Explosão no Líbano deixou mais de 100 mortos e 4.000 feridos

05 de agosto de 2020, 09:49

Explosão no porto de Beirute, no Líbano (Foto: Reprodução)

A Cruz Vermelha do Líbano informou, nesta 4ª feira (5.ago.2020), que já passa de 100 mortos e mais de 4.000 feridos na explosão do Porto de Beirute na 3ª feira (4.ago). As operações de busca e resgate seguem sendo realizadas no local da explosão e os números devem aumentar.

Autoridades do governo do Líbano disseram que a explosão foi causada pela detonação de mais de 2.750 toneladas de nitrato de amônio armazenadas no porto desde que foram confiscadas de 1 navio de carga em 2014. O nitrato de amônio é 1 ingrediente comum em fertilizantes, mas também pode ser altamente explosivo se exposto a alta temperatura.

A explosão deixou as ruas da capital cheias de destroços, carros queimados e fachadas de prédios destruídas. Pelo menos 250 mil pessoas ficaram desalojadas, segundo o governador da capital, Marwan Abboud.

O primeiro-ministro libanês, Hassan Diab, declarou luto oficial de 3 dias e disse que o país enfrenta uma catástrofe. “Eu prometo que esta catástrofe não passará sem que os culpados sejam responsabilizados. Os responsáveis pagarão o preço”, afirmou Diab.

Atualmente o Líbano atravessa grave crise econômica, que causou uma enorme inflação e desvalorização da moeda. Vários protestos rua têm acontecido nas ruas em meio à pandemia de covid-19.

Vários países, entre eles, França, Irã, Arábia Saudita, Malásia, Jordânia, anunciaram ajuda ao Líbano.

Fonte: Poder 360

Como aumentar a imunidade rapidamente 

Para aumentar a imunidade rapidamente deixando o corpo mais forte no combate aos agentes agressores deve-se:

Adotar bons hábitos de saúde, realizando atividade física, dormindo adequadamente e evitando situações de estresse;

Evitar o cigarro ou estar exposto ao cigarro;

Expor-se ao sol diariamente, de preferência até as 10 horas da manhã e depois das 16 horas, sem protetor solar, para aumentar a produção de vitamina D no organismo;

Consumir alimentos saudáveis e manter uma dieta equilibrada, que inclua o consumo de frutas, verduras e legumes, de preferência orgânicos ou produzidos em casa sem agrotóxicos;

Evitar ao máximo fast food e alimentos industrializados e comidas congeladas como pizzas e lasanhas, por exemplo, pois contém substâncias que promovem a inflamação do organismo;

Evitar tomar remédios sem orientação médica;

Beber cerca de 2 litros de água mineral ou filtrada todos os dias. 

Além disso, caso tenha alguma doença causada por vírus, como gripe, por exemplo, é importante evitar frequentar lugares públicos fechados, como shopping, teatros e cinemas, além de ser importante lavar as mãos frequentemente com água e sabão, assim como evitar tocar os olhos, nariz e a boca com as mãos sujas. Dessa forma, é possível reduzir o risco de adquirir a doença e de haver o desenvolvimento de complicações, principalmente no caso da pessoa possuir o sistema imunológico mais fraco.

VÍDEOS