa contribuir para a melhoria da saúde dos fios, devido ao fato de conter magnésio e vitamina B6, além de vitamina C, porém, numa escala diminuta.

De acordo com a clínica, todos esses nutrientes são conhecidos por colaborar (mas, apenas colaborar) para o crescimento saudável do cabelo e podem melhorar a vitalidade dos fios quando ingeridos como uma parte equilibrada da dieta.

Adicionalmente, é importante lembrar que o consumo do alimento não é para todos!

Isto porque de acordo com um artigo científico da bioquímica Naomi Parks o chá de gengibre não deve de todo ser consumido por pessoas que sofrem de diabetes, por mulheres grávidas ou mulheres que estejam a amamentar.

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS