Fake news sobre coronavírus se disseminam mais rápido que a doença

29 de janeiro de 2020, 11:45

Uma mensagem de WhatsApp, com um suposto diretor do Hospital das Clínicas fazendo informações falsas sobre a doença, circula na rede socia (Foto: Reprodução)

A disseminação de fakenews sobre o coronavírus está se propagando mais rápido que o próprio coronavírus. No Brasil, os boatos chegaram antes da própria infecção, cujas ocorrências em solo nacional ainda estão por se confirmar. 

,A reportagem do jornal Folha de S. Paulo,  assinada pela jornalista Claudia Colucci, destaca que “uma mensagem de WhatsApp, com um suposto diretor do Hospital das Clínicas fazendo informações falsas sobre a doença, circula na rede social. O hospital nega a autoria.”

A matéria ainda sublinha que “a constatação levou as gigantes da tecnologia Facebook, Google e Twitter a comunicar novas estratégias para conter a onda de notícias falsas. Em comunicado à imprensa, o Facebook disse que há sete organizações parceiras fazendo a verificação de fatos sobre o coronavírus. Quando confirmam que são falsas ou imprecisas, as informações são rebaixadas nos feeds nos usuários.”

 

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS